Hill's™ Prescription Diet™ a/d™ Convalescença

Empresa

Hill's

Data de Publicação

15/03/2016

PDF

Produtos Relacionados

Cães e gatos podem sofrer alterações metabó- licas signifi cativas durante a convalescença de doenças graves, processos infl amatórios, traumatismos, neoplasias e até mesmo componentes relacionados ao estresse, como dor e medo. Nessas situações, o organismo é desafi ado a manter suas defesas naturais e a preservar a massa muscular, o que torna a utilização do alimento correto ainda mais importante.

A depleção das reservas de um animal saudável por falta de alimento provoca em seu organismo respostas metabólicas, cujo objetivo é priorizar a utilização das reservas de gordura, com uma redução do metabolismo basal e, consequente, diminuição das necessidades energéticas diárias; os animais doentes agregam a esse processo o hipercatabolismo ou hipermetabolismo.

O hipercatabolismo inclui a ativação neuro-hormonal do sistema nervoso simpático que aumenta a produção do glucagon em relação à produção de insulina. Estes sinais são manifestados pelos sinais clínicos e eventos metabólicos que reconhecemos como resposta ao estresse – taquicardia, taquipnéia e hiperglicemia. Esses eventos resultam no aumento nas concentrações circulantes dos hormônios contra-reguladores ou catabólicos (catecolaminas, cortisol e glucagon) que causam a hiperglicemia, resistência à insulina, perda de massa magra, intolerância ao carboidrato, glicosúria e gliconeogênese. Soma-se ainda as interleucinas e citocinas da infl amação e as prostaglandinas e os radicais livres, que provocam no organismo um gasto de energia intenso com consumo de nutrientes, oxigênio e ATP.

Portanto, durante o estado de doença há necessidade de contribuições exógenas (dieta) para que o organismo do animal não utilize além de suas reservas proteicas (aminoácidos) e lipídicas (ácidos graxos). O apoio nutriconal precoce de animais hospitalizados com o alimento corretamente formulado ajuda na recuperação deles, e em resposta ao tratamento, reduz a mortalidade e melhora a resposta ao trauma e estresse.

A nutrição adequada é fundamental para a diminuição da debilidade do organismo. O objetivo da dieta deve ser fornecer nutrientes específi cos para estimular o sistema imune e diminuir o catabolismo endógeno. Dentre esses nutrientes destaca-se a glutamina (fonte energética para os enterócitos), o ácido graxo ômega 3 (reduz os mediadores da infl amação e estimula as defesas do organismo) e o potássio (diminui a depleção gerada pela hipocalemia, principalmente nos gatos). Além destes, devem ser adicionados à alimentação vitaminas do complexo B e antioxidantes.

Recomenda-se usar alimentos muito palatáveis que tenham alta densidade energética (boa contribui- ção energética em pequenos volumes), excelente nível proteico, alto valor biológico e alta digestibilidade. Hill’s™ Prescription Diet™ Canine e Feline a/d™ apresenta todas essas características, além de sua propriedade tixotrópica, na qual, quanto mais o alimento é agitado mais líquido se torna. O que possibilita diversas opções de administração, tais como: seringa, colher e sonda (facilmente diluí- vel em água).

O apoio nutricional é uma ferramenta importante a ser considerada na recuperação da saúde animal, pois negligenciá-lo em animais hipercatabólicos pode levar a supressão da resposta imune, disfun- ção orgânica múltipla, retardo da cicatrização de feridas, fraqueza muscular, elevada possibilidade de infecções adquiridas e aumento no risco de morte. Por isso, é fundamental começar uma alimentação adequada o mais rápido possível, considerando que a preocupação inicial é que, pelo menos, as necessidades energéticas de repouso sejam ingeridas.

por
Raúl García Barros – Latam Vet Affairs Manager Taís Novaes – VBA Líder SP e RJ Nícolas Marcolin – VBA SP