Nome da Raça

Guernsey

Porte

Pequeno

Peso

550 kg

Produtividade

Média

Introdução

Introdução

São animais oriundos da Ilha de Guernsey, no Canal da Mancha e foram trazidos ao Brasil em 1909, no Rio de Janeiro.

Origem

Esses animais foram introduzidos no Brasil pelo Barão de Nova Friburgo e eram utilizados em cruzamentos com animais crioulos das propriedades iniciais, difundindo o sangue da raça.

A primeira importação oficial feita pelo Ministério da Agricultura no Brasil ocorreu em 1909, pelo Posto Zootécnico de São Paulo.

Hoje já não há tantos animais da raça no país.

Nome original

Guernsey

País de origem

Ilha de Guernsey, Canal da Mancha

Características gerais

Pelagem

Amarelo malhado, claro, pardo e avermelhado. Extremidades: brancas. Úbere: branco. Fronte: escudo ou estrela brancos. Focinho: mucosa alaranjada. Chifres: pequenos, finos e voltados para cima e para frente.

Aptidões

Bovinocultura de Leite

Aspectos reprodutivos

São dóceis e têm bom cuidado parental. A utilização de touros da raça em rebanhos zebuínos produz excelente mestiços.

Sanidade

É considerada uma raça mais rústica do que outras leiteiras puras, como a Jersey, devido a coloração de sua pelagem, conseguem suportar altas temperaturas e umidade.

Comportamento e cuidados

Não Informado

Manejo

Nutricional

Requer boas pastagens, boa suplementação alimentar e manejo adequado.

Referências bibliográficas