Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Fembendazol

Classificaçāo

Antiparasitário

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Para um eficiente controle das verminoses nos rebanhos bovinos é recomendado fazer um controle estratégico com tratamentos em períodos pré-determinados além de adotar um manejo adequado para que não ocorra reinfestação.

Utilize a dosagem recomendada.

Ofereça água limpa e de qualidade aos animais.

Procure orientação do médico veterinário para fazer o controle de parasitas no rebanho.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

EFEITOS ADVERSOS

Os bezimidazóis apresentam alta margem de segurança quando administrados nas doses recomendadas (SANTARÉM et al., 2008; ALMEIDA e AYRES, 2011)

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Precaução no uso em fêmeas gestantes, principalmente no período inicial.

SUPERDOSAGEM

Bovinos que receberam doses de até 2g/kg não apresentaram efeitos adversos, demonstrando segurança clínica para o uso do princípio (MUSER, 1984).

Administração e doses

Via(s)

Oral

(ALMEIDA e AYRES, 2011)

Recomendado

Bovinos

7,5 - 10 mg / kg

calcular

Equinos

5 - 10 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Esse produto não contém interações, pois não há referências sobre ou ainda não foi preenchida por nossa equipe técnica.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Os bezimidazóis e Pró-Bezimidazóis inibem a síntese das tubulinas se ligando à β-tubulina livre dos parasitos.

As tubulinas são as proteínas responsáveis pela formação de microtúbulos auxiliares para a movimentação dos cromossomos durante a divisão celular, fazendo parte dos processos de obtenção de energia.

A deficiência na formação de microtúbulos interfere na captação e consumo de glicose, levando à utilização de estoques de glicogênio e comprometendo funções vitais e de produção de ovos viáveis dos helmintos (SANTARÉM et al., 2008).

FARMACOCINÉTICA

Sua absorção ocorre principalmente no abomaso e logo em seguida transformado em sunfóxido e sulfona, sendo sua maior parte excretada pelas fezes.

EFEITOS ADVERSOS

Os bezimidazóis apresentam alta margem de segurança quando administrados nas doses recomendadas (SANTARÉM et al., 2008; ALMEIDA e AYRES, 2011)

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Precaução no uso em fêmeas gestantes, principalmente no período inicial.

SUPERDOSAGEM

Bovinos que receberam doses de até 2g/kg não apresentaram efeitos adversos, demonstrando segurança clínica para o uso do princípio (MUSER, 1984).

MONITORAMENTO

Monitorar o surgimento de resistência parasitária.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

ALMEIDA, M. A. O e AYRES, M. C. C. Agentes Antinematódeos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

MUSER, R. K.; PAUL, J. W. Safety of fenbendazole use in cattle. Modern veterinary practice, v. 65, n. 5, p. 371-374, 1984.

SANTARÉM, V. A et al. Endo e Ectoparasiticidas. In: ANDRADE, S. F. Manual de terapêutica veterinária. 3ª ed. – São Paulo: Roca, 2008.