Sobre

Classificaçāo

Biológico

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos

COMPOSIÇÃO

Mastiplus BR é composta de:

Glândula Mamária Lisada e Cultivo de: Streptococcus agalactiae, Streptococcus dysgalactiae, Streptococcus uberis, Staphylococcus albus/epidermidis, Staphylococcus aureus, Escherichia coli, Arcanobacterium pyogenes, Salmonella typhimurium, Pseudomonas aeruginosa, Klebsiella pneumoniae, Bacillus subtilis, Enterobacter aerogenes e Pasteurella multocida. 3,1 mL;

Agua para injetável q.s.p 5,0 mL.

Portanto é composta por: 8 agentes bacterianos da contaminação ambiental e 5 agentes bacterianos contagiosos.

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

PRECAUÇÕES E CUIDADOS:

Mastiplus-BR em sua embalagem original é conservado em temperatura ambiente, porém, quando utilizado parte do produto do frasco, o mesmo deverá ser descartado.

Tanto na prevenção como coadjuvante ao tratamento deve-se REVACINAR a cada 60 dias da ultima aplicação, com uma única dose de 5 mL, via subcutânea, para manter a prevenção.

Vendas sobre prescrição e aplicação sob orientação do médico veterinário.

Nas mastites clínicas (agudas ou crônicas) poderá ser associado ao tratamento antibiótico-terapia, porém não deve ser usado produtos que contenham anti-inflamatórios a base de corticóides, devido sua ação imunodepressora.

A Vacinação preventiva não elimina a necessidade dos procedimentos de higiene durante a ordenha.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

“Auxiliar na prevenção de mastites clínicas e subclínicas e coadjuvante no tratamento das mastites subclínicas dos Bovinos.”

Mastiplus BR é uma bacterina (vacina) que promove uma estimulação orgânica com ativação na produção de anticorpos específicos que podem, segundo o caso, coadjuvar para prevenir ou combater os agentes infecciosos resistentes a quimioterápicos na multiforme etiológica das mastites bovinas.

O uso de Mastiplus BR não afeta a elaboração de produtos lácteos.

Produto não antibiótico. Não afeta a produção de queijos.

EFEITOS ADVERSOS

Com o uso de Mastiplus-BR na prevenção de vacas sadias, não ocorre nenhuma reação no úbere nem tão pouco variação na Contagem de Células Somáticas (CCS).

Administração e doses

Via(s)

SC

Doses

Recomendado

Bovinos

5 mL / animal

OBSERVAÇÕES

Aplicar pela via subcutânea de acordo com o seguinte esquema de vacinação:


Como Auxiliar na Prevenção:

1-) Vacas Secas e Novilhas: 2 doses de 5 mL iniciando 30 dias antes da data prevista para o parto e a segunda 21 dias após a primeira aplicação, seguindo com aplicação preventiva de 1 dose de 5 mL, pela via subcutânea, a cada 60 dias durante todo período em que ela se encontra em lactação.

2-) Vacas em lactação: 4 doses de 5 mL, de acordo com o seguinte esquema:

doses de 5 mL em dias alternados. Esperar uma semana e aplicar mais 2 doses em dias alternados, seguindo com aplicação preventiva de 1 dose de 5 mL, também pela via subcutânea, a cada 60 dias durante todo período de lactação.


Como coadjuvante no tratamento (Mastites Subclínicas):

- Aplicar 3 séries, com 3 injeções cada de acordo com o seguinte esquema:

1ª série: 3 injeções de 5 mL cada, pela via subcutânea, aplicadas em dias alternados. Esperar uma semana para o início da 2ª série.

2ª série: 3 injeções de 5 mL cada, pela via subcutânea, aplicadas em dias alternados. Esperar uma semana para o início da 3ª série.

3ª série: 3 injeções de 5 mL cada, pela via subcutânea, aplicadas em dias alternados.

Para manter a prevenção após o tratamento aplicar uma única dose de 5 mL a cada 60 dias durante a lactação.

ESTE ESQUEMA PODE SER MODIFICADO SEGUNDO CRITÉRIO DO MÉDICO VETERINÁRIO.

Interações medicamentosas

Esse produto não contém interações, pois não há referências sobre ou ainda não foi preenchida por nossa equipe técnica.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Mastiplus é um produto que promove a leucocitose e o aumento da taxa de imunoglobulinas.

Nas mastites subclínicas, pela presença do foco infeccioso, existe um quimiotactismo positivo carreando as células de defesas e anticorpos até a glândula mamária, podendo promover um edema, ou seja, uma reação inflamatória normal.

Devido a esta reação, nos tratamentos das mastites subclínicas poderão ocorrer sintomas de mastite clínica, num percentual médio de 5% das vacas.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

O teste de rotina para identificação da mastite subclínica (CMT, WMT, CCS, Condutividade elétrica, etc.), deverá ser negativo somente após transcorridos de 15 a 20 dias da última aplicação do tratamento realizado com Mastiplus-BR.

EFEITOS ADVERSOS

Com o uso de Mastiplus-BR na prevenção de vacas sadias, não ocorre nenhuma reação no úbere nem tão pouco variação na Contagem de Células Somáticas (CCS).

MONITORAMENTO

Sugerimos dobrar o número de ordenha nos tratamentos das mastites clínicas severas, sendo o ideal 6 (seis) ordenhas por dia, para aumentar a eficiência do Sistema Imunológico da vaca.

Para realizar o tratamento preventivo das vacas em lactação, deve-se certificar que o animal esteja sadio através dos testes de rotina, citados acima, caso estejam com mastite subclínica utilizar o esquema de dosagens como coadjuvante ao tratamento curativo.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.