Informações

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Substância(s) Ativa(s)

Amantadina

Tipo

Antiviral

Adjuvante Analgésico

Apresentações e concentrações

  • - Amantadina comprimido

INDICAÇÕES

Inicialmente a Amantadina foi reconhecida como antiviral. (DAVIES et al., 1964). Estudos posteriores indicam que ela também tem ação na redução ou abolição de dor crônica e neuropática em humanos (EISENBERG & PUD, 1998). Em cães,a amantadina pode ser uma terapia adjuvante útil para o tratamento clínico de dor osteoartrítica (LASCELLES et al., 2008)

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Para humanos, não é indicado para pacientes com histórico de epilepsia, úlceras gástricas ou duodenais. A dose deve ser ajustada em pacientes com insuficiência renal, cardíaca

Espécie de animal

Canino, Felino

Interações

Anticolinérgicos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento das reações adversas e anticolinérgicas

Mecanismo de Ação

Toxicidade sinérgica e efeito farmacológico aditivo

Conduta

Ajustar dose

Atropina

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento das reações adversas e anticolinérgicas

Mecanismo de Ação

Toxicidade sinérgica e efeito farmacológico aditivo

Conduta

Ajustar dose

Orfenadrina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento das reações adversas e anticolinérgicas

Mecanismo de Ação

Toxicidade sinérgica e efeito farmacológico aditivo

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Utilização

Via

VO

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

24 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

De acordo com protocolo médico.

ARMAZENAMENTO

Conservar em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C). Proteger da luz e umidade.

Associado à anti-inflamatório não esteroidal no controle da dor crônica.

Recomendado

Cães

3 mg / kg

calcular

Gatos

3 mg / kg

calcular

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Como modulador de dor crônica, a amantadina interage com os receptores NMDA (N-metil d-aspartato) impedindo as respostas durante as despolarizações prolongadas que acompanham insultos neurológicos, tal como pode ocorrer na dor crônica (BLANPIED et al., 2005). Como antiviral, acredita-se que o mecanismo de ação seja pela inibição de estágios iniciais da replicação viral.

FARMACOCINÉTICA

Absorção completa pelo trato gastrointestinal, porém o processo é bastante lento. Meia-vida de aproximadamente 15h e a excreção se dá através dos rins.

EFEITOS ADVERSOS

Vômito, anorexia, erupções cutâneas e retenção urinárias podem ser observados.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não recomenda-se o uso em gestantes ou lactantes.

SUPERDOSAGEM

Em humanos, doses 4x maiores que a recomendada podem causar convulsões

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Os pacientes em tratamento com amantadina podem apresentar leucopenia.

Referências Bibliográficas

BLANPIED, T. A.; CLARKE, R.J.; JOHNSON, J.W. Amantadine inhibits NMDA receptors by accelerating channel closure during channel block. J Neurosci 2005;25:3312–3322.

DAVIES, W.L. et al. Antiviral activity of 1-adamantanamine (amantadine). Science 1964;144:862–863.

EISENBERG, E.; PUD, D. Can patients with chronic neuropathic pain be cured by acute administration of the NMDA receptor antagonist amantadine? Pain 1998;74:337–339.

LASCELLES, B. D. X. et al., Amantadine in a Multimodal Analgesic Regimen for Alleviation of Refractory Osteoarthritis Pain in Dogs. J Vet Intern Med 2008;22:53–59

TAYLOR, S. M. Doenças articulares. In: NELSON, R. W.; COUTO, C. G. Medicina Interna de Pequenos Animais; tradução: Aline Santana da Hora. Rio de Janeiro: Elsevier, 4ª edição, 2010.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório