Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Gentamicina sulfato
  • Dimetilsulfóxido (DMSO)

Classificaçāo

Antibiótico

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos

COMPOSIÇÃO

Cada 100 mL contém:

Gentamicina (sulfato) 2,50 g

Dimetilsulfóxido (DMSO) 65,00 mL

Veículo q.s.p. 100,00 mL

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Venda sob prescrição e aplicação sob orientação do médico-veterinário.

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, fresco, ao abrigo da luz solar, fora do alcance das crianças.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Genta F 250 mg é indicado para o tratamento de mastites agudas e crônicas de vacas em lactação provocadas por Staphylococcus aureus (coagulase positiva e negativa), Streptococcus agalactiae, Streptococcus dysgalactiae, Streptococcus uberis, Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa e Enterococcus spp, sensíveis à gentamicina.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não usar o produto com outras drogas nefrotóxicas (Ex: Furosemida e Anfoterichina B). Reações de hipersensibilidade podem ocorrer.

EFEITOS ADVERSOS

A literatura menciona, embora raramente, ocorrências de hipersensibilidade à gentamicina. Caso isto ocorra suspender o tratamento e consultar o Médico-Veterinário.

Administração e doses

Via(s)

Intramamária

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

24 / 24 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

3 e 5 dias.

Doses

Recomendado

Bovinos

1 seringa / quarto afetado

OBSERVAÇÕES

Modo de usar:

Genta F em forma de solução coloidal, já vem pronta para uso, porém antes da aplicação, deve-se ordenhar o quarto do úbere afetado, tendo o cuidado de se esgotar todo o conteúdo de leite e pús.

Após esta operação, lavar e desinfetar externamente o úbere e as tetas do animal, procedendo-se então, a introdução da cânula com cuidado para não ferir o canal da teta, e aplicar o conteúdo de uma seringa, cuidadosamente, em cada quarto afetado.

Recomenda-se continuidade do tratamento por período de tempo não inferior a 48 horas após desaparecimento dos sintomas.

Interações medicamentosas

Besilato de Atracúrio

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Depressão respiratória prolongada

Mecanismo de Ação

Possível sinergismo farmacológico

Conduta

Incompatível

Brometo de Rocurônio

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terpêutico aumentado do brometo de rocurônio

Mecanismo de Ação

Sinergismo farmacológico

Conduta

Ajustar dose

Cefalosporinas

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da nefrotoxicidade

Conduta

Evitar o uso

Ciclosporina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Nefrotoxicidade

Mecanismo de Ação

Efeito aditivo ou nefrotoxicidade sinérgica

Conduta

Evitar o uso

Cisplatina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade dos Aminoglicosídeos

Conduta

Evitar o uso

Citarabina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Citarabina

Conduta

Ajustar dose

Cloreto de Succinilcolina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Succinilcolina

Mecanismo de Ação

Possível sinergismo farmacológico

Conduta

Evitar o uso

Cloridrato de Vancomicina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da nefrotoxicidade

Mecanismo de Ação

Toxicidade combinada

Conduta

Evitar o usoObservações:

Cloxacilina Benzatina

Conduta

Incompatível

Colistina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Nefrotoxicidade

Conduta

Evitar o uso

Furosemida

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Ototoxicidade grave

Mecanismo de Ação

Toxicidade auditiva sinérgica entre as drogas envolvidas

Conduta

Incompatível

Indometacina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Gentamicina

Mecanismo de Ação

Os antiinflamatórios podem reduzir a taxe de filtração glomerular e levar ao acúmulo de aminoglicosídeos

Conduta

Evitar o uso

Medicação tópica

Conduta

Esperar 6 horas para aplicar outra medicação tópica no mesmo local

Succinilcolina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Succinilcolina

Mecanismo de Ação

Possível sinergismo farmacológico

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

EFEITOS ADVERSOS

A literatura menciona, embora raramente, ocorrências de hipersensibilidade à gentamicina. Caso isto ocorra suspender o tratamento e consultar o Médico-Veterinário.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Distribuidores Ceva

Ceva

E-MAIL

sac@ceva.com

TELEFONE

0800-770-0355

REGIÕES ATENDIDAS

Todo o Brasil

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.