Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Sulfato de atropina

Classificaçāo

Anticolinérgico, Terapêutico, Antiespasmódico

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

COMPOSIÇÃO

Cada mL contém:

Sulfato de atropina 10 mg

Água para injeção q.s.p. 1 mL

ARMAZENAMENTO

Conservar em local fresco e seco, ao abrigo da luz solar.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Sulfato de Atropina a 1% UCB é um agente parassimpaticolítico, indicado como anti-espasmódico nas contrações intestinais (cólicas), ureterais (cólicas renais) e vesicais, como estimulante respiratório, dilatando os brônquios no colapso respiratório.

Auxilia nas pré-anestesias como inibidor das secreções salivares e bronquiais.

Proporciona uma proteção contra as arritmias cardíacas reflexas e bradicardia causada pelo aumento do tono vagal por ação dos agentes anestésicos, entubação e manipulação das estruturas oculares e viscerais.

Antídoto nas intoxicações por organofosforados e carbamatos (defensivos para animais e vegetais), e também com antídoto da eserina, arecolina, pilocarpina, clorofórmio e morfina.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não administrar em animais com histórico de hipersensibilidade ao sulfato de atropina.

EFEITOS ADVERSOS

Em equinos pode ocasionar cólicas devido ao seu potencial em provocar íleoparalítico.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não administrar em animais prenhes.

SUPERDOSAGEM

As dosagens recomendadas são bem toleradas pelos animais.

Os sinais de intoxicação por atropina em superdosagem são: ressecamento da mucosa oral, midríase constante (dilatação pupilar), taquicardia e excitação.

Antídotos: agentes anticolinesterásicos (neostigmina e fisostigmina).

Administração e doses

Via(s)

SC

IM

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

A critério do Médico Veterinário.

Doses

Bovinos adultos

Bovinos

7 - 10 mL / animal

Equinos adultos

Equinos

2 - 6 mL / animal

Bovinos jovens

Bovinos

3 - 5 mL / animal

Interações medicamentosas

Adrenalina

Tipo de Interação

Sinergismo/Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Atropina contraria a bradicardia reflexa induzida pela adrenalina e potencia o efeito vasopressor desta

Conduta

Ajustar dose

Amantadina

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento das reações adversas e anticolinérgicas

Mecanismo de Ação

Toxicidade sinérgica e efeito farmacológico aditivo

Conduta

Ajustar dose

Anticolinérgicos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da atropina

Conduta

Ajustar dose

Antidepressivos tricíclicos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do antidepressivo

Conduta

Ajustar dose

Antihistamínicos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do antihistamínico

Conduta

Ajustar dose

Atenolol

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do Atenolol

Mecanismo de Ação

Diminuição da motilidade gastrointestinal leva ao aumento do tempo de permanência do Atenolol no estômago, aumentando sua dissolução e biodisponibilidade

Conduta

Ajustar dose

Bromoprida

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da atropina

Conduta

Ajustar dose

Cetoconazol

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do cetoconazol

Mecanismo de Ação

Diminuição da absorção de Cetoconazol

Conduta

Administrar com intervalo de pelo menos 2 horas

Ciclopropano

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Arritmia ventricular

Conduta

Evitar o uso

Citrato de Sódio

Conduta

Evitar o usoObservações:

Cloreto de Pralidoxima

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Atropina

Conduta

Ajustar dose

Cloreto de potássio

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do cloreto de potássio

Mecanismo de Ação

A atropina diminui a motilidade gastrointestinal, retardando a passagem do cloreto de potássio pelo trato gastrointestinal

Conduta

Evitar o uso

Cloridrato de Prometazina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Cloridrato de Prometazina

Mecanismo de Ação

Efeito antagonista via direta no SNC. Aceleração do metabolismo intestinal

Conduta

Evitar o uso

Clorpromazina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Clorpromazina

Mecanismo de Ação

Aceleração do metabolismo intestinal

Conduta

Administrar com intervalo mínimo de 2 hotas

Fenotiazina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da fenotiazina

Mecanismo de Ação

Aceleração do metabolismo intestinal da fenotiazina, além de antagonizar os efeitos por vias diretas do SNC

Conduta

Evitar o uso

Haloperidol

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeitos adversos

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Imipramina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Atropina

Conduta

Evitar o uso

Neostigmina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Neostigmina

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

EFEITOS ADVERSOS

Em equinos pode ocasionar cólicas devido ao seu potencial em provocar íleoparalítico.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não administrar em animais prenhes.

SUPERDOSAGEM

As dosagens recomendadas são bem toleradas pelos animais.

Os sinais de intoxicação por atropina em superdosagem são: ressecamento da mucosa oral, midríase constante (dilatação pupilar), taquicardia e excitação.

Antídotos: agentes anticolinesterásicos (neostigmina e fisostigmina).

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.