Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Escopolamina

Classificaçāo

Analgésico

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

ARMAZENAMENTO

Conservar em recipiente fechado, temperatura ambiente e ao abrigo de luz.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Alcalóide da beladona anticolinérgico antiespasmódico.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não usar em equídeos portadores de impacção.

EFEITOS ADVERSOS

Os agentes antimuscarínicos causam geralmente o aumento da frequência cardíaca, diminuição das secreções, secura das mucosas, diminuição da motilidade do TGI e pupilas dilatadas.

Em equinos são citados taquicardia, midríase e mucosas secas.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não parece apresentar efeitos negativos na fertilidade.

Apesar de não existirem evidências de efeitos negativos durante a gestação, deve ser utilizado com cautela em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Em doses altas são esperados efeitos anticolinérgicos.

Se necessário, realizar tratamento com medicamentos parassimpaticomiméticos.

Administração e doses

Via(s)

IV Lenta

SC

IM

Bovinos

Recomendado

Bovinos

20 mg / animal

Equinos

Recomendado

Equinos

0,3 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

A administração concomitante com Atropina e outros anticolinérgicos podem modificar a absorção dessas substâncias e causar efeitos adversos.

Interações medicamentosas

Amantadina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da ação anticolinérgica

Conduta

Evitar o uso

Anti-histamínicos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da ação anticolinérgica

Conduta

Evitar o uso

Antidepressivos tricíclicos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da ação anticolinérgica

Conduta

Evitar o uso

Metoclopramida

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido de ambas as subst.

Conduta

Evitar o uso

Quinidina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da ação anticolinérgica

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Os agentes antimuscarínicos atuam competitivamente nos receptores muscarínicos, bloqueando a atuação da acetilcolina.

A escopolamina assim como a atropina tem a capacidade de atuar amplamente sobre os subtipos de receptores muscarínicos.

A escopolamina apresenta atividade espasmolítica sobre a musculatura lisa do trato gastrintestinal, geniturinário e vias biliares, sendo muito utilizado por seus efeitos gastrintestinais.

O butilbrometo de escopolamina não atravessa a barreira hematencefálica, não apresentando efeitos anticolinérgicos no Sistema Nervoso Central.

FARMACOCINÉTICA

Apresenta meia vida curta, é metabolizada pelo fígado e sua eliminação ocorre pela urina e fezes.

EFEITOS ADVERSOS

Os agentes antimuscarínicos causam geralmente o aumento da frequência cardíaca, diminuição das secreções, secura das mucosas, diminuição da motilidade do TGI e pupilas dilatadas.

Em equinos são citados taquicardia, midríase e mucosas secas.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não parece apresentar efeitos negativos na fertilidade.

Apesar de não existirem evidências de efeitos negativos durante a gestação, deve ser utilizado com cautela em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Em doses altas são esperados efeitos anticolinérgicos.

Se necessário, realizar tratamento com medicamentos parassimpaticomiméticos.

MONITORAMENTO

Monitoramento constante da motilidade intestinal.

Monitorar frequência cardíaca.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

FERREIRA, Cíntia et al. Cólicas por compactação em equinos: etiopatogenia, diagnóstico e tratamento. Acta Veterinaria Brasilica, v. 3, n. 3, p. 117-126, 2009.

PEREIRA, Rodrigo Norberto. Avaliação da analgesia visceral e da segurança da infusão contínua da hioscina em equinos. 2012.

VITAL, M. A. B. F e ACCO, A. Agonistas e Antagonistas Colinérgicos. SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.