Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Ivermectina

Classificaçāo

Antiparasitário

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Evitar o contato de pele, olhos e boca com inseticidas.

Utilizar equipamentos de proteção durante a aplicação.

Apresentações e concentrações

Opções veterinárias

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado para o controle de endo e ectoparasitas em animais de produção.

EFEITOS ADVERSOS

A ivermectina apresenta boa margem de segurança para bovinos e equinos.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não é indicada para uso em fêmeas lactantes.

SUPERDOSAGEM

Sinais de intoxicação são: midríase, êmese, salivação, ataxia, tremores, depressão, convulsão, coma e morte.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Tópica

SC

Bovinos SC e Equinos VO (ALMEIDA e AYRES, 2011)

Recomendado

Bovinos e Equinos

0,2 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Spinosad

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade da Ivermectina

Conduta

Incompatível

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

COMPATIBILIDADE

A ivermectina pode ser encontrada em formulações associada ao Closuron ou praziquantel.

FARMACODINÂMICA

As avermectinas são absorvidas pelo parasito tanto por via oral quanto cuticular e atuam potencializando os canais de cloro.

Elas se ligam ao glutamato nos canais iônicos, proporcionando a hiperpolarização que resulta na paralisia flácida e morte do parasito.

Agem também sobre a neurotransmissão mediado pelo GABA.

FARMACOCINÉTICA

É parcialmente biotransfomada em metabólitos no fígado, onde também pode ser encontrada em sua forma íntegra.

EFEITOS ADVERSOS

A ivermectina apresenta boa margem de segurança para bovinos e equinos.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não é indicada para uso em fêmeas lactantes.

SUPERDOSAGEM

Sinais de intoxicação são: midríase, êmese, salivação, ataxia, tremores, depressão, convulsão, coma e morte.

MONITORAMENTO

Monitorar o surgimento de resistência parasitária.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

ALMEIDA, M. A. O e AYRES, M. C. C. Agentes Antinematódeos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

SAKTHI KARTHIKEYAN, S. et al. Pharmacokinetics of Ivermectin (Ivermic Super®) following Single Dose Subcutaneous Administration in Cattle Calves. Current Trends in Biotechnology & Pharmacy, v. 11, n. 1, 2017.