Carta aberta do Vet Smart aos estimados Médicos Veterinários do Brasil

O medo e incerteza tomaram conta do país nos últimos meses e as perspectivas de melhoras parecem distantes. Porém, o que mais me deixa aflito é ver que parte da classe veterinária tomou esses fatores passageiros como força propulsora para se atolar ainda mais na pauta ‘desvalorização do médico veterinário Brasileiro’.

Não pretendo desrespeitar por um segundo a opinião de alguns, mas peço por 1 minuto de reflexão para vislumbrarem nessa crise a força para retomada de crescimento. Para tanto basta organizarmos nossas ideias e iniciativas.

Continuar lendo Carta aberta do Vet Smart aos estimados Médicos Veterinários do Brasil

GRANDES ANIMAIS: Febre aftosa – preocupação produtiva

Causada por Aphtovirus, família Picornaviridae (RNA), é uma doença aguda, febril, altamente transmissível, que ocorre exclusivamente em animais biungulados, domésticos e selvagens. São conhecidos sete sorotipos do vírus o O, A e C (que ocorrem na América do Sul). Sendo que um sorotipo não confere resistência ao outro. Caracteriza-se pela formação de vesículas e erosões na mucosa da boca e da porção externa das narinas, na pele interdigital e rodete coronário, tetos e glândula mamária, na língua, há o desprendimento de grandes áreas da mucosa. A mortalidade é baixa, exceto em bezerros, porém a morbidade é elevada e a produtividade drasticamente reduzida na população afetada.

Sob refrigeração o vírus pode sobreviver nas vísceras, linfonodos e medula óssea por um período indefinido. Também sobrevive nestes locais em pH neutro, mas é destruído nos músculos quando o pH atinge valores inferiores a 6, pelo rigor mortis e pelo processo de maturação de carne.

Continuar lendo GRANDES ANIMAIS: Febre aftosa – preocupação produtiva

PEQUENOS ANIMAIS: Festas de final de ano e o cuidado com os animais

O final do ano está chegando e com ele, as festividades ansiosamente aguardadas também. São planos de viagem, festas de Natal com a família, Réveillon e junto de todas essas maravilhas o estresse. Não por parte dos humanos, afinal essa época representa as tão necessitadas férias, o descanso, a praia, as comemorações.

Entretanto, para os animais é um período um tanto quanto conturbado. Quadros de intoxicação alimentar, ataques de pânico e estresse são as campeãs em atendimento de emergências veterinárias nos meses de Dezembro e Janeiro. E você, sabe como orientar os tutores dos seus pacientes?

Continuar lendo PEQUENOS ANIMAIS: Festas de final de ano e o cuidado com os animais

GRANDES ANIMAIS – Brasil avança na reabertura do mercado mundial de carne bovina e projeta aumento das exportações para 2016

Uma retrospectiva do ano de 2015 para o setor de carne bovina brasileira pode ser resumida por meio de conquistas e avanços na reabertura do mercado mundial para o produto nacional. Dentre as boas notícias, duas das grandes prioridades estratégicas para o setor foram alcançadas: a Final Rule para os Estados Unidos e o início dos embarques para a China. Também reabriram seus mercados, com a suspensão dos embargos – ainda em função do caso atípico de BSE em 2012 -, para a carne brasileira, a Arábia Saudita, Iraque, África do Sul e Japão.

“2015 encerrou algumas lutas que o setor travava há alguns anos. Praticamente, concluímos os últimos países que ainda estavam com embargo à nossa carne. Sem dúvida, foi um ano de ótimas notícias para a indústria brasileira, que está cada vez mais preparada para atender a demanda mundial de carne bovina”, afirma Antônio Jorge Camardelli, presidente da ABIEC – Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne.

Os embarques para a China começaram no final de junho e, em pouco mais de cinco meses, já representou 81,3 mil toneladas, com faturamento de US$ 401,2 milhões. Com o anúncio da habilitação de mais três plantas naquele país, em novembro último, a expectativa da ABIEC é que, em 2016, o faturamento de exportação de carne bovina para a China represente cerca de US$1,3 bilhão.

A Final Rule, publicada no final de junho, liberando a exportação de carne in natura de 14 estados brasileiros para os Estados Unidos, foi outra conquista muito importante para o setor. “São duas etapas. O anúncio da Final Rule, que aconteceu em junho. Agora, o processo segue com a discussão entre os respectivos órgãos americano e brasileiro para o estabelecimento de uma equivalência de processos de inspeção para que as exportações, de fato, tenham início. A expectativa da ABIEC é que os primeiros embarques aconteçam ainda no primeiro semestre de 2016”, explica Fernando Sampaio, diretor-executivo da ABIEC.

Outro mercado reaberto que traz grande potencial de aumento nas exportações de carne bovina no curto prazo é a Arábia Saudita. Além da possibilidade de exportar 50 mil toneladas aos sauditas, outras nações como Qatar, Bahrein e Kuwait podem também retomar as importações da carne brasileira, uma vez que seguem os mesmos requisitos da Arábia Saudita, alcançando um faturamento conjunto de US$ 230 milhões.

Em dezembro, o governo brasileiro anunciou a suspensão do embargo japonês para carne brasileira processada. Com isso, o País retoma a exportações de produtos industrializados para o Japão, que pode representar um valor agregado, chegando a um faturamento anual de US$ 19 milhões. “Resolvido o embargo de produtos industrializados, as duas partes concordam em começar a negociar o acesso recíproco a carne in natura, produto do qual o Japão é um dos maiores importadores do mundo”, ressalta Sampaio.

Perspectivas para 2016

Para a ABIEC, as previsões são mais otimistas para 2016 por conta da abertura de todos os mercados citados em 2015. “Esse foi um ano de conquistas e, em 2016, vamos colher os resultados efetivos. A perspectiva é que o faturamento chegue a US$ 7,5 bilhões, batendo o recorde de 2014”, afirma Antonio Jorge Camardelli.

A ABIEC mantém como estratégia para 2016 a busca por novos mercados, nos quais o Brasil ainda não tem acesso, como México e países da Ásia, a exemplo de Taiwan, Indonésia e Tailândia. Além disso, pretende avançar nas negociações para exportação de carne in natura para o Japão e miúdos e carne com osso para a China – atualmente, o gigante asiático só importa carne sem osso do Brasil.

Resultados de 2015

Com faturamento de US$ 525 milhões em exportações em novembro, o Brasil atinge a marca de US$ 5,4 bilhões no acumulado do ano. Em volume, foram exportadas 124,5 mil toneladas de carne bovina em novembro, registrando um total de 1,3 milhão de toneladas em 2015. Esses números representam uma queda de 10% em volume e 17% em faturamento em relação a 2014.

Com isso, as exportações brasileiras de carne bovina em 2015 devem fechar o ano com um resultado aquém do mesmo período do ano passado. Mesmo com uma recuperação no último trimestre, o setor enfrentou problemas conjunturais que afetaram negativamente alguns grandes mercados do Brasil, como Rússia, Hong Kong e Venezuela.

Os maiores mercados de exportação da carne brasileira em 2015*:

image007

*até novembro.

Fonte: Abiec.

Continuar lendo GRANDES ANIMAIS – Brasil avança na reabertura do mercado mundial de carne bovina e projeta aumento das exportações para 2016

CFMV INFORMA: Projeto de lei pretende tornar crime o exercício ilegal de qualquer profissão regulamentada

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 3614/2015 que pretende criminalizar o exercício ilegal de qualquer profissão regulamentada. Atualmente é considerado crime apenas o exercício da Medicina, Odontologia e Farmácia. De autoria do Deputado Onyx Lorenzoni (DEM/RS), o PL altera o artigo 282 do Código Penal de 1940.

Pelo texto, a pena para quem exercer, mesmo que sem cobrar valores, qualquer profissão regulamentada sem autorização legal ou excedendo-lhes os limites será de seis meses a três anos de reclusão. A punição será aumentada caso o crime seja praticado na área da saúde humana, animal ou vegetal. Caso o ato tenha por finalidade obter lucro, também será aplicada multa.

Continuar lendo CFMV INFORMA: Projeto de lei pretende tornar crime o exercício ilegal de qualquer profissão regulamentada

PEQUENOS ANIMAIS: CASTRAÇÃO DE CÃES – IMPLICAÇÕES ALÉM DO FIM DA CAPACIDADE REPRODUTIVA

Antes de mais nada este não é um texto contra a castração. Como sabemos esta é fundamental no controle populacional de cães e gatos. Entretanto cabe a nós, Médicos Veterinários, compreendermos todas as suas implicações para podermos orientar nossos clientes. O que devemos ter em mente é que os hormônios não são unifuncionais – seus efeitos são sistêmicos, portanto a retirada das gônadas implica em muito mais que apenas o fim da capacidade reprodutiva.

Continuar lendo PEQUENOS ANIMAIS: CASTRAÇÃO DE CÃES – IMPLICAÇÕES ALÉM DO FIM DA CAPACIDADE REPRODUTIVA

Cientistas prometem que carne sem morte animal estará no mercado em 2018

Para quem defende os diretos dos seres vivos ou é vegetariano e vegano, essa inovação pode parecer bastante interessante. Muitas pessoas já sabem e já foram tocadas com vídeos e matérias que mostram o quão cruéis e nada éticos são os locais que cultivam e matam bois, frangos e porcos. E, mesmo com o instinto forte pelo churrasco ou o hambúrguer de cada dia, é impossível não repensar algumas escolhas depois de se deparar com tamanho sofrimento.

Dois anos atrás, um grupo de cientistas holandeses já havia feito o lançamento de um hambúrguer de carne sem qualquer tipo de sofrimento. A pequena peça havia sido feita a partir de células tronco e custava um valor aproximado de US$ 325 mil. Com esse número, a invenção não era nada viável para o consumo comum.

Continuar lendo Cientistas prometem que carne sem morte animal estará no mercado em 2018

GRANDES ANIMAIS – Notícias das Marcas Amigas do Vet Smart Bovinos e Equinos

CEVA

1. CEVA publica resultados de utilização do Velactis

Para ter acesso aos estudos clique aqui.


BRAVET

2. Bravet inaugura novo laboratório no Rio de Janeiro

Preparado para um novo ciclo de grande crescimento no ano de 2016, o Laboratório Bravet inaugurou em novembro de 2015, sua nova fábrica no Rio de Janeiro. Com equipamentos de última geração e novas salas com alta tecnologia para a produção de medicamentos, o Bravet está preparado para uma nova fase, segundo seu Diretor Sr. Virgílio Santos Filho: “Investimos em 2015, maciçamente na reformulação do nosso parque fabril para trazer ao mercado a melhor tecnologia disponível na produção de medicamentos. Estamos prontos para atender o mercado, na velocidade que ele demanda os produtos Bravet, com a qualidade e segurança que nossos clientes desejam. ”

Continuar lendo GRANDES ANIMAIS – Notícias das Marcas Amigas do Vet Smart Bovinos e Equinos

ALERTA – Mosquito Aedes e doenças graves

Prezados colegas,
 
Estamos sob epidemia de dengue (DENV), Chikungunya (CHIKV) e Zika (ZIKV). O alerta é para Chikungunya e Zika, que podem apresentar sintomas iniciais semelhantes à dengue mas podem acarretar complicações tão graves quanto a dengue hemorrágica porém com morbidade e mortalidade maiores.

A iniciativa privada tem um importantíssimo papel no combate ao Aedes. Se cada instituição instruir adequadamente aos seus funcionários e clientes sobre os cuidados que devem tomar em casa e no estabelecimento onde trabalham, muitos dos criadouros vão desaparecer e, consequentemente, poucos faltarão ao trabalho por estarem doentes. As pessoas trabalham, em média, de 8 a 10 horas diárias e a probabilidade de se infectarem em seu local de trabalho é muito alta.
O gestor ou o chefe direto da instituição privada pode solicitar a seus colaboradores o auxílio no combate ao vetor na empresa e nos arredores, bem como que tomem as medidas para prevenção individual. A empresa também pode mobilizar ações para conscientizar os consumidores de seus produtos, seus fornecedores e suas famílias, o que pode denotar a responsabilidade social da empresa e atrair novos consumidores. Os custos com ações de mobilização são infinitamente menores que os custos com funcionários faltantes e a prevenção ainda surte efeitos de longo prazo.

Continuar lendo ALERTA – Mosquito Aedes e doenças graves

PEQUENOS ANIMAIS – Notícias das Marcas Amigas do Vet Smart Cães e Gatos

CEVA

1. Conheça a Ceva Pet Shop University

E esse mês foram realizadas mais duas edições do Ceva Pet Shop University, em Campinas no dia 12/11 e Maringá no dia 13/11.

A iniciativa tem como objetivo aproximar os clientes através de palestras com temas relevantes para o mercado de pet shops, com a participação do Groomer internacional Sérgio Villasanti, que abordou o tema “Como ter uma equipe eficaz e aumentar as vendas” e também, a presença da arquiteta Suelena Moraes, com o tema “O que o visual pode fazer pelas minhas vendas?”, abordando sobre a importância do layout das lojas.

“Nossa proposta é levar informações e oferecer soluções aos proprietários e gestores de pet shops parceiros”, explica a Gerente de Linha Pet, Priscila Brabec.

Screenshot 2015-12-02 17.46.02

2. Ceva no Congresso IVBM

A Ceva esteve presente como patrocinadora Ouro no 10º International Veterinary Behaviour Meeting – Brasil / 10º IVBM Brasil, que aconteceu de 11 a 13 de Novembro de 2015, em Curitiba/PR.

O evento tratou de temas pertinentes ao comportamento animal, bem-estar e ética.

Screenshot 2015-12-02 17.47.08

Continuar lendo PEQUENOS ANIMAIS – Notícias das Marcas Amigas do Vet Smart Cães e Gatos