Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Abamectina

Classificaçāo

Anti-helmíntico

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Não despejar o medicamento ou restos dele em rios e lagos.

A abamectina é tóxica para organismos aquáticos mesmo em baixas concentrações.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicada no controle de nematódeos em bovinos.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Contraindicada em bezerros com menos de 16 semanas de idade.

EFEITOS ADVERSOS

Bezerros com até 4 meses de idade podem apresentar sinais de intoxicação (SEIXAS, 2006) que incluem: inquietação, ataxia e depressão.

SUPERDOSAGEM

Sinais de intoxicação são: midríase, êmese, salivação, ataxia, tremores, depressão, convulsão, coma e morte.

Administração e doses

Via(s)

Tópica

SC

Videos da(s) via(s)

Via SC (ALMEIDA e AYRES, 2011)

Recomendado

Bovinos

0,2 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Esse produto não contém interações, pois não há referências sobre ou ainda não foi preenchida por nossa equipe técnica.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

As avermectinas são absorvidas pelo parasito tanto por via oral quanto cuticular e atuam potencializando os canais de cloro.

Elas se ligam ao glutamato nos canais iônicos, proporcionando a hiperpolarização que resulta na paralisia flácida e morte do parasito.

Agem também sobre a neurotransmissão mediado pelo GABA.

FARMACOCINÉTICA

A biotransformação da abamectina ocorre no rúmen dos bovinos, apresentando pico de concentração plasmática em 24 horas.

É excretada em quase sua totalidade nas fezes em sua forma original.

EFEITOS ADVERSOS

Bezerros com até 4 meses de idade podem apresentar sinais de intoxicação (SEIXAS, 2006) que incluem: inquietação, ataxia e depressão.

SUPERDOSAGEM

Sinais de intoxicação são: midríase, êmese, salivação, ataxia, tremores, depressão, convulsão, coma e morte.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Referências Bibliográficas

ALMEIDA, M. A. O e AYRES, M. C. C. Agentes Antinematódeos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

SEIXAS, Josilene N. et al. Clinical and pathogenetic aspects of abamectin poisoning in calves. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 26, n. 3, p. 161-166, 2006.