Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Cloridrato de Prometazina

Classificaçāo

Fenotiazina

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

COMPOSIÇÃO

Cloridrato de prometazina 20,28 mg - equivalente 25 mg prometazina base

Excipientes: amido de milho, lactose monoidratada, açúcar, pulverizado, amiláceo, sílica, hidratada, talco, estearato de magnésio, copolímero, metacrilato, butilado básico, macrogol, 6000, dióxido, titânio, riboflavina.

ARMAZENAMENTO

Deve ser mantido em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C), proteger da luz e umidade.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Fenergan 25 mg, drágea
  • - Fenergan 25 mg/mL, ampola
  • - Pamergan 25 mg, comprimido
  • - Pamergan 25 mg/mL, solução injetável

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Fenotiazínico pré-anestésico e antialérgico.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não usar pacientes pediátricos desidratados ou animais submetidos a anestesia epidural, portadores de broncoespasmo, mielossupressão, depressão do SNC, colapso circulatório e epilepsia.

Usar com cautela em pacientes neonatos ou geriátricos e portadores de arritmias ou bloqueio cardíaco, hipocalcemia, encefalite, glaucoma, hipertrofia prostática, insuficiência cardíaca congestiva, obstrução intestinal ou das vias urinárias, atonia intestinal e insuficiência hepática ou renal.

EFEITOS ADVERSOS

Em humanos são relatados: sedação ou sonolência, constipação, midríase, palpitações, eritema ou eczema.

Pode ocorrer também bradicardia ou taquicardia e aumento ou diminuição da pressão arterial.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não há dados suficientes sobre a teratogênese da prometazina em animais.

Porém deve ser utilizado considerando o risco-benefício ao paciente. Usar com cautela em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Em doses elevadas pode determinar depressão severa do SNC, coma e morte.

Administração e doses

Via(s)

IV

IM

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

8 a 12 horas

Doses

Recomendado

Bovinos e Equinos

0,2 - 1 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Interações medicamentosas: A administração concomitante com antiácidos, antidiarréicos, atropina, depressores do SNC, epinefrina, metoclopramida, opiáceos e organofosforados podem modificar a absorção dessas substâncias e causar efeitos adversos.

Interações medicamentosas

Amiodarona

Tipo de Interação

Arritmias ventriculares

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Arritmias ventriculares

Conduta

Incompatível

Amitriptilina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do Cloridrato de Amitriptilina

Conduta

Ajustar dose

Antihipertensivos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado dos Antihipertensivos

Mecanismo de Ação

Atividade farmacológica aditiva ou sinérgica

Conduta

Evitar o uso

Atropina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Clorpromazina

Mecanismo de Ação

Aceleração do metabolismo intestinal

Conduta

Administrar com intervalo mínimo de 2 hotas

Buprenorfina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Depressão do SNC

Mecanismo de Ação

Potencialização e sinergismos das ações farmacológicas

Conduta

Evitar o uso

Cisaprida

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Aumento do risco de arritmias cardíacas

Mecanismo de Ação

Efeito aditivo do prolongamento do intervalo QT

Conduta

Incompatível

Fenobarbital

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido de ambas as subst.

Mecanismo de Ação

Estimulação das enzimas microssomais hepáticas

Conduta

Ajustar doseObservações:

Guanetidina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Inibição da ação hipotensiva da Guanetidina

Mecanismo de Ação

Inibição da captação da Guanetidina em terminações nervosas, onde apresenta os seus efeitos

Conduta

Considerar outro antihipertensivo

Hidróxido de Alumínio

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Clorpromazina

Mecanismo de Ação

A formação de complexos físico-químicos insolúveis pode prejudicar a absorção da Clorpromazina no trato gastrointestinal

Conduta

Administração de antiácidos 1 hora antes ou 2 horas após a ingestão da Clorpromazina

Levodopa

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Inibição dos efeitos terapêuticos da Levodopa

Mecanismo de Ação

Iinibição dos receptores da dopamina no SNC

Conduta

Evitar o uso

Lítio

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Desorientação e inconsciência

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Meperidina

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Sedação excessiva e hipotensão

Mecanismo de Ação

Efeitos cardiovasculares depressora do SNC aditivos entre as subst.

Conduta

Incompatível

Sotalol

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Arritmias graves

Mecanismo de Ação

Efeito sinérgicos ou aditivo de ambas as subst. em prolonogar o intervalo QT corrigido

Conduta

Incompatível

Tiopental

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido de ambas as subst.

Mecanismo de Ação

Estimulação das enzimas microssomais hepáticas

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

COMPATIBILIDADE

Não misturar a outras substâncias.

FARMACODINÂMICA

Os fenotiazínicos atam bloquerando os receptores H1 da histamina.

A prometazina atua controlando os efeitos espásticos da musculatura lisa e nos vãos capilares, combatendo o edema, eritema e prurido, que ocorrem durante alergias cutâneas.

Provoca menor grau de sedação e hipotensão do que a acepromazina em equinos (PEQUITO, 2012).

FARMACOCINÉTICA

Em geral os antagonistas de receptores H1 agem a partir de 30 minutos da sua administração.

Concentram-se significantemente nos pulmões e, em concentrações relativamente menores, nos rins, no encéfalo, nos músculos e na pele e apresentam metabolização hepática.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Em humanos pode causar leucopenia, neutropenia, trombocitopenia e anemia hemolítica como efeitos adversos.

EFEITOS ADVERSOS

Em humanos são relatados: sedação ou sonolência, constipação, midríase, palpitações, eritema ou eczema.

Pode ocorrer também bradicardia ou taquicardia e aumento ou diminuição da pressão arterial.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não há dados suficientes sobre a teratogênese da prometazina em animais.

Porém deve ser utilizado considerando o risco-benefício ao paciente. Usar com cautela em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Em doses elevadas pode determinar depressão severa do SNC, coma e morte.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

PEQUITO, Manuel et al. Comparison of the sedative and hemodynamic effects of acepromazine and promethazine in the standing horse. Journal of Equine Veterinary Science, v. 32, n. 12, p. 799-804, 2012.