Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Metoclopramida

Classificaçāo

Antiemético

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

O correto diagnóstico deve ser estabelecido pelo médico veterinário antes da administração de qualquer medicamento para facilitar o transito intestinal.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Plasil Solução Oral 1 mg/mL, frasco (100 mL)
  • - Plasil Solução Gotas 4 mg/mL, frasco (10 mL)
  • - Plasil Comprimido 10 mg, comprimido (20 un)
  • - Plasil Solução Injetável 5 mg/mL, ampola (2 mL)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Bloqueador dopaminérgico procinético e estimulante da lactogênese.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não usar em pacientes com hemorragias, obstruções ou perfurações gastrintestinais. Evitar o uso em portadores de manifestações convulsivas e pseudociese.

EFEITOS ADVERSOS

Equinos (principalmente os mais jovens) podem apresentar efeitos no SNC, como sedação e excitação alternadamente, sinais de dor abdominal, sudorese, pressão da cabeça contra objetos e mudança de comportamento.

SUPERDOSAGEM

Mortes por ingestão acidental de metoclopramida são improváveis.

Superdosagens podem ocasionar excitação no animal.

Administração e doses

Via(s)

SC

IV

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

Equinos: a cada 6 - 8 horas.

Em bovinos: a cada 4 - 6 horas.

(SPINOSA, 2011; VIEIRA e PINHEIRO, 2004)

Recomendado

Bovinos

0,3 mg / kg

calcular

Equinos

0,25 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Em portadores de insuficiência renal a dose deve ser diminuída pela metade.

Interações medicamentosas

Ciclosporina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Metoclopramida, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Aumento da motilidade gastrointestinal e o esvaziamento gástrico mais rápido devido a ação pró-cinética da Metoclopramida pode levar a um aumento da absorção da Ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Digoxina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da digoxina

Mecanismo de Ação

Diminuição da absorção da Digoxina, por aumentar a motilidade gastrointestinal

Conduta

Ajustar dose

Escopolamina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido de ambas as subst.

Conduta

Evitar o uso

Levodopa

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Metoclopramida

Mecanismo de Ação

Levodopa e metoclopramida têm efeitos opostos sobre os receptores de dopamina

Conduta

Evitar o uso

Mesilato de Pergolida

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Mesilato de Pergolida

Conduta

Evitar o uso

Morfina

Tipo de Interação

Sinergismo/Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Metoclopramida potencializa a depressão do SNC causada pela morfina. O efeito da metoclopramida sobre a motilidade gástrica é reduzido pela morfina

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A metoclopramida bloqueia os receptodes dopaminérgicos 2 na Zona Quimiorreceptora Deflagradora ou Disparadora.

Quando utilizada em altas doses também pode bloquear os receptores serotonérgicos.

O esvaziamento do estômago e transito intestinal (parcelas anteriores) são facilitados pelo aumento do peristaltismo, pois atua nos tecidos sensíveis aos estímulos da acetilcolina.

Porém não apresenta efeitos significativos na atividade peristáltica do cólon.

Estimula também a liberação de prolactina.

EFEITOS ADVERSOS

Equinos (principalmente os mais jovens) podem apresentar efeitos no SNC, como sedação e excitação alternadamente, sinais de dor abdominal, sudorese, pressão da cabeça contra objetos e mudança de comportamento.

SUPERDOSAGEM

Mortes por ingestão acidental de metoclopramida são improváveis.

Superdosagens podem ocasionar excitação no animal.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

MELO, Ubiratan Pereira; PALHARES, Maristela Silveira; FERREIRA, Cíntia. Íleo adinâmico em equinos: fisiopatologia e tratamento. Arquivos de Ciências Veterinárias e Zoologia da UNIPAR, v. 10, n. 1, p. 49-58, 2007.

SPINOSA, D. S. S. Medicamentos que Interferem das Funções Gastrintestinais. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

VIEIRA F. C e PINHEIRO V. A. Monografias Farmacêuticas. In: VIEIRA F. C e PINHEIRO V. A. Formulário Veterinário Farmacêutico. 1ª edição, São Paulo: Pharmabooks, 2004.

THOMASSIAN, Armen. Restabelecimento do trânsito intestinal em eqüinos. Parte II: tratamento. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 3, n. 1, p. 14-23, 2000.