Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Furosemida

Classificaçāo

Diurético de Alça

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

COMPOSIÇÃO

Cada 100 mL contém:

Furosemida 5,0 g

Veículo q.s.p 100,0 mL

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

ATENÇÃO – NO CASO DE INTOXICAÇÃO: Procure auxílio médico imediatamente. Informação para o médico: diurético veterinário injetável à base de furosemida.

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, à temperatura ambiente (15°C a 30°C), ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Tratamento de edemas teciduais de diversas etiologias, em picadas de cobra e no aumento da diurese em casos de oligúria.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Este medicamento é contraindicado para os seguintes casos: Anúria e insuficiência renal grave; Insuficiência hepática grave. Quadros de desidratação e desequilíbrio de eletrólitos; Animais hipersensíveis ou alérgicos à furosemida.

EFEITOS ADVERSOS

Com o uso contínuo, pode haver perdas de vitaminas hidrossolúveis, como as do complexo B.

SUPERDOSAGEM

Os principais sinais da ingestão acidental manifestam-se por meio de um quadro de desidratação e desequilíbrio de eletrólitos, acompanhado de uma diurese paradoxal. O Tratamento fundamenta-se na reposição de água e sais.

Administração e doses

Via(s)

IV

IM

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12 / 12 ou 24 / 24 horas

Doses

Recomendado

Bovinos e Equinos

5 - 10 mL / animal

OBSERVAÇÕES

Produto de aplicação parenteral exclusivamente por injeção intramuscular ou intravenosa. Siga todas as boas práticas de administração de produtos injetáveis.

Interações medicamentosas

Adrenalina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Furosemida pode diminuir a resposta arteriolar da adrenalina

Conduta

Ajustar dose

Aminoglicosídeos

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Ototoxicidade grave

Mecanismo de Ação

Toxicidade auditiva sinérgica entre as drogas envolvidas

Conduta

Incompatível

Antiinflamatórios não-esteroidais

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da furosemida

Mecanismo de Ação

Inibição de prostaglandinas responsáveis pela manutenção da hemodinâmica renal

Conduta

Ajustar dose

Besilato de Atracúrio

Tipo de Interação

Sinergismo/Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Potencialização ou antagonização das ações do besilato de atracúrio

Mecanismo de Ação

A hipocalemia induzida pelos diuréticos aumenta a sensibilidade ao bloqueio muscular. Além disso, a natureza bifásica da interacção pode ser explicada pela inibição enzimática causada pelo diurético

Conduta

Evitar o uso

Carprofeno

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da furosemida

Mecanismo de Ação

Dependente da ação das prostaglandinas sobre a vasodilatação para que haja efeito sobre os rins

Conduta

Evitar o uso

Cefalosporinas

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da nefrotoxicidade

Conduta

Evitar o uso

Cefovecina

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeitos adversos

Mecanismo de Ação

Substâncias com nível elevado de ligação às proteínas plasmáticas podem competir com a ligação da cefovecina

Conduta

Evitar o uso

Cisplatina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Ototoxicidade aditiva

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Cloridrato de Adrenalina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Furosemida pode diminuir a resposta arteriolar da adrenalina

Conduta

Ajustar dose

Cloridrato de Hidralazina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Hipotensão

Conduta

Evitar o uso

Colchicina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Colchicina

Mecanismo de Ação

Aumento da concentração plasmática de ácido úrico, diminuindo a eficácia da Colchicina

Conduta

Ajustar dose

Digitálicos

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Arritmias induzidas pelo Digitálico

Mecanismo de Ação

Aumento da excreção urinária de potássio e magnésio causado pelos diuréticos afeta a ação muscular cardíaca

Conduta

Incompatível

Dipirona

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido de ambas as subst.

Conduta

Monitorar pressão arteial e diurese

Estreptomicina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Ototoxicidade grave

Mecanismo de Ação

Toxicidade auditiva sinérgica entre as drogas envolvidas

Conduta

Incompatível

Fenitoína

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da furosemida

Mecanismo de Ação

Redução da absorção oral de furosemida

Conduta

Ajustar dose

Gentamicina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Ototoxicidade grave

Mecanismo de Ação

Toxicidade auditiva sinérgica entre as drogas envolvidas

Conduta

Incompatível

Indometacina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Furosemida

Conduta

Ajustar doseObservações:

Lítio

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade do Lítio

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Morfina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido dos Diuréticos

Mecanismo de Ação

Indução da liberação de hormônios antidiuréticos

Conduta

Evitar o uso

Nimesulida

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido dos Diuréticos

Conduta

Ajustar dose

Probenecida

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da furosemida

Mecanismo de Ação

Diminuição da distribuição dos diuréticos de alça para seus locais de ação dentro do lúmen tubular renal

Conduta

Ajustar dose

Ramipril

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Potencialização do efeito antihipertensivo

Conduta

Evitar o uso

Sucralfato

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da furosemida

Mecanismo de Ação

Diminuição na absorção

Conduta

Intervalo de 2 horas entre as administrações das subst.

Teofilinas

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Ácido Tolfenâmico

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido dos Diuréticos de Alça

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

COMPATIBILIDADE

Este produto apresenta uma formulação alcalina. Portanto, não deve ser misturado a soluções contendo glicose ou outros medicamentos injetáveis com formulação ácida. A hipocalemia induzida pela furosemida pode aumentar o potencial tóxico da digoxina.

EFEITOS ADVERSOS

Com o uso contínuo, pode haver perdas de vitaminas hidrossolúveis, como as do complexo B.

SUPERDOSAGEM

Os principais sinais da ingestão acidental manifestam-se por meio de um quadro de desidratação e desequilíbrio de eletrólitos, acompanhado de uma diurese paradoxal. O Tratamento fundamenta-se na reposição de água e sais.

MONITORAMENTO

A furosemida é um potente diurético salurético. Recomenda-se que no início do tratamento o animal seja mantido em observação com especial atenção ao acompanhamento do seu estado de hidratação e equilíbrio de eletrólitos. Se necessário, a dose deverá ser ajustada às necessidades do animal.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.