Cabardinos

Nome da Raça

Cabardinos

Altura na Cernelha

1,20 m

Temperamento

Equilibrado e amigável.

Introdução

Origem

O Cabardino, também conhecido por Kabardin e Kabarda, em russo Kabardinskaya Ioshad, é uma raça de cavalo de sela com origem na região do Cáucaso, Kabardino-Balkaria, na Rússia. Historicamente, a raça tem sido conhecida há pelo menos 400 anos e foi criada para terreno pedregoso e montanhoso.

Por isso, estes cavalos são conhecidos por sua resistência e facilidade de adaptação em ambientes difíceis. A raça Kabarda foi formada a partir de uma combinação de cavalos de estepe, o Karabakh, o Árabe e o Turcomano. Uma nova geração, o chamado Anglo-Kabarda foi formada pelo cruzamento de Kabardas com PSI.

País de origem

Rússia

Curiosidades

Uma qualidade incrível dos Cabardinos, é que a raça tem uma intuição incomum, o que lhe permite sentir a rota. Esta qualidade permite destilar os rebanhos durante a noite e na névoa grossa.

Características gerais

Aspectos raciais

Estes cavalos possuem um corpo ligeiramente alongad e bem desenvolvido. Pescoço forte, musculoso e comprido. Peito bastante amplo.

Cascos são caracterizados por alta dureza.

Este é um animal forte e resistente, igualmente confortável nas condições das planícies, e nas terras altas. É surpreendentemente fácil para tolerar mudanças de temperatura e pressão atmosférica.

Kabarda difere constituição forte, resistência a muitas doenças e alta fecundidade.

Sobre a fortaleza da raça mostram uma vitória convincente em uma corrida que pode durar semanas.

Peso em média de 400 kg.

Pelagem

A pelagem do Cabardino é escura, pode variar entre o preto e o cinzento.

Aptidões

Cabardinos são utilizados sob a sela para transporte de mercadorias, bem como para trabalhar no chicote de fios. Estes animais são adequados para corridas de cavalos e transições, especialmente em terrenos acidentados para longas distâncias.

Kabarda pode ser usado no desporto amador – saltos ou corridas de cavalos. No entanto, o desporto profissional não é muito adequado, pois o seu desempenho em campo é significativamente inferior aos outros.

Eles são frequentemente usados como um cavalo de esporte fora da Rússia, mas também podem ser utilizados como um cavalo de carga.

Comportamento e cuidados

Vacinação e vermifugação

As vacinas previnem e/ou minimizam a ação de agentes que possam vir a causar doenças e gerar grandes perdas econômicas. Todos os equinos de uma mesma propriedade devem ser vacinados com o mesmo programa de vacinação. Os programas variam de acordo com a região em que o animal vive ou para qual será transportado.

As vacinas mais utilizadas em equinocultura são a contra influenza, tétano e encefalomielite equina. Em casos de propriedades com problemas de aborto equino a vírus, as éguas prenhas devem receber reforço adicional no 5º, 7º e 9º meses de gestação. Nos equinos os endoparasitas podem causar cólicas, anemias, diarréias, constipações e retardos no crescimento.

Programas de vermifugação devem ser implantados de acordo com o número de animais, extensão da propriedade, sendo importante a alternância do princípio ativo para evitar resistência parasitária e atingir todos os tipos de vermes.

Manejo

Específico da raça

É preciso ter algum cuidado com a alimentação do Cabardino. Apesar de ser um animal bastante resistente, tem uma enorme tendência a engordar, portanto a sua dieta deve ser muito rígida.

Alimentar

O alimento natural dos equinos são os volumosos. Os volumosos são ricos em fibras como as pastagens e as forragens que suprem parcialmente as necessidades nutricionais dos equinos.

Devido às maiores exigências decorrentes do esporte, concentrados enérgicos e/ou protéicos (rações, grãos), foram adicionados à dieta como complemento do volumoso, com quantidade oferecida de acordo com a categoria do animal. O aumento de consumo de concentrados pode causar diversas enfermidades graves como miopatia de esforço, laminite ou cólicas.

Adotar uma periodicidade do horário de alimentar os equinos, evitando longos períodos em jejum. Devidos as perdas constantes de minerais, a suplementação com sal é importante para evitar deficiências.

Casqueamento e ferrageamento

Os cascos de um cavalo devem ser limpos diariamente, principalmente antes do exercício. Um bom casqueamento e ferrageamento nos cascos dos equinos, previne o aparecimento de afecções no aparelho locomotor e oferece proteção do casco dos impactos com o solo, respectivamente.

Confinamento

Água limpa, fresca e a vontade deve estar sempre ao alcance do animal. Manter cavalos em baias é antinatural. Um cavalo chega a se deslocar por dia a distância de 9 a 12 quilômetros. Oferecer baias grandes com ventilação adequada, boa cama, cochos e bebedouros com altura adequada são fundamentais.

Odontológico

As alterações dentárias influenciam na mastigação e digestão dos alimentos, causando menor aproveitamento dos nutrientes, perda de peso, queda de desempenho e problemas no trato gastrointestinal. Os cavalos devem passar por manejo odontológico com um médico veterinário capacitado a cada 6 meses.

Vacinação e vermifugação

As vacinas previnem e/ou minimizam a ação de agentes que possam vir a causar doenças e gerar grandes perdas econômicas. Todos os equinos de uma mesma propriedade devem ser vacinados com o mesmo programa de vacinação. Os programas variam de acordo com a região em que o animal vive ou para qual será transportado.

As vacinas mais utilizadas em equinocultura são a contra influenza, tétano e encefalomielite equina. Em casos de propriedades com problemas de aborto equino a vírus, as éguas prenhas devem receber reforço adicional no 5º, 7º e 9º meses de gestação. Nos equinos os endoparasitas podem causar cólicas, anemias, diarréias, constipações e retardos no crescimento.

Programas de vermifugação devem ser implantados de acordo com o número de animais, extensão da propriedade, sendo importante a alternância do princípio ativo para evitar resistência parasitária e atingir todos os tipos de vermes.

Referências bibliográficas

CINTRA, A. G. de C. O Cavalo: Características, Manejo e Alimentação. Editora ROCA. 2014.

TORRES, A. P.; JARDIM, W.R. Criação do cavalo e de outros eqüinos. Livraria Nobel. 1987.

Cavalos Exóticos. Kabardin. Disponível em: http://cavalosexoticos.blogspot.com.br/2013/05/kabardin-kabardinskaya-loshad.html. Acesso em: 21 Jan. 2018.

Mundo Entre Patas. Cavalos Cabardinos. Disponível em: http://cavalos.mundoentrepatas.com/cavalos-caberdinos.htm. Acesso em: 21 Jan. 2018.

Nextews. Kabarda: História do Cavalo, Caracterização e Descrição Exterior. Disponível em: http://pt.nextews.com/bdde1c9e/. Acesso em: 21 Jan.2018.

Imagem disponível em: http://pt.nextews.com/bdde1c9e/