Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Domperidona

Classificaçāo

Antiemético

Receita

Receita Simples

Espécies

Equinos

ARMAZENAMENTO

Deve ser armazenado em temperatura ambiente e protegido da luz e umidade.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Motilium Comprimidos 10 mg, comprimido (20 un)
  • - Motilium Comprimidos 10 mg, comprimido (30 un)
  • - Motilium Comprimidos 10 mg, comprimido (60 un)
  • - Motilium Comprimidos 10 mg, comprimido (90 un)
  • - Motilium Suspensão Oral 1 mg/mL, frasco (60 mL)
  • - Motilium Suspensão Oral 1 mg/mL, frasco (100 mL)
  • - Motilium Suspensão Oral 1 mg/mL, frasco (200 mL)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Antagonista da Dopamina procinético, antiemético. Indicado como estimulante da lactação (DAELS, 2006 e BHARTI, 2012) e para equinos no tratamento de intoxicação por endófitos do volumoso e como estimulante do desenvolvimento folicular (PAPICH, 2012; KHAN, 2013).

EFEITOS ADVERSOS

Pode causar lactação prematura em éguas, galactorreía e ginecomastia . Não causa efeitos adversos no SNC por não atravessar a barreira hematocefálica.

Administração e doses

Via(s)

Oral

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

24 / 24 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

Iniciar 15 dias antes do parto e continuar até 5 dias após o mesmo para estimular a lactação.

Doses

Recomendado

Equinos

1,1 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Amiodarona

Tipo de Interação

Arritmias ventriculares

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Arritmias ventriculares

Conduta

Incompatível

Antibióticos macrolídeos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Domperidona

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo de primeira passagem da Domperidona

Conduta

Evitar o uso

Antiácidos

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Domperidona

Mecanismo de Ação

Diminuição da biodisponibilidade

Conduta

Evitar o uso

Cetoconazol

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Domperidona

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo de primeira passagem da Domperidona

Conduta

Evitar o uso

Nefazodona

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Domperidona

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo de primeira passagem da Domperidona

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

COMPATIBILIDADE

Não deve ser administrado em conjunto com antiácidos.

FARMACODINÂMICA

Antagonista da dopamina com propriedades antieméticas, atuando no antagonismo dos receptores dopaminérgicos na zona quimioreceptora de gatilho e aumenta a ação da acetilcolina no tratro gastrointestinal. A domperidona também estimula a liberação de prolactina a partir da hipófise.

FARMACOCINÉTICA

Ocorre ampla distribuição tecidual da domperidona com baixas concentrações no cérebro. Pequenas quantidades da droga atravessam a placenta em ratas. A Domperidona sofre um rápido e extenso metabolismo hepático e presenta excreção urinária e fecal.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Pode alterar a concetração plasmática de ACTH.

EFEITOS ADVERSOS

Pode causar lactação prematura em éguas, galactorreía e ginecomastia . Não causa efeitos adversos no SNC por não atravessar a barreira hematocefálica.

MONITORAMENTO

Motilidade gástrica.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

BHARTI, S. N. et al. Pharmacological actions and potential uses of diverse Galactogogues in Cattle. International Journal of Clinical Pharmacology and Therapeutics, v. 2, n. 1, p. 24-28, 2012.

DAELS, Peter F. Induction of lactation and adoption of the orphan foal. In: Proceedings of 8th AAEP Annual Resort Symposium. 2006.

KAHN, C. M. et al. Manual Merck de Veterinária. [tradução José Jurandir et al.]. - 10. ed. - São Paulo : Roca, 2013.

PAPICH M. G. Manual Saunders de terapia veterinária: pequenos e grandes animais. [tradução Silvia m. Spada et al.]. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.