Tabapuã

Nome da Raça

Tabapuã

Porte

Grande

Peso

800 kg

Produtividade

Alta

Introdução

Introdução

É uma raça brasileira obtida através de animais nacionais e indianos. Na década de 40 a raça assumiu as características de raça mantidas até hoje. Porém, foi em 1907 no Goiás que a história da raça teve início.

Origem

Um fazendeiro do Goiás importou animais indianos e vendeu três exemplares desses para os irmãos Saliviano e Gabriel Guimarães, de Planaltina. Os irmãos cruzaram três desses touros com gado mocho de seu próprio rebanho, dando origem aos primeiros zebuínos mochos do Brasil em 1912.

Já na década de 30, Lourival Louza iniciou cruzamentos desses animais com o nelore, criando o anelorado mocho ou baio mocho. Mais tarde, sangue de Guzerá e Gir também foram adicionados e fazem, até hoje, parte do Tabapuã. Somente na década de 40, em Tabapuã, SP, a raça foi consolidada e assumiu as características que perduram até hoje.

Nome original

Tabapuã

País de origem

Brasil

Características gerais

Pelagem

Branco e cinza. Chifres: mochos. Orelhas: curtas em forma de folha.

Aptidões

Dupla (Bovinocultura de Corte e Leite)

Aspectos reprodutivos

Apresentam alto índice de fertilidade e excelente habilidade materna. Entre 14 e 16 meses, as fêmeas atingem 25% de sua fertilidade. A raça apresenta 95% de sucesso em programas de inseminação artificial. Têm menor idade ao primeiro parto do que os demais zebuínos.

Sanidade

O animal é adaptado ao clima brasileiro e possui boa resistência a ecto e endoparasitas.

Comportamento e cuidados

Não Informado

Manejo

Nutricional

Apresentam ótimo ganho de peso, sendo o segundo rebanho mais bem avaliado em provas de ganho de peso pela ABCZ.

Referências bibliográficas