Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Tiabendazol

Classificaçāo

Endoparasiticida

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Para um eficiente controle das verminoses nos rebanhos bovinos é recomendado fazer um controle estratégico com tratamentos em períodos pré-determinados além de adotar um manejo adequado para que não ocorra reinfestação.

Utilize a dosagem recomendada.

Ofereça água limpa e de qualidade aos animais.

Procure orientação do médico veterinário para fazer o controle de parasitas no rebanho.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Benzimidazólico endoparasiticida e fungicida.

EFEITOS ADVERSOS

Anorexia, vômito, diarréia, perda de peso e letargia.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não são recomendadas altas doses do medicamento durante a gestação, apesar de não existirem estudos que comprovem teratogenicidade em animais domésticos (VIEIRA e PINHEIRO, 2004).

Administração e doses

Via(s)

Oral

(ALMEIDA e AYRES, 2011)

Recomendado

Bovinos

75 - 100 mg / kg

calcular

(VIEIRA e PINHEIRO, 2004)

Recomendado

Equinos

44 - 88 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Aminofilina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da aminofilina com possível toxicidade

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Ajustar dose

Teofilina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Os bezimidazóis e Pró-Bezimidazóis inibem a síntese das tubulinas se ligando à β-tubulina livre dos parasitos. As tubulinas são as proteínas responsáveis pela formação de microtúbulos auxiliares para a movimentação dos cromossomos durante a divisão celular, fazendo parte dos processos de obtenção de energia.

A deficiência na formação de microtúbulos interfere na captação e consumo de glicose, levando à utilização de estoques de glicogênio e comprometendo funções vitais e de produção de ovos viáveis dos helmintos (SANTARÉM et al., 2008).

FARMACOCINÉTICA

O tiabendadazol apresenta rápida, porém baixa absorção gastrintestinal.

A parte não absorvida e parte dos metabólitos é eliminada nas fezes e a outra parcela absorvida e metabolizada é excretada pela urina em 48 h. Os níveis plasmáticos máximos acontecem dentro de 4 h (ALMEIDA e AYRES, 2011).

EFEITOS ADVERSOS

Anorexia, vômito, diarréia, perda de peso e letargia.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não são recomendadas altas doses do medicamento durante a gestação, apesar de não existirem estudos que comprovem teratogenicidade em animais domésticos (VIEIRA e PINHEIRO, 2004).

MONITORAMENTO

Monitorar o surgimento de resistência parasitária.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

ALMEIDA, M. A. O e AYRES, M. C. C. Agentes Antinematódeos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

SANTARÉM, V. A et al. Endo e Ectoparasiticidas. In: ANDRADE, S. F. Manual de terapêutica veterinária. 3ª ed. – São Paulo: Roca, 2008.

VIEIRA F. C e PINHEIRO V. A. Monografias Farmacêuticas. In: VIEIRA F. C e PINHEIRO V. A. Formulário Veterinário Farmacêutico. 1ª edição, São Paulo: Pharmabooks, 2004.