Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Estreptomicina (sulfato)

Classificaçāo

Antibiótico (grupo Aminoglicosídeos)

Receita

Receita Simples

Espécies

Bovinos e Equinos

COMPOSIÇÃO

Cada frasco contém:

Estreptomicina (sulfato) *6,25 g

Diluente: Água Bidestilada Estéril 20,0 Ml

* Equivalente a 5,0g de estreptomicina base

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco e fresco, abaixo de 30°C, ao abrigo da luz solar e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Após dissolvida, ESTREPTOMICINA BIOFARM deve ser utilizada imediatamente ou conservada a temperatura de 4°C, para uso posterior, até 24 horas após a sua diluição.

Apresentações e concentrações

Este produto ainda não tem informações de Apresentações e concentrações

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

A Estreptomicina Biofarm é um antibiótico aminoglicosídeo de amplo poder bactericida.

Está indicado no controle e tratamento de infecções sistêmicas dos animais, com atividade principal contra bactérias Gram-negativas e com atividade variável contra bactérias Gram-positivas: garrotilho, pneumonia dos bezerros, leptospirose, salmonelose, mastite, diarreia branca das aves e coriza aviária.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não utilizar por via intravenosa. Este produto não deve ser utilizado em animais com histórico de insuficiência renal.

Em animais sedados ou anestesiados, não é aconselhável a administração de ESTREPTOMICINA BIOFARM pois, este medicamento potencializa os efeitos dos anestésicos gerais.

EFEITOS ADVERSOS

O produto quando administrado por longos períodos pode acarretar lesão do nervo auditivo. A ototoxidade é exacerbada pela administração simultâneamente de furosemida.

Pode ocorrer aumento de nefrotoxidade quando aplicado concomitantemente a outros agentes potencialmente nefrotóxicos.

Administração e doses

Via(s)

IM

SC

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12 / 12 horas

Doses

Recomendado

Bovinos e Equinos

1 mL / 25 kg

calcular

OBSERVAÇÕES

A posologia pode ser alterada a critério do Médico Veterinário

Interações medicamentosas

Ampicilina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Inativação da ampicilina

Mecanismo de Ação

Inativação química

Conduta

Incompatível

Besilato de Atracúrio

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Depressão respiratória prolongada

Mecanismo de Ação

Possível sinergismo farmacológico

Conduta

Incompatível

Brometo de Rocurônio

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terpêutico aumentado do brometo de rocurônio

Mecanismo de Ação

Sinergismo farmacológico

Conduta

Ajustar dose

Carboplatina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento do efeito nefrotóxico dos aminoglicosídeos

Conduta

Evitar o uso

Cefalosporinas

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da nefrotoxicidade

Conduta

Evitar o uso

Cefalotina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da nefrotoxicidade

Conduta

Evitar o uso

Cefazolina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da nefrotoxicidade da cefazolina

Mecanismo de Ação

Potencialização dos efeitos adversos

Conduta

Evitar o uso

Cefoxitina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito nefrotóxico aumentado

Conduta

Evitar o uso

Cisplatina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade dos Aminoglicosídeos

Conduta

Evitar o uso

Cloridrato de Vancomicina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da nefrotoxicidade

Mecanismo de Ação

Toxicidade combinada

Conduta

Evitar o uso

Cloxacilina Benzatina

Conduta

Incompatível

Colistina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Nefrotoxicidade

Conduta

Evitar o uso

Furosemida

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Ototoxicidade grave

Mecanismo de Ação

Toxicidade auditiva sinérgica entre as drogas envolvidas

Conduta

Incompatível

Metoxiflurano

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Toxicidade renal

Mecanismo de Ação

Toxicidade renal aditiva

Conduta

Evitar o uso

Penicilina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido dos Aminoglicosídeos

Mecanismo de Ação

Inativação química

Conduta

Administrar em local diferente e com intervalo

Polimixinas

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Toxicidade renal e risco de paralisia respiratória

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

EFEITOS ADVERSOS

O produto quando administrado por longos períodos pode acarretar lesão do nervo auditivo. A ototoxidade é exacerbada pela administração simultâneamente de furosemida.

Pode ocorrer aumento de nefrotoxidade quando aplicado concomitantemente a outros agentes potencialmente nefrotóxicos.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.