Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Tartarato de Morantel

Classificaçāo

Anti-helmíntico

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Tetraidropirimidina anti-helmíntica.

EFEITOS ADVERSOS

Só em doses muito altas, podendo ocorrer sialorréia, taquipnéia, diarréia, ataxia, tremores musculares e convulsões.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Doses

Recomendado

Bovinos

10 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Interações medicamentosas: A administração concomitante com Dietilcarbamazina, levamisol, organofosforados ou pirantel e piperazina podem modificar a absorção dessas substâncias e causar efeitos adversos.

Interações medicamentosas

Esse produto não contém interações, pois não há referências sobre ou ainda não foi preenchida por nossa equipe técnica.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Atua sobre os receptores nicotínicos sinápticos das membranas de células musculares nos helmintos.

FARMACOCINÉTICA

As pirimidinas sofrem biotransformação no fígado e apresentam concentração sérica máxima por volta de 4 horas após a sua administração.

Por serem pouco absorvidas no trato gastrintestinal, grande parte é excretada inalterada nas fezes.

O morantel por ser apresentado em forma de tartarato, aumenta sua absorção gastrintestinal por se tornar hidrossolúvel.

EFEITOS ADVERSOS

Só em doses muito altas, podendo ocorrer sialorréia, taquipnéia, diarréia, ataxia, tremores musculares e convulsões.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

ALMEIDA, M. A. O e AYRES, M. C. C. Agentes Antinematódeos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.