GRANDES ANIMAIS – Salmonelose em bovinos, desafios produtivos

As doenças de origem alimentar (DTA) estão diretamente ligadas à questão da segurança alimentar e são importante causa de uma série de transtornos relacionados à saúde pública, como aqueles de ordem econômica e social, em função principalmente dos custos gerados com hospitalizações e até mesmo óbito. Estas doenças ocorrem devido a uma variedade de microorganismos, disseminados por diversas rotas e fontes de transmissão que culminam na contaminação do alimento e posterior contágio do consumidor final, levando as enfermidades. Dentre os micro-organismos o principal destaque é reservado à Salmonella spp. No Brasil, por exemplo, de acordo com dados do Ministério da Saúde para o ano de 2010, a Salmonella spp. foi o principal micro-organismo detectado nos casos de DTA.

Atualmente, Salmonella spp. é um dos micro-organismos mais frequentemente envolvidos em casos e surtos de doenças de origem alimentar em diversos países, inclusive no Brasil. Na Inglaterra e países vizinhos, 90% dos casos são causados por Salmonella spp. Dados publicados nos Estados Unidos, Canadá e Japão indicam que os relatos de ocorrência de salmoneloses de origem alimentar aumentam a cada ano. De acordo com dados publicados no foodnet esta tendência permanece e se demonstra de acordo com os dados publicados até 2009.

Continuar lendo GRANDES ANIMAIS – Salmonelose em bovinos, desafios produtivos

PEQUENOS ANIMAIS – Neoplasia mamária em cadela: patologias da rotina

Os tumores mamários são uma das neoplasias mais comuns na cadela. A sua incidência aumenta com a idade sendo que a faixa etária mais afetada é a de 10-12 anos. Infelizmente esta patologia é ainda uma das mais comuns devido à existência de uma grande percentagem de cadelas não esterilizadas. A Ovariohisterectomia (esterilização) precoce confere uma proteção e diminuição da incidência de tumores mamários. Por outro lado, a obesidade e a utilização de contraceptivos aumentam a incidência deste tipo de neoplasia.

Os tumores mamários caninos constituem, aproximadamente, 52% de todas as neoplasias que afetam as fêmeas desta espécie, com cerca de 50% dos tumores mamários apresentando características de malignidade. Na gênese das neoplasias mamárias em cadelas estão envolvidos fatores de natureza genética, ambiental e hormonal. O conceito da influência hormonal no tumor de mama em mulheres foi primeiramente descrito por Cooper em 1836, o qual observou que os tumores variavam em tamanho durante o ciclo menstrual, apresentando pequeno tamanho macroscópico no início do ciclo menstrual e na menopausa.

Continuar lendo PEQUENOS ANIMAIS – Neoplasia mamária em cadela: patologias da rotina

Qualificação: a importância da criação de disciplinas que aprimorem a experiência de estudantes de medicina veterinária

Em uma de nossas matérias, nós da Vet Smart abordamos a importância da reformulação de grades curriculares dos cursos de Medicina Veterinária por todo Brasil. O principal ponto abordado foi a disciplina de Neuroanatomia e sua magnitude em toda a vida profissional dos Médicos Veterinários. Na matéria (que você encontra na íntegra em: http://www.vetsmart.com.br/blog/2015/09/18/neuroanatomia-importancia-academica-e-profissional/), o nosso entrevistado Dr. Henrique Ribeiro Alves de Resende, conta que seu sonho era criar uma disciplina que contemplasse a neuroanatomia em toda sua plenitude e pudesse garantir aos estudantes uma experiência única e ser um diferencial no mercado de trabalho. A Vet Smart, acompanhando o trabalho do professor, noticia em primeira mão que a Universidade Federal de Lavras será a primeira universidade do Brasil a incluir a neuroanatomia como disciplina obrigatória do curso de Medicina Veterinária.

Para melhor entendermos como será esse processo, entrevistamos novamente o Dr. Henrique e ele nos explica: “A Anatomia III que será ofertada a partir de 2016/2, é na verdade, a fusão de conteúdos das Anatomias I e II que ainda existem aos moldes antigos. A ideia foi dar uma ênfase maior a Neuroanatomia, mas também aliviar um pouco a carga horária das anteriormente citadas. Não conseguimos fazer isso de uma forma equitativa porque a Neuro está na Anatomia II e possui uma carga relativamente grande, mas existem temas que estavam contemplados na I que puderam vir para a III sem nenhum prejuízo. Aliás, muito antigamente esses assuntos eram alocados na II e tem uma correlação estreita com a própria Neuroanatomia. Ou seja, a Anatomia III abordará quatro assuntos: neuroanatomia, tegumento, órgão da visão e orelha”.

Continuar lendo Qualificação: a importância da criação de disciplinas que aprimorem a experiência de estudantes de medicina veterinária

PEQUENOS ANIMAIS – Principais eventos, feiras, congressos veterinários do mês de julho de 2016

I Simpósio de Especialidades em Animais Selvagens
Data: de 03 a 05 de Junho de 2016
Local: Botucatu – SP
Informações:
Site: http://fmvz.unesp.br/#!/eventos/i-simposio-de-especialidades-em-animais-selvagens/

SIMEV – Simpósio Internacional de Endocrinologia e Metabologia Veterinária
Data: 03 e 04 de Junho de 2016
Local: Porto Alegre – RS
Informações: Com os crescentes avanços da medicina veterinária em termos diagnósticos e terapêuticos, tem-se observado um crescente aumento da expectativa de vida dos pacientes caninos e felinos. Com isso, as doenças associadas ao envelhecimento se tornam mais presentes na rotina do clínico de pequenos animais. Nesse cenário, a endocrinologia veterinária tornou-se uma especialidade importante, abrangendo mais de 10% dos casos de rotina de um centro veterinário.
Site: http://www.simev.com.br/#!blank/okg7o

Continuar lendo PEQUENOS ANIMAIS – Principais eventos, feiras, congressos veterinários do mês de julho de 2016

GRANDES ANIMAIS – Principais eventos, feiras, congressos veterinários do mês de junho de 2016

Fórum Nacional de Terapia Assistida por Equinos: Desafios e Experiências Inovadoras
Data: 03 de Junho de 2016
Local: Piracicaba – SP
Informações: Objetivo: Compartilhar experiências e compartilhar soluções para os diversos desafios da atividade de terapia assistida por equinos
Site: http://fealq.org.br/informacoes-do-evento/?id=404

Curso Teórico-Prático de Biotecnologia do Sêmen Equino
Data: 04 e 05 de Junho de 2016
Local: Botucatu – SP
Informações: Site: http://www.funep.org.br/mostrar_evento.php?idevento=585

Continuar lendo GRANDES ANIMAIS – Principais eventos, feiras, congressos veterinários do mês de junho de 2016

Análise farmacológica veterinária: o universo dos fármacos simplificado e na sua mão

“O mercado veterinário busca a cada dia se aperfeiçoar em conhecimentos e tecnologias que auxiliem no desenvolvimento do trabalho, a farmacologia veterinária é uma das áreas que vem crescendo, sobretudo pela necessidade de modificações e evoluções quanto aos protocolos de tratamento havendo um progresso expressivo em relação aos novos fármacos. Assim, quando o profissional tem conhecimento da área e aplica estes em seus atendimentos clínicos obtém sucesso.

Quando não há conscientização por parte do profissional, o uso inadequado de medicamentos, principalmente os antimicrobianos, pode levar ao aparecimento de resistências microbianas, então o mesmo deve estar ciente e sempre fazer a avaliação dos mecanismos de ação da classe de fármacos ao qual pertence um novo agente terapêutico. Cada profissional deve buscar o aprimoramento e informação na área, buscando novas soluções e melhores tratamentos para os pacientes a fim de evitar que a saúde dos animais seja comprometida por prescrições incorretas da medicação.”

Continuar lendo Análise farmacológica veterinária: o universo dos fármacos simplificado e na sua mão

ROYAL CANIN® aumenta portfólio de alimentos que contribuem com a perda de peso de gatos e cães

Com foco na saciedade, os alimentos Satiety permitem que o volume consumido pelo animal não seja reduzido durante um programa de perda de peso.

A obesidade não é mais uma doença que atinge apenas os humanos, mas também gatos e cães. Atualmente, dados da Associação para a Prevenção da Obesidade em Pets (APOP), mostram que 53% dos cães e 55% dos gatos nos Estados Unidos estão acima do peso ideal.

Continuar lendo ROYAL CANIN® aumenta portfólio de alimentos que contribuem com a perda de peso de gatos e cães

GRANDES ANIMAIS: Laminite equina, desafio veterinário

A laminite ainda é uma das principais causas de claudicação em equinos, causando muitos prejuízos aos interessados nesse meio. Vem sendo há muito tempo estudada, mas existem diversos pontos que ainda não foram totalmente esclarecidos. As dúvidas quanto a sua fisiopagologia acabam se estendendo aos tratamentos. Assim como existem diversas teorias que tentam explicar os mecanismos do seu desenvolvimento, também aparecem tratamentos que às vezes são contraditórios e inconsistentes.

A laminite em equinos é uma doença grave e comum, sendo reconhecida como uma das mais importantes síndromes clínicas ao longo da história. A laminite não é uma doença primária, usualmente ocorrendo como sequela de quatro diferentes entidades clínicas: doenças associadas à sepse/endotoxemia; excesso de peso apoiado sobre um membro devido à lesão no membro contralateral; síndrome de Cushing em cavalos velhos e síndrome metabólica equina (SME).

Continuar lendo GRANDES ANIMAIS: Laminite equina, desafio veterinário

PEQUENOS ANIMAIS: Dilatação gástrica e vôlvulo em caninos, o mal das raças grandes

A dilatação aguda do estômago, associada a sua torção, é um evento potencialmente maléfico que requer tratamento médico emergencial, podendo ou não estar associada à terapia cirúrgica, na tentativa de aperfeiçoar as chances de sucesso e consequente manutenção da vida do paciente. A rápida identificação, escolha da terapia adequada e estabilização precoce do paciente são os principais componentes de sucesso no tratamento.

O reconhecimento precoce desta entidade é de fundamental importância para que o tratamento desta síndrome tenha sucesso. As causas não são bem compreendidas, mas acredita-se que alimentação em excesso, atividade pós-prandial e aerofagia sejam as principais causas. A síndrome da dilatação-vólvulo-gástrica se refere a duas condições, a primeira é a dilatação gástrica e a segunda é o vólvulo, na qual o estômago distendido, gira sobre seu eixo, podendo agravar o estado geral do paciente.

Continuar lendo PEQUENOS ANIMAIS: Dilatação gástrica e vôlvulo em caninos, o mal das raças grandes