Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Dapsona

Classificaçāo

Dermatológico

Receita

Controle Especial - Humano

Espécies

Equinos

Composição

Cada comprimido simples contém 100 mg de dapsona.

Excipientes: amido de milho, celulose microcristalina, manitol, estearato de magnésio e talco.

Armazenamento

Conservar em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C), protegido da luz e umidade.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Dapsona 100 mg, comprimido (500 un)

Indicações e contraindicações

Indicações

Sulfona ativa contra protozoários e micobactérias, utilizada experimentalmente para tratamento de pneumocistose equina.

Contraindicações / precauções

Usar com cautela em portadores de alterações sanguíneas e hepáticas.

Efeitos adversos

Hepatotoxidade, discrasias sanguíneas, alterações gastrointestinais, neurapatias e erupções cutâneas.

Reprodução, gestação e lactação

Usar com cautela em gestantes e lactantes.

Superdosagem

Em seres humanos a intoxicação por dapsona apresenta os sinais: cianose, taquicardia, cefaleia, vertigens ou desmaios, hematúria e depressão respiratória, induzida por metemoglobinemia. Nos casos mais graves ocorrem oligúria e insuficiência renal.

O tratamento consiste na redução de absorção do medicamento, diuréticos e terapia de suporte.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Frequência de utilização

24 / 24 horas

Duração do tratamento

60 dias

Doses

Recomendado

Equinos

3 mg / kg

calcular

Observações

A administração concomitante com pirimetamina, rifampina e trimetoprima podem modificar a absorção dessas substâncias e causar efeitos adversos.

Interações medicamentosas

Pirimetamina

Grau de interação

Moderado

Efeito Clínico

Risco de reações adversas

Conduta

Evitar o uso

Rifampicina

Tipo de interação

Antagonismo

Grau de interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Dapsona

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

Farmacodinâmica

Atua provavelmente como antagonista competitivo do ácido p-aminobenzóico (PABA), impedindo sua utilização na síntese de ácido fólico pelo microrganismo.

Porém seu mecanismo de atuação não é completamente esclarecido.

Farmacocinética

Em humanos é rapidamente absorvida pelo trato gastrintestinal e distribuída pelos tecidos. Seu metabolismo ocorre por acetilação pela n-acetiltransferase no fígado.

Efeitos adversos

Hepatotoxidade, discrasias sanguíneas, alterações gastrointestinais, neurapatias e erupções cutâneas.

Reprodução, gestação e lactação

Usar com cautela em gestantes e lactantes.

Superdosagem

Em seres humanos a intoxicação por dapsona apresenta os sinais: cianose, taquicardia, cefaleia, vertigens ou desmaios, hematúria e depressão respiratória, induzida por metemoglobinemia. Nos casos mais graves ocorrem oligúria e insuficiência renal.

O tratamento consiste na redução de absorção do medicamento, diuréticos e terapia de suporte.

Monitoramento

Monitorar sinais adversos e eficácia do tratamento.

Estudos

Não há nenhum estudo relacionado à este produto.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do produto

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências bibliográficas

CLARK-PRICE, Stuart C. et al. Use of dapsone in the treatment of Pneumocystis carinii pneumonia in a foal. Journal of the American Veterinary Medical Association, v. 224, n. 3, p. 407-410, 2004.