Efeito do Butafosfan e da Cianocobalamina sobre metabolismo pós-parto e produção em vacas leiteiras

Empresa

Bayer

Data de Publicação

16/03/2016

Produtos Relacionados

Este protocolo foi cedido gentilmente pela empresa Bayer à Comunidade Vet Smart e pode apresentar menções a produtos da empresa.

Informações Gerais

Título: Efeito do Butafosfan e da Cianocobalamina sobre metabolismo pós-parto e produção em vacas leiteiras
Tipo de Conteúdo: Estudo científico
Categoria: Clínica médica de grandes animais
Espécies: Bovinos
Produto Relacionado: CATOSAL B12®


Rubens Alves Pereira, Marcio Nunes Corrêa e NUPEEC UFPel.

Núcleo de Pesquisa, Ensino e Extensão em Pecuária (NUPEEC – www.ufpel.edu.br/nupeec), Departamento de Clínicas Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, CEP: 96010-900, Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil.

Resumo

O objetivo deste estudo foi determinar o efeito da associação de Butafosfan e Cianocobalamina (CAT) sobre parâmetros metabólitos e produção de leite em vacas leiteiras. Um total de 52 vacas da raça Holandês foram distribuídas aleatoriamente em três grupos: (1) recebeu 10 mL de solução salina (NaCl 0,9%, Grupo Controle); (2) recebeu 1000mg de Butafosfan e 0,5 mg de Cianocobalamina (Grupo CAT10); (3) recebeu 2,000 mg de Butafosfan e 1,0 mg de Cianocobalamina (Grupo CAT20). Todas as vacas receberam injeções a cada 5 dias a partir do parto até 20 dias em lactação (DEL). Amostras de sangue foram coletadas a cada 15 dias a partir do parto até 75 DEL para análises de glicose, ácidos graxos não esterificados (AGNES), β-hidroxibutirato (BHB), colesterol, uréia, cálcio (Ca), fósforo (P), magnésio (Mg), Aspartato Aminotransferase (AST) e gama glutamil transferase (GGT). O escore de condição corporal (ECC) e a produção de leite foram avaliados a partir do parto até 90 DEL. Doses crescentes de CAT causou uma redução linear das concentrações plasmáticas de AGNES e colesterol. Além disso, a suplementação com CAT reduziu as concentrações de BHB mas não diferiu entre as duas doses de tratamento. Produção leiteira e níveis de proteína no leite tiveram um aumento linear com doses crescentes de CAT. Um efeito quadrático foi detectado sobre gordura e sólidos totais do leite de acordo com a dose de tratamento, e CAT10 apresentou os menores valores médios. As concentrações de glicose, uréia, P, Mg, AST, GGT, lactose no leite e ECC não foram afetados pelos tratamentos. Os resultados desta pesquisa indicam que as injeções de CAT durante o pós-parto precoce pode reduzir as concentrações de AGNES e BHB e aumentar a produção de vacas leiteiras.

Implicações

Este estudo apresenta uma nova estratégia metafilática para diminuir a intensidade do balanço energético negativo (BEN) em vacas leiteiras após o parto. Ao contrário de estudos anteriores, o protocolo atual é composto por 5 injeções de Butafosfan+Cianocobalamina com intervalo de 5 dias, durante os primeiros 20 dias após o parto, período de grande desafio metabólico para vacas leiteiras. Os resultados deste estudo indicam que este protocolo pode melhorar a adaptação metabólica no pós-parto precoce, através da redução da mobilização do tecido adiposo e o consequente aumento da produção leiteira.

Figura 1. Concentração plasmática de ácidos graxos não esterificados (AGNES) (a), β-hidroxibutirato (BHB) (b) e Colesterol (C) de vacas tratadas com o placebo (Grupo Controle; n = 16), 10 mL de Butafosfan+Cianocobalamina (Grupo CAT10; n = 18) ou 20 mL de Butafosfan+Cianocobalamina (Grupo CAT20; n = 18) em 0, 5, 10, 15 e 20 dias em lactação. Letras diferentes indicam diferenças entre os grupos (P < 0,05).

Figura 2. Produção leiteira (kg) da 2ª até a 12ª semana pós-parto de vacas tratadas com placebo (Grupo Controle, n = 16), 10 mL de Butafosfan+Cianocobalamina (Grupo CAT10; n = 18) ou 20 mL de Butafosfan+Cianocobalamina (Grupo CAT20; n = 18) nos dias 0, 5, 10, 15 e 20 após o parto. Letras diferentes indicam diferenças entre os grupos (P < 0,05).

Tabela 1. Parâmetros bioquímicos, produção e composição do leite de vacas leiteiras tratadas com placebo (Grupo Controle, n = 16) ou com Butafosfan+Cianocobalamina (Grupo CAT10, n = 18; e Grupo CAT20, n = 18) após o parto.

AGNES = Ácidos graxos não esterificados; BHB = β-hidroxibutirato; AST = Aspartato aminotransferase; GGT = Gama-glutamil transferase; Ca = Cálcio; Mg = Magnésio; P = Fósforo; DEL = Dias em lactação.
a) Concentração plasmática de AGNES e BHB, colesterol, AST, GGT, Ca, Mg, P, glicose, ureia, produção e composição do leite (gordura, lactose, proteína e sólidos totais) a cada 15 dias a partir do parto até 75 DEL.
b) Tratamentos que consistem em 5 injeções nos dias 0, 5, 10, 15 e 20 após o parto. Controle=Solução salina (n = 16); CAT10 = 1000 mg de butafosfan e 0,5 mg of cianocobalamina (n = 18); CAT20= 2000 mg of butafosfan e 1,0 mg of cianocobalamina (n = 18).
c) L = Efeito linear do tratamento; Q = Efeito quadrático do tratamento.
d) Efeito da suplementação: Controle v. CAT; Efeito dose: CAT10 v. CAT20.

Referências

Pereira, R.A., Silveira, P.A.S., Montagner, P., Schneider, A., Schmitt, E.,Rabassa, V.R., Pfeifer, L.F.M., Del Pino, F.A.B., Pulga, M.E., Corrêa,M.N., 2013. Effect of butaphosphan and cyanocobalamin on post-partum metabolism and milk production in dairy cows. Animal (Cambridge) 29,1–5.