Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Tianfenicol

Classificaçāo

Antibiótico

Receita

Controle Especial - Humano

Espécies

Bovinos e Equinos

COMPOSIÇÃO

Cada cápsula contém:

tianfenicol 500 mg

Excipientes: lecitina de soja, óleo vegetal/soja, cera branca, óleo de soja q.s.p. 1 cápsula

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Não deve ser utilizado em animais produtores de alimentos. Não utilize sem acompanhamento de um médico veterinário.

ARMAZENAMENTO

O medicamento deve ser guardado, antes e após a abertura da embalagem, em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C) e protegido da umidade.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Antibiótico análogo do cloranfenicol predominantemente bacteriostático contra bactérias (amplo espectro), clamídias, micoplasmas e rickétsias.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Usar com extrema cautela em portadore de alterações hematológicas, insuficiência hepática ou renal (ajustar a dose) e neonatos.

EFEITOS ADVERSOS

Em humanos causa anemia, leucopenia e trombocitopenia.

As alterações são, em geral, dose-dependentes e podem ser revertidas com ajuste de dose.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Evitar o uso em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Em caso de superdose os sintomas são semelhantes aos efeitos adversos listados.

Administração e doses

Via(s)

IM

Oral

EV

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

Equinos: 6 / 6 horas - VO (Só para Potros) ou IM;

Bovinos: 8 / 8 horas - VO (Em bovinos, somente para lactentes) ou 12 / 12 horas - EV, IM.

Equinos - Equinos

Potros VO

20 - 50 mg / kg

calcular

IM

20 - 50 mg / kg

calcular

Bovinos - Bovinos

VO - Somente para lactentes

20 - 50 mg / kg

calcular

EV, IM

10 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

O tianfenicol não tem grandes aplicações em medicina veterinária e é raramente utilizado.

Interações medicamentosas

Observações da interação

A administração concomitante com antibióticos beta-lactâmicos, barbitúricos, bicarbonato de sódio, cimetidina, epinefrina, hidrocortizona, lidocaína, metilprednisolona, metoclopramida, outros mielossupressores, prometazina, propofol, vitaminas do complexo B e vitamina C podem modificar a absorção dessas substâncias e causar efeitos adversos.

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Os anfenicóis agem inibindo a síntese proteica microbiana através da interação com a peptidiltransferase. Impedindo a ligação com o substrato aminoácido, ocorre a inibição da ligação peptídica.

Pelo fato de os ribossomas das mitocôndrias dos mamíferos se assemerarem aos ribossomas bacterianos, os afenicóis pode interferir na síntese protéica nesses animais, sendo sua ação dose dependente (PAPICH e RIVIERE, 2013; PAES, 2012).

FARMACOCINÉTICA

O tianfenicol é duas vezes mais ativo, quando comparado ao cloranfenicol.

EFEITOS ADVERSOS

Em humanos causa anemia, leucopenia e trombocitopenia.

As alterações são, em geral, dose-dependentes e podem ser revertidas com ajuste de dose.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Evitar o uso em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Em caso de superdose os sintomas são semelhantes aos efeitos adversos listados.

MONITORAMENTO

Monitorar alterações hematológicas durante o tratamento.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

FLAMÍNIO, Ana Paula et al. PERFIL DE SENSIBILIDADE DE BACTÉRIAS ISOLADAS DE ANIMAIS DOMÉSTICOS NA REGIÃO DE BOTUCATU FRENTE AO CLORANFENICOL E FLORFENICOL. Veterinária e Zootecnia, v. 16, n. 1, p. 161-172, 2012.

PAES, A.C. Cloranfenicol. In: BARROS, C. M. e DI STASI, L. C. Farmacologia veterinária. Manole. Barueri-SP, 2012.

PAPICH, M. G. e RIVIERE J. Cloranfenicol e derivados, macrolídeos, lincosamidas e antimicrobianos diversos. In: ADAMS, H. Richard. Farmacologia e terapêutica em veterinária / editoria de H. Richard Adams; [tradução Cid Figueiredo]. - Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013.