Alteração de comportamento e estresse em pets: problemas que podem ser solucionados através da homeopatia

Calm Sigo ajuda manter animais tranquilos e saudáveis

Agitação, estresse, mudança de comportamento e humor não são problemas que atingem apenas os humanos. Devido a uma série de fatores externos e cotidianos, os animais também estão propensos a sofrer com crises comportamentais, o que causa sofrimento ao bicho e desconforto aos donos.
Continuar lendo Alteração de comportamento e estresse em pets: problemas que podem ser solucionados através da homeopatia

Pequenos Animais – Fármacos utilizados no tratamento de encefalopatia hepática

O fígado possui diversas funções biológicas que contribuem para o correto funcionamento do organismo. A encefalopatia hepática (HE) é uma anormalidade reversível da função neuronal associada com a exposição do sistema nervoso central a substâncias neurotóxicas devido a uma doença hepatocelular primária, como por exemplo, insuficiência hepática grave ou com desvio da circulação portal do fígado. A fisiopatologia da EH em cães ainda não foi completamente elucidada, mas é considerada multifatorial. Embora sua patogênese ainda não esteja completamente elucidada, seu tratamento é voltado primariamente para a redução da absorção e produção da amônia, proveniente da degradação bacteriana de substratos proteicos no cólon. Estratégias comuns baseiam-se no uso de lactulose, de antibióticos e da adição de fibras à dieta, muitas vezes associada à restrição proteica.

Antibióticos:

Os antibióticos mais indicados em pacientes com EH são metronidazol e amoxicilina, drogas efetivas para microorganismos anaeróbios, e o sulfato de neomicina, atuando contra microorganismos gram negativos, redutores de ureia. Há poucos efeitos adversos pelo uso prolongado da neomicina, embora nefrotoxicidade e má absorção tenham sido relatadas em algumas ocasiões. É administrada a menor dose de metronidazol para evitar a neurotoxicidade como um potencial efeito adverso da excreção hepática retardada. Continuar lendo Pequenos Animais – Fármacos utilizados no tratamento de encefalopatia hepática

Equilíbrio Veterinary: Seu cão tem alergia? Saiba qual a ração ideal para ele!

Animais de estimação também estão propensos a desenvolver algum tipo de alergia ao longo da vida – seja por fatores alimentícios e/ou ambientais. As reações alérgicas podem ocorrer por diversos motivos, como também podem atingir todas as raças de cachorro e em qualquer idade.

Entre as alergias mais comuns em cães, estão as alimentares, as que ocorrem através de picadas de pulgas e alérgenos inalantes, entre outros.

“É importante saber diferenciar a alergia de uma intoxicação alimentar, considerando que a intoxicação tem como sintomas o vômito, diarreia e a perda da vontade de comer. Já a alergia provoca coceira, arranhões, perda de pelos, problemas gastrointestinais e a dificuldade respiratória”, explica o médico veterinário da Equilíbrio e Gerente Técnico Nacional da Total Alimentos, Marcello Machado. Continuar lendo Equilíbrio Veterinary: Seu cão tem alergia? Saiba qual a ração ideal para ele!

Pequenos Animais – Erliquiose canina: fármacos empregados e profilaxia

A erliquiose canina é uma doença infecciosa severa que acomete cães, gatos e humanos, causada por bactéria do gênero ehrlichia. Onde a principal é a ehrlichia canis. O ciclo desta se inicia com a inoculação do agente no cão através da picada pelo carrapato, rhipicephalus sanguineus, seu vetor, no momento do repasto sanguíneo. Os sinais clínicos dependem da resposta imunológica do cão e esta doença é dividida em três fases: aguda, subaguda e crônica. A fase aguda é o inicio da infecção, o animal apresenta letargia, depressão, anorexia e febre. Na fase subaguda pode ocorrer depressão, hemorragias, edema de membros, perda de apetite e palidez das mucosas. Já na fase crônica, os sinais clínicos são variáveis em gravidade e não específicos e incluem acentuada anorexia e perda de peso, emaciação, tendências hemorrágicas, infecções secundárias em decorrência da imunossupressão, glomerulopatia e falha renal, poliartrite, sinais neurológicos e manifestações oculares.

O tratamento da erlichiose canina se baseia na administração de antibacterianos, principalmente os da classe das tetraciclinas – princípio ativo: tetraciclina, doxiciclina, cloranfenicol e dipropionato de imidocarbe. Dentre as tetraciclinas, a doxiciclina tem sido a mais aceita no tratamento. A mesma é um antibiótico semissintético, lipossolúvel, que inibe a síntese de proteínas bacterianas. Ao contrário de outras tetraciclinas convencionais, ela apresenta boa absorção intestinal e alcança elevada concentração celular, o que é almejável no caso de infecções causadas por bactérias intracelulares. Além disso, é de uso prático, pois pode ser administrada a cada 24h e tem baixa toxicidade. Não há consenso na duração do tratamento antimicrobiano. Atualmente recomenda-se o tratamento por 28 dias, na dose de 10mg/kg, a intervalos de 12 ou 24h, via oral.

Continuar lendo Pequenos Animais – Erliquiose canina: fármacos empregados e profilaxia

Agenda de Eventos Veterinários – Março de 2017 – Pequenos Animais

CURSO DE CARDIOLOGIA EM PEQUENOS ANIMAIS

Data: De 05/03/2017 a 07/03/2017
Local: Viçosa – MG
Informações: O curso tem por objetivo capacitar os profissionais para executarem na prática o tratamento das principais cardiopatias ocorrentes em pequenos animais.

Site: http://www.cptcursospresenciais.com.br/curso/curso-de-cardiologia-em-pequenos-animais/#tab1

CURSO DE ULTRASSONOGRAFIA ABDOMINAL 36ª TURMA

Data: De 06/03/2017 a 07/04/201
Local: São Paulo – SP
Informações: O curso tem por objetivos Iniciar o médico veterinário nas técnicas de exames necessárias para o reconhecimento dos órgãos abdominais e determinação de sua topografia, em animais normais. Apresentar as patologias visibilizadas ao exame ultrassonográfico nas aulas teóricas e nos exames de rotina.

Site: http://ivi.vet.br/cursos/ultrassonografia-abdominal/

Continuar lendo Agenda de Eventos Veterinários – Março de 2017 – Pequenos Animais

Benefícios de uma dieta de baixo teor de gordura para cães com pancreatite ou outras doenças crônicas

Para os cães, a digestão de dietas ricas em gordura é mais complexa que a digestão de proteínas e carboidratos. Esse fato pode ser significativamente complicado por uma variedade de problemas incluindo, mas não limitado a ela, pancreatite, enteropatia por perda de proteína e hiperlipidemia.  Alimentar os Cães com uma dieta de baixo teor de gordura, em longo prazo, ajuda a gerenciar ou minimizar os riscos de recorrência dessas doenças crônicas.

Pancreatite

A pancreatite é definida como inflamação aguda ou crônica do pâncreas. Os fatores de risco que costumam estar associados à pancreatite, mas não estão limitados somente a ela, a predisposição racial, descuidos com a dieta, hiperlipidemia no jejum, doenças endócrinas como diabetes mellitus, obesidade e dietas altamente gordurosas. Schnauzers Miniatura são as raças mais comumente relatadas com risco de desenvolvimento de pancreatite.

Continuar lendo Benefícios de uma dieta de baixo teor de gordura para cães com pancreatite ou outras doenças crônicas

Geriatria Veterinária: Qualidade de Vida aos Pets Senis

Os animais de companhia passaram do quintal para o convívio diário e intenso com seres humanos. Essa relação passou a crescer devido a pessoas passarem a viver sozinhas, mais casais optarem por não terem filhos e a demanda por espaço diminuir. Atualmente, o termo “família multiespécie” é um reflexo do que os Pets se tornaram. Como tudo na vida essa aproximação tem lados positivos e negativos. Doenças humanas como depressão, ansiedade e pânico são alguns exemplos de que essa rotina atrelada aos humanos trouxe problemas. Entretanto, um levantamento feito pelo Hospital Veterinário Sena Madureira mostra que dos anos 1980 pra cá a expectativa de vida de pequenos animais cresceu significativamente, fato esse que contribuiu para que o Médico Veterinário buscasse uma nova especialização dedicada a cuidar somente dos animais idosos, a geriatria veterinária.

Os principais fatores que permitiram esse salto na expectativa de vida dos animais foram os grandes avanços em diagnóstico e tratamento, pesquisas recentes da medicina veterinária, o progresso da farmacologia especializada e a observação mais atenta e precisa dos tutores em relação aos seus companheiros. É claro que as visitas mais frequentes aos veterinários, a alimentação balanceada e especialmente estudada, as vacinas e os cuidados diários contribuíram significativamente para que esse quadro se estabelecesse no Brasil. Definir exatamente o que é um paciente geriátrico é bastante relativo, isso porque há variações na expectativa de vida para diferentes raças e espécies. Basicamente os cuidados geriátricos devem começar aos 7 anos de idade, variando conforme anteriormente citado.
Continuar lendo Geriatria Veterinária: Qualidade de Vida aos Pets Senis

Eventos veterinários de Pequenos Animais – Fevereiro 2017

II CURSO DE PLANTONISTA VETERINÁRIO

Data: 01/02/2017
Local: Campinas
Informações: Nota-se que houve um aumento bastante significativo de clínicas e hospitais veterinários com atendimento 24 horas gerando uma demanda de profissionais capacitados nominados PLANTONISTAS VETERINÁRIOS, que devem ser preparados para atender esse mercado em crescente expansão. Tendo isso em mente nossa empresa é pioneira na formação de plantonistas veterinários no estado de São Paulo.

Site: http://www.mellovet.com.br/detalhes-curso.php?id=21

CURSO DE REALIZAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DOS EXAMES LABORATORIAIS: HEMATOLOGIA E BIOQUÍMICA CLÍNICA

Data: De 02 a 04/02/2017
Local: Viçosa – MG
Informações: O objetivo deste curso é proporcionar aos alunos conhecimentos teóricos e práticos relativos à seleção, execução e interpretação de exames laboratoriais necessários ao estabelecimento do diagnóstico, tratamento e prognóstico na avaliação da saúde dos animais. Para a interpretação adequada dos resultados dos exames laboratoriais é fundamental que se conheçam os processos fisiológicos de cada espécie, de modo a entender como os processos patológicos alteram a fisiologia e como essas alterações podem ser detectadas nos exames laboratoriais.

Site: http://www.cptcursospresenciais.com.br/curso/curso-de-realizacao-e-interpretacao-dos-exames-laboratoriais-hematologia-e-bioquimica-clinica/#tab1

PALESTRA E MESA REDONDA – ULTRASSONOGRAFIA VETERINÁRIA

Data: 04/02/2016
Local: São Paulo – SP
Informações: A Palestra e Mesa Redonda é um evento voltado a Médicos Veterinários e tem como objetivo abordar assuntos de Ultrassonografia Veterinária. Carga Horária de 4 horas.

Site: http://famesp.com.br/palestra-e-mesa-redonda-ultrassonografia-veterinaria/

ULTRASSONOGRAFIA EMERGÊNCIA – FAST (TÓRAX E ABDOME): TEÓRICO E PRÁTICO

Data: 10 e 11/02/2017
Local: NAUS
Informações: O Núcleo de Aperfeiçoamento em Ultrassonografia Veterinária foi idealizado e fundado em 2015 por Cibele Figueira de Carvalho. O NAUS é uma instituição que ministra cursos sobre as principais aplicações da técnica ultrassonográfica, radiologia, ressonância magnética e tomografia computadorizada. As aulas teórico-práticas incluem instrumentação, revisão de casos clínicos e avaliação do conhecimento.

Site: http://www.naus.vet.br/

CURSOS DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL E EXAME ANDROLÓGICO E CONGELAMENTO DE SÊMEN DE CÃES

Data: De 11 a 13/02/2017
Local: Viçosa – MG
Informações: Habilitar o veterinário ou estudante a executar a inseminação artificial na espécie canina com segurança, fazendo uso das metodologias mais atuais e eficazes no intuito de aperfeiçoar as taxas de fertilidade. Dominar a metodologia do exame andrológico e criopreservação de sêmen na espécie canina.

Site: http://www.cptcursospresenciais.com.br/curso/cursos-de-inseminacao-artificial-e-exame-andrologico-e-congelamento-de-semen-de-caes/

II CURSO DE APRIMORAMENTO EM ORTOPEDIA DE CÃES E GATOS

Data: 11/02/2017 a 28/01/2018
Local: Jaboticabal – SP
Informações: É obrigatória a participação em todos os módulos. Não será permitida a inscrição somente em um módulo. No ato da inscrição é obrigatória a apresentação do CRMV para profissionais e carteirinha para estudantes.

Site: http://www.funep.org.br/mostrar_evento.php?idevento=590

IX CURSO DE FORMAÇÃO EM NEUROLOGIA VETERINÁRIA DE PEQUENOS ANIMAIS

Data: 11 e 12/02/2017 a 27 e 28/01/2018
Local: Botucatu – SP

Site: http://www.bioethicus.com.br/neurologia-veterinaria/

CURSO INTENSIVO PRÁTICO DE ORTOPEDIA (CIPO) – MÓDULO BÁSICO

Data: 16 e 17/02/2017
Local: São Paulo – SP
Informações: Com o objetivo de promover saúde e qualidade de vida aos animais de estimação e de companhia, oferecemos Cursos de excelente conteúdo e profissionalismo respeitando o exercício ético-profissional da Medicina Veterinária, sem jamais descartar a necessidade da avaliação clínica criteriosa a fim de buscar alternativas apropriadas aos pacientes e o esclarecimento de eventuais dúvidas aos profissionais.

Site: http://www.cipo.vet.br/#curs

ABORDAGEM DOS TRANSTORNOS DE COMPORTAMENTO PELA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA

Data: 18 e 19/02/2017

Local: Botucatu – SP

Informações: Os transtornos de comportamento representam um dos grandes desafios do clínico de pequenos animais. A medicina tradicional chinesa é capaz de equilibrar os padrões de desarmonia causadores destes transtornos. O seu uso em conjunto com os protocolos convencionais aprimora o diagnóstico e aumenta a efetividade do tratamento.

Site: http://www.bioethicus.com.br/transtornos-comportamento/?p=curso

II CURSO PRÁTICO DE CITOPATOLOGIA VETERINÁRIA MÓDULO I

Data: 18 e 19/02/2017
Local: Botucatu – SP
Informações: O curso visa promover o treinamento prático e capacitação técnica profissional na área de citopatologia veterinária.

Site: http://bioethicus.com.br/

Identificando a dor do paciente por meio de um bom histórico

Os efeitos prejudiciais de dores não tratadas em pacientes veterinários e sua recuperação de doenças, injúrias e cirurgias já são bem conhecidos. Gerenciar a dor pode ser considerado o básico quando se trata de cuidados, mas reconhecer os sinais pode ser um desafio e a dor é ainda subtratada em cães e gatos. Mudanças de comportamento são um dos sinais mais comuns de dor, mas ainda podem ser negligenciados. Por isso, durante o conhecimento do histórico do paciente, a equipe veterinária deve questionar cuidadosamente seus clientes sobre mudanças de comportamento de seus Pets.

Tutores podem ser desconhecedores dos sinais clínicos associados à dor de seus Pets porque os animais, às vezes, podem esconder os sinais apresentando somente pistas sutis, tornando-se reclusos ou desenvolvendo comportamentos anormais. A dor pode estar associada às doenças subjacentes, ocorrer na ausência de danos teciduais óbvios e persistir após a resolução de causas incitantes.

Continuar lendo Identificando a dor do paciente por meio de um bom histórico

Vet Smart TV apresenta online e ao vivo palestra sobre Síndrome Metabólica Felina

Vet Smart traz em sua segunda transmissão ao vivo de palestra veterinária  o tema Síndrome Metabólica Felina.
A transmissão que ocorre online e ao vivo tem o patrocínio de Equilíbrio Veterinary – Total Alimentos.

Nesta palestra abordaremos todas as consequências hormonais que ocorrem na síndrome metabólica e seu impacto na saúde e metabolismo dos gatos.

Por trás da Síndrome Metabólica temos uma série de fatores de risco que podem predispor à diversas doenças secundárias. Vamos aprender a identificá-la e quais são as principais estratégias de combate.

A Dra. Estela Pazos trará sua experiência com alguns suplementos da nutrologia que auxiliam no emagrecimento e atuam na síndrome metabólica felina.
  • Inscrições online gratuitas: atravès do link www.vetsmart.com.br/streaming
  • Quando será a palestra online? 29.11.2017, às 20h
  • Onde será transmitida? Ao vivo e online pelo Vet Smart no mesmo link de inscrição.
  • Sobre a apresentadora Estela Pazos: Graduada em medicina veterinária pela Universidade de Espírito Santo do Pinhal (UniPinhal), 2004.Pós-graduada (lato sensu) em Clínica Médica de Felinos pelo Instituto Qualittas, 2009.Formação em Acupuntura Veterinária pela SAVE – Sociedade de Acupuntura Veterinária, 2010.Atendimento exclusivo a felinos domésticos – clínica médica, comportamento, bem estar animal medicina funcional e nutrologia.Ministra cursos e palestras sobre medicina funcional e nutracêutica do paciente felino.