Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Edetato Cálcico Dissódico

Classificaçāo

Antídoto

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco e fresco, entre 15°C a 30°C, ao abrigo da luz solar, fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Quelante de metais pesados para tratamento de intoxicações por chumbo ou zinco.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não administrar a pacientes com anúria e usar com cautela na insuficiência renal.

EFEITOS ADVERSOS

Em humanos são relatadas reações alérgicas.

Administração e doses

Via(s)

EV Muito Lenta

SC

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

6 a 8 horas

Doses

Recomendado

Bovinos e Equinos

25 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Modo de usar:

Diluir na proporção de 10 mg/mL de administração

Interações medicamentosas

Observações da interação

A administração concomitante com Corticosteróides, insulina NPH ou PZI e outros fármacos nefrotóxicos podem modificar a absorção dessas substâncias e causar efeitos adversos.

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Os fármacos quelantes como o edetato de cálcio dissódico atuam nas intoxicações sequestrando os metais tóxicos.

Apresenta alta capacidade de ligação ao chumbo, zinco, cádmio, cobre, ferro e manganês. Em animais é utilizado principalmente como quelante em intoxicações por chumbo.

FARMACOCINÉTICA

Em humanos é excretado em sua maior parte pela urina e apenas uma pequena parcela pela via gastrintestinal (SADAO, 2002).

EFEITOS ADVERSOS

Em humanos são relatadas reações alérgicas.

MONITORAMENTO

Monitorar a eficácia da terapia.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

SADAO, Marcelo. Intoxicação por chumbo. Revista de oxidologia, v. 11, p. 37-42, 2002.