Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Dinoprost Trometamina
  • Álcool Benzílico

Classificaçāo

Hormônio

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

COMPOSIÇÃO

Cada mL contém:

Dinoprost trometamina (equivalente a 5mg/mL de dinoprost) 6,71 mg

Álcool benzílico 9,00 mg

Veículo q.s.p. 1,00 mL

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Advertências:

1. não deve ser destinado a uso humano.

2. não permitir que gestantes, asmáticos ou pessoas com problemas brônquicos ou respitarórios administrem o medicamento.

3. respingos de Lutalyse® sobre a pele devem ser imediatamente lavados com água e sabão.

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco e fresco (15°C a 30°C, protegido da luz solar.

Manter fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Lutalyse é indicado em vacas e éguas para:

1. Controlar, com maior eficácia, a sincronização do cio de vacas e éguas;

2. Tratamento de vacas e éguas com corpo lúteo funcional sem expressar comportamento de estro (vacas subestro ou cio silencioso, éguas difíceis de cobrir);

3. Indução do aborto ou parto em vacas e éguas;

4. Indução do parto em vacas;

5. Tratamento de metrite crônica e piometrite em vacas;

6. Reprodução controlada em vacas.

EFEITOS ADVERSOS

Vacas: aumento da temperatura retal quando a dosagem é de 5 ou 10 vezes superior à dosagem recomendada.

Este efeito foi passageiro em todos os casos observados e não prejudicou os animais. Verificou-se salivação limitada em alguns casos.

Éguas: transpiração e aumento de temperatura retal. Estes efeitos foram passageiros em todos os casos observados e mão prejudicaram os animais.

Outras reações verificadas: taquicardia (respiração forçada), distúrbios abdominais, incoordenação motora e prostração.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não administrar a fêmeas prenhes, a não ser nos casos em que se requeira indução do parto.

A indução do parto ou aborto com qualquer composto exógeno pode precipitar distocia, morte fetal, placenta retida e/ou metrite.

Administração e doses

Via(s)

IM

Doses

Recomendado

Bovinos

5 mL / animal

Equinos

1 mL / animal

OBSERVAÇÕES

Vacas: Administrar 25 mg de Dinoprost (5 mL) para:


- Controle sobre duração do cio e sobre a ovulação de vacas ou ciclo estral.

- Tratamento de vacas que apresentam corpo-lúteo funcional, mas não expressam o estro (sub-estro ou cio silencioso).

- Tratamento de metrite crônica ou piometrite.

- Reprodução controlada.

- Indução do aborto.

- Indução do parto.


Éguas: Administrar 5 mg de Dinoprost (1 mL) para:

- Controle sobre duração do cio e sobre a ovulação de éguas em ciclo estral.

- Tratamento de éguas que apresentam corpo-lúteo funcional, mas não indicam cio comportamental (sub-estro ou cio silencioso).

- Indução do aborto. Dos 5 aos 35 dias de gestação, 5 mg de Dinoprost (1 mL) resultará em aborto. Entretanto, animais com mais de 35 dias de gestação exigirão dosagem repetida diariamente até que ocorra o aborto.

Interações medicamentosas

Observações da interação

Não informado

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

EFEITOS ADVERSOS

Vacas: aumento da temperatura retal quando a dosagem é de 5 ou 10 vezes superior à dosagem recomendada.

Este efeito foi passageiro em todos os casos observados e não prejudicou os animais. Verificou-se salivação limitada em alguns casos.

Éguas: transpiração e aumento de temperatura retal. Estes efeitos foram passageiros em todos os casos observados e mão prejudicaram os animais.

Outras reações verificadas: taquicardia (respiração forçada), distúrbios abdominais, incoordenação motora e prostração.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não administrar a fêmeas prenhes, a não ser nos casos em que se requeira indução do parto.

A indução do parto ou aborto com qualquer composto exógeno pode precipitar distocia, morte fetal, placenta retida e/ou metrite.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Distribuidores Zoetis

Zoetis

E-MAIL

adm-sac@zoetis.com

CONTATO(S)

Andre Fernandes

REGIÕES ATENDIDAS

Todo o Brasil

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.