Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Ácido Ursodesoxicólico

Classificaçāo

Colerético, Laxante

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

ARMAZENAMENTO

Conservar em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C) e proteger da luz, fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Ácido Ursodesoxicólico 150 mg, comprimido
  • - Ácido Ursodesoxicólico 300 mg, comprimido
  • - Ácido Ursodesoxicólico 50 mg, comprimido
  • - Ursacol 50 mg, comprimido
  • - Ursacol 150 mg, comprimido
  • - Ursacol 300 mg, comprimido

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

É utilizado para o tratamento de doenças hepáticas. É utilizado para tratar a cirrose biliar primária, doenças hepáticas colestáticas e doenças hepáticas crônicas.

Embora existam evidências de seu beneficio em cães, não existem estudos clínicos controlados que demonstrem sua eficácia.

Em seres humanos, é utilizado como laxante e para prevenir ou tratar cálculos biliares (PAPICH, 2012).

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não usar em animais com hipersensibilidade conhecida ao princípio ativo.

EFEITOS ADVERSOS

O ursodiol pode causar diarreia.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Experimentos com animaisdemonstraram toxicidade reprodutiva durante os estágios iniciais da gestação.

SUPERDOSAGEM

Sintomas de superdosagem são improváveis uma vez que a absorção de ácido ursodesoxicólico diminui com o aumento da dose administrada, portanto mais é excretado com as fezes.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

24/24 horas

Doses

Recomendado

Cães e Gatos

10 - 15 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Animais hepatopatas devem receber 15 mg/kg.

Interações medicamentosas

Antiácidos a base de alumínio

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico do ácido ursodesoxicólico diminuido

Conduta

Ajustar dose

Barbitúricos

Tipo de Interação

Urolitíase biliar

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Urolitíase biliar

Conduta

Incompatível

Colestiramina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico do ácido ursodesoxicólico diminuido

Conduta

Ajustar dose

Contraceptivos orais

Tipo de Interação

Urolitíase biliar

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Urolitíase biliar

Conduta

Incompatível

Neomicina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico do ácido ursodesoxicólico diminuido

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

É um ácido biliar natural solúvel em água. O ursodiol, assim como outros ácidos biliares, pode atuar como colerético e aumentar o fluxo biliar.

Em cães, pode alterar a concentração circulante dos ácidos biliares, deslocando mais ácidos biliares hidrofóbicos ou aumentando sua secreção pelo fígado e bile.

Por modular a composição dos sais biliares em favor de sais biliares mais hidrofílicos, a injúria ao epitélio biliar, como o potencial citotóxico dos ácidos biliares endógenos, é menor do que com os sais biliares hidrofóbicos.

FARMACOCINÉTICA

A dissolução dos cálculos já formados processa-se através da passagem do colesterol do estado cristalino sólido ao de cristais líquidos.

Além disso, o ácido ursodesoxicólico substitui os ácidos biliares hidrofóbicos (tóxicos) por ácidos biliares hidrofílicos (menos tóxicos) nos processos colestáticos.

EFEITOS ADVERSOS

O ursodiol pode causar diarreia.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Experimentos com animaisdemonstraram toxicidade reprodutiva durante os estágios iniciais da gestação.

SUPERDOSAGEM

Sintomas de superdosagem são improváveis uma vez que a absorção de ácido ursodesoxicólico diminui com o aumento da dose administrada, portanto mais é excretado com as fezes.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

FONSECA-ALVES, C. E. et al. Protocolo terapêutico para cirrose hepática canina — uso em três animais. Estud Biol. 32/33(76-81):93-6. 2010/2011 jan/dez;

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012