Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Vacina polivalente composta pelos vírus vivos modificados da cinomose, adenovírus tipo 2, parainfluenza, parvovirose cultivados em linhagem celular e pelo vírus da coronavirose canina e bactérias do gênero Leptospira inativadas: Leptospira canicola, L. icterohaemorrhagiae, L. grippotyphosa e L. pomona

Classificaçāo

Biológico

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães

COMPOSIÇÃO

A fração liofilizada da vacina é composta pelos vírus vivos modificados da cinomose, adenovírus tipo 2, parainfluenza e parvovirose, cultivados em linhagem celular.

A fração líquida contém o vírus da coronavirose canina e as bactérias Leptospira canícola, L. icterohaemorrhagiae, L. grippotyphosa e L. pomona, inaivados e adicionados de sulfato de gentamicina, anfotericina B e indicador de pH.

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

A vacinação deve ser precedida de um minucioso exame clínico realizado por um Médico-Veterinário.

Utilizar a vacina somente em cães saudáveis, desparasitados e em bom estado de saúde. Caso o animal esteja doente ou incubando qualquer doença no momento da vacinação, a eficácia da vacina será prejudicada.

O nível de anticorpos maternos existentes no organismo de um filhote pode inibir a resposta vacinal, por isso recomenda-se, no mínimo, a aplicação de 03 (três) doses de vacina com intervalo de 21 dias entre as aplicações. A imunidade é estabelecida cerca de 21 dias após a administração da última dose. Evitar expor os animais a qualquer desafio antes do término do programa de vacinação.

A resposta adequada a uma vacinação é diretamente ligada à competência imunológica de cada animal, ocorrendo variações individuais.

ARMAZENAMENTO

Manter fora do alcance de crianças e animais domésticos. Conservar entre 2°C a 8°C.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Inomune, frasco (1 mL), caixa com 10

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Para vacinação dos cães sadios a partir da 7º semana de idade, como auxiliar na prevenção da cinomose, infecção por adenovírus tipo 2 (hepapite infecciosa e doenças respiratórias), parainfluenca, parvovirose, coronavirose, leptospirose (L. canicola, L.icterohaemorrhagiae, L. grippotyphosa e L. pomona).

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não utilizar em fêmeas prenhes.

EFEITOS ADVERSOS

O uso de qualquer produto biológico pode causar reação anafilática. Nesses casos, administrar epinefrina. O uso correto de técnicas de anti-sepsia no momento da aplicação reduz significativamente o risco de reações locais. Em função da susceptibilidade individual, alguns animais podem apresentar reações no local de aplicação, a qual desaparece em poucos dias.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não utilizar em fêmas prenhes.

Administração e doses

Via(s)

SC

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

Em filhotes: vacinar cães sadios na 7º semana de idade. Repetir a dose na 10a e 13a semana de idade. O protocolo completo de vacinação deve ser feito com 03 (três) doses, respeitando um intervalo de 21 dias entre as aplicações. Em caso de surtos, o esquema pode ser alterado para 05 (cinco) doses a cada 21 dias ou a critério do Médico-Veterinário.

Cães acima de 6 meses de idade devem receber 02 (duas) doses, com intervalo de 21 dias entre as aplicações.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

Revacinar anualmente em dose única.

Doses

Recomendado

Cães

1 mL / animal

OBSERVAÇÕES

Utilizando métodos de anti-sepsia aspirar todo o conteúdo da fração liquida com uma seringa estéril e rehidratar a fração liofilizada. Agitar bem. Após completa homogeneização, administrar uma dose de 1mL por via subcutânea, na região do flanco do animal. Aplicar sempre todo conteúdo do frasco, ou seja, uma dose por animal, independente da idade, peso, sexo ou raça.

Aplicar a vacina imediatamente após a preparação.

Utilizar apenas seringas e agulhas estéreis. Não utilizar produtos químicos para desinfetar seringas e agulhas.

Utilizar como diluente somente a fração líquida que acompanha a fração liofilizada, não substituindo ou adicionando qualquer outro produto.

Casos de falhas vacinais poderão ocorrer se os animais estiverem subnutridos, parasitados, estressados, com doenças infecciosas em período de incubação ou tratamento prolongado com drogas imunopressoras.

Interações medicamentosas

Observações da interação

Não utilizar medicamento anti-inflamatório concomitantemente com este produto.

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

EFEITOS ADVERSOS

O uso de qualquer produto biológico pode causar reação anafilática. Nesses casos, administrar epinefrina. O uso correto de técnicas de anti-sepsia no momento da aplicação reduz significativamente o risco de reações locais. Em função da susceptibilidade individual, alguns animais podem apresentar reações no local de aplicação, a qual desaparece em poucos dias.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não utilizar em fêmas prenhes.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.