Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Romifidina

Classificaçāo

Analgésico

Receita

Controle Especial - Humano

Espécies

Equinos

ARMAZENAMENTO

Conservar em recipiente fechado, temperatura ambiente e ao abrigo de luz.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Análogo da clonidina (agonista alfa2-adrenérgico) sedativo e analgésico.

Utilizado para facilitar o manejo durante procedimentos em equinos.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não usar em animais com arritmias ventriculares ou que receberam epinefrina;

Usar com extrema cautela em pacientes muito debilitados ou portadores de disfunções cardíacas ou respiratórias, choque, hipotensão, desordens convulsivas e insuficiência hepática ou renal severas.

Usar com cuidado em equídeos portadores de laminite e impactação intestinal.

EFEITOS ADVERSOS

Pode causar bradicardia, arritmias, sudorese, sialorréia e atonia intestinal.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Evitar a administração no último terço da gestação, pois pode haver desencadeamento do parto.

SUPERDOSAGEM

Doses elevadas determinam depressão nervosa e respiratória que evam ao risco de óbito.

Porém não foram relatadas mortes, mesmo com doses de 600 μg/kg em equinos (PAPICH, 2012).

Doses altas podem provocar edema facial.

Atipamezol ou ioimbina podem ser utilizados para a reversão dos efeitos na superdosagem.

Administração e doses

Via(s)

EV

Doses

Recomendado

Equinos

0,04 - 0,12 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Pode ser administrada jutamente com cetamina ou benzodiazepínicos.

O nível de sedação é dose-dependente. Ajustar a dose de acordo com o efeito desejado.

Interações medicamentosas

Observações da interação

A administração concomitante com anestésicos gerais, clonidina, detomidina, epinefrina, fenotiazínicos, medetomidina, opióides, sedativos/hipnóticos e xilazina podem modificar a absorção dessas substâncias e causar efeitos adversos.

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Os agentes agonistas alfa2-adrenérgicos atuam reduzindo a liberação dos neurotransmissores neuronais pela ligação aos receptores pré-sinápticos.

Por apresentar esse efeito seletivo alfa2, age principalmente no SNC, provocando analgesia e sedação.

A romifidina apresenta estrutura semelhante à da clonidina e apresenta ação mais específica do que a xilazina.

FARMACOCINÉTICA

A romifidina apresenta ação rápida, com início dos efeitos em 2 minutos, e a duração mais prolongada do que a da xilazina ou detomidina, chegando a 1,5 hora.

EFEITOS ADVERSOS

Pode causar bradicardia, arritmias, sudorese, sialorréia e atonia intestinal.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Evitar a administração no último terço da gestação, pois pode haver desencadeamento do parto.

SUPERDOSAGEM

Doses elevadas determinam depressão nervosa e respiratória que evam ao risco de óbito.

Porém não foram relatadas mortes, mesmo com doses de 600 μg/kg em equinos (PAPICH, 2012).

Doses altas podem provocar edema facial.

Atipamezol ou ioimbina podem ser utilizados para a reversão dos efeitos na superdosagem.

MONITORAMENTO

Monitorar frequência cardíaca, pressão sanguínea e a motilidade intestinal.

Os sinais vitais devem ser monitorados durante procedimentos anestésicos.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

ENGLAND, G. C. W.; CLARKE, K. W.; GOOSSENS, L. A comparison of the sedative effects of three α2‐adrenoceptor agonists (romifidine, detomidine and xylazine) in the horse. Journal of veterinary pharmacology and therapeutics, v. 15, n. 2, p. 194-201, 1992.

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012.