Caso Clínico Perda de Peso - Canino

Empresa

Hill's

Data de Publicação

15/03/2016

PDF

Produtos Relacionados

Em uma consulta pré-agendada, um cão da raça Pug foi trazido ao veterinário. O cliente se queixava das eventuais claudicações que seu cão apresentava. Diante dos questionamentos do clínico, o proprietário relatou que com certa frequência, ao se exercitar, Billy apresentava fadiga e dispneia seguida por longos períodos de descanso, algo que o impedia de passear e brincar. Também relatou que, nos últimos dias, o cão passou a fazer suas necessidades fisiológicas em locais internos da casa, o que não era hábito anteriormente.

Frente às avaliações clínicas, os sinais vitais do paciente foram aferidos, sendo temperatura corpórea 38,2 °C, frequência respiratória de 50 mpm, pulso arterial filiforme e ausência de dores locais. Seguindo o procedimento e as recomendações da WSAVA (World Small Animal Veterinary Association) quanto às diretrizes para avaliação nutricional, foram impostos alguns procedimentos, que incluem inspeção e palpação dos ossos temporais, escápulas, costelas, vertébras lombares e osso pélvico para avaliar a condição muscular e o Índice de Adiposidade Corpórea (segundo tabela de riscos do IAC). Durante a palpação, não foi possível sentir as costelas pela grossa cobertura adiposa, além do grande depósito sobre a região lombar e a base de cauda, tornando visível o abaulamento abdominal com perda de silhueta lombar sob plano superior.

Exames complementares, como hemograma completo e perfil bioquímico e urinário, completaram as informações quanto ao estado de saúde do paciente, que, pelos sinais clínicos e alterações bioquímicas (hipercolesterolemia e hipertrigliceridemia), apresentava obesidade (a gordura é um orgão em estado inflamatório crônico sistêmico e metabolicamente ativo).

Como tratamento, foi solicitada a redução de peso do animal, com acompanhamento clínico e pesagem quinzenal. Para descobrirmos o peso ideal do animal, foi utilizada a tabela do Índice de Adiposidade Corpórea (IAC), que estimou em 60% o volume de gordura corpórea de Billy, sendo caracterizado o estado de obesidade mórbida.

Para alcançar o peso ideal, o paciente será submetido ao manejo com o alimento Hill’s™ Prescription Diet r/d™ Canine, tendo como peso alvo 5,6 kg no período de aproximamente 7 meses para conclusão do tratamento (perda 1 a 2% de seu peso atual por semana). O alimento possui altas concentrações de L-carnitina (300 ppm), que favorece a queima de gordura e, simultaneamente, aumenta a massa muscular, resultando em uma perda de peso mais efetiva. Outro benefício são as fibras solúveis e insolúveis, que estimulam a saciedade no sistema nervoso central (por liberação de GLP-1) e gástrica, respectivamente.