Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Aminofilina

Classificaçāo

Broncodilatador

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

ARMAZENAMENTO

Conservar em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C). Proteger da luz e umidade.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Aminofilina 100 mg, comprimido
  • - Aminofilina 200 mg, comprimido

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

É utilizada na insuficiência cardíaca, associada a glicosídeos cardíacos (cães); no tratametno pós-anestésico e cirúrgico de pneumotórax, associada a antibióticos; na prevenção ou alívio de espasmo brônquico durante emergências anestésicas; para o tratamento de asma brônquica, associada a anti-inflamatórios esteroidais (PAULINO & BERNARDI, 2006)

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

É contra-indicada a pacientes com hiperssensibiliadade a metilxantinas. Utilizar com cautela em pacientes neonatos, geriátricos e portadores de doença cardíaca grave, arritmias, ulceração gástrica, hipertireoidismo, hepatopatia, nefropatia, hipoxia e hipertensão.

EFEITOS ADVERSOS

Excitação do SNC, alterações gastrointestinais, estimulação cardíaca e diurese.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

A teofilina atravessa a placenta e passa para o leite materno, portanto não é recomendado seu uso durante a gravidez e a lactação

SUPERDOSAGEM

A teofilina tem um índice terapêutico baixo, ou seja, a dose deve ser determinada com cautela, para que não haja efeitos tóxicos (GORNIAK, 2006)

Administração e doses

Via(s)

Oral

IV

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

Caninos: 8 / 8 horas - 12 / 12 horas

Felinos: 8 / 8 - 12 / 12 horas.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

De acordo com protocolo médico.

Doses

Recomendado

Cães

6 - 10 mg / kg

calcular

Gatos

4 - 6 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Cimetidina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento nos níveis de teofilina com possível toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo hepático da teofilina

Conduta

Ajustar dose

Ciprofloxacina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da aminofilina com possível toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo hepático da teofilina

Conduta

Ajustar dose

Efedrina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efedrina pode causar aumento da toxicidade da aminofilina

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Ajustar dose

Eritromicina

Tipo de Interação

Sinergismo/Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da aminofilina com possível toxicidade. Efeitos terapêuticos diminuidos da eritromicina

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da teofilina. Teofilina reduz a biodisponibilidade e aumenta a depuração renal da eritromicina

Conduta

Ajustar dose

Fenobarbital

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da aminofilina

Mecanismo de Ação

Estimulação do metabolismo da teofilina com consequente aumento de sua excreção

Conduta

Ajustar dose

Melixetina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da aminofilina com possível toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo hepático da teofilina

Conduta

Ajustar dose

Moricizina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Exacerbação dos sintomas pulmonares

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Ajustar dose

Rifampicina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Exacerbação dos sintomas pulmonares

Mecanismo de Ação

Indução do metabolismo hepático da teofilina

Conduta

Ajustar dose

Tiabendazol

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da aminofilina com possível toxicidade

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Ajustar dose

Ticlopidina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da aminofilina com possível toxicidade

Mecanismo de Ação

Eliminação prejudicada da teofilina

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

É o sal etilenodiamínico da teofilina (80% de teofilina), um dos mais solúveis desta metilxantina e, como as demais, a aminofilina inibe a fosfodiesterase e aumenta o AMPc. Tem ação curta mas potente, produzindo vasodilatação coronariana e estimulando a diurese, além de ser potente inibidor da sedação e depressão causadas pelo diazepam. Alé, disso, promove estimulação da lipólise e no tecido ósseo, inibe a reabsorção óssea de cálcio (PAULINO & BERNARDI, 2006)

FARMACOCINÉTICA

É bem absorvida após administração oral em cães e gatos e libera rapidamente a teofilina para o organismo. Esta por sua vez , é metabolizada no fígado e excretada na urina.

EFEITOS ADVERSOS

Excitação do SNC, alterações gastrointestinais, estimulação cardíaca e diurese.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

A teofilina atravessa a placenta e passa para o leite materno, portanto não é recomendado seu uso durante a gravidez e a lactação

SUPERDOSAGEM

A teofilina tem um índice terapêutico baixo, ou seja, a dose deve ser determinada com cautela, para que não haja efeitos tóxicos (GORNIAK, 2006)

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Referências Bibliográficas

GÓRNIAK, S. L. Medicamentos com Ação no Sistema Respiratório. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

KANEKO, V. M. Aminofilina via Inalatória e Endovenosa em Cães: Aspectos Clínicos e Eletrocardiográficos. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE: Presidente Prudente, SP, 2009

PAULINO, C. A.; BERNARDI, M. M. Estimulantes do Sistema Nervoso Central e Agentes Psicotrópicos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.