Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Cloridrato de Amitriptilina

Classificaçāo

Antidepressivo Tricíclico

Receita

Controle Especial - Humano

Espécies

Cães e Gatos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Informe ao Médico Veterinário a ocorrência de gestação ou lactação durante ou logo após o tratamento.

A interrupção do tratamento e a modificação de dose não devem ser feitas sem a orientação do Médico Veterinário.

O medicamento só deve ser prescrito por um Médico Veterinário. O uso indiscriminado de antidepressivos pode ser perigoso para a saúde dos animais.

Continue o tratamento pelo tempo determinado pelo médico veterinário, mesmo se o animal apresentar melhora.

Não faça uso deste medicamento sem orientação Médica. O abuso de antidepressivos pode ser perigoso para saúde humana.

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, entre 15°C e 30°C, ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Cloridrato de Amitriptilina 75 mg, comprimido
  • - Cloridrato de Amitriptilina 25 mg, comprimido
  • - Tryptanol 25 mg, comprimido
  • - Tryptanol 75 mg, comprimido

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado para o tratamento de doenças comportamentais, como ansiedade por separação; em felinos tem indicação no tratamento de cistite idiopática crônica, prurido e auto-mutilação, embora o uso nessa espécie seja cauteloso.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não deve ser usada por paciente com hipersensibilidade conhecida ao medicamento, em pacientes que estão fazendo uso de inibidores da monoaminoxidase (IMAOs) e pacientes com cardiopatias. O uso deve ser cauteloso em pacientes diabéticos.

EFEITOS ADVERSOS

Boca seca, redução das secreções gástricas, taquicardia e sedação.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Evitar o uso em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Altas dosagens podem provocar arritmias cardíacas, hipotensão grave, convulsões e depressão do SNC, inclusive coma.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12/12 horas

24/24 horas

Doses

Recomendado

Cães

2,2 - 4,4 mg / kg

calcular

Gatos

1 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Adrenalina

Tipo de Interação

Sinergismo/Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Arritmia

Mecanismo de Ação

Inibição da recaptação da Adrenalina no neurônio, aumentando ou diminuindo sua sensibilidade no receptor

Conduta

Ajustar dose

Atropina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do antidepressivo

Conduta

Ajustar dose

Carbamazepina

Tipo de Interação

Sinergismo/Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado ou diminuido da carbamazepina. Níveis dos antidepressívos diminuido

Mecanismo de Ação

Antidepressivos tricíclicos competem com a carbamazepina pelo metabolismo das enzimas microssomais hepáticas. A carbamazepina induz o metabolismo hepático do antidepressivo

Conduta

Evitar o uso

Cimetidina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do Cloridrato de Amitriptilina

Conduta

Ajustar dose

Ciproeptadina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Potencialização da depressão do SNC

Conduta

Evitar o uso

Cisaprida

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Aumento do risco de arritmias cardíacas

Mecanismo de Ação

Efeito aditivo do prolongamento do intervalo QT

Conduta

Incompatível

Clorfentramida

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Potencialização do efeito sedativo da Clorfentramida

Conduta

Ajustar dose

Dissulfiram

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Anormalidades psicológicas e/ou comportamentais. Há prejuízo em: Consciência, Atenção, Sensopercepção, Orientação, Memória e Inteligência

Mecanismo de Ação

Ambas subst. podem aumentar os níveis centrais de dopamina

Conduta

Evitar o uso

Dobutamina

Tipo de Interação

Sinergismo/Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado ou diminuido da Dobutamina

Mecanismo de Ação

Antidepressivos tricíclicos inibem a recaptação da simpaticomiméticos no neurônio, aumentando ou diminuindo sua sensibilidade no receptor

Conduta

Evitar o uso

Dopamina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Dopamina

Mecanismo de Ação

Antidepressivos tricíclicos inibem a recaptação da Dopamina no neurônio, aumentando ou diminuindo sua sensibilidade no receptor

Conduta

Evitar o uso

Efedrina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Efedrina

Mecanismo de Ação

Inibição da recaptação da Efedrina no neurônio, aumentando ou diminuindo sua sensibilidade no receptor

Conduta

Evitar o uso

Fenobarbital

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido dos Antidepressivos

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Ajustar dose

Fenotiazinas

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do Cloridrato de Amitriptilina

Conduta

Ajustar dose

Furazolidona

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Variável

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Hidralazina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Hipotensão

Conduta

Evitar o uso

Levotiroxina

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aceleração do início da ação antidepressiva. Aumento de reações adversas de qualquer subst.

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Mazindol

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do Mazindol, com risco de hipertensão aguda

Conduta

Ajustar dose

Quinidina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do Cloridrato de Amitriptilina

Conduta

Ajustar dose

Selegilina

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Hiperpirexia, convulsões e morte

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Incompatível

Tiopental

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido dos Antidepressivos

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Ajustar dose

Vasopressina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento do efeito diurético da Vasopressina

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Inibe a recaptação de serotonina e outros transmissores em terminações nervosas pré-sinápticas.

O mecanismo de ação no tratamento da cistite é desconhecido, mas pode estar relacionado à redução da ansiedade, à modificação do comportamento ou a efeitos

anticolinérgicos.

FARMACOCINÉTICA

É rapidamente absorvida pelo trato gastrointestinal, sofre intenso metabolismo de primeira passagem; liga-se extensamente as proteínas plasmáticas e teciduas e tem ampla distribuição pelo organismo; é excretada pelos rins.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Pode causar alterações na glicemia, mascarando a hipoglicemia em pacientes diabéticos.

Pode também reduzir as concentrações totais de T4 e T4 livre em cães.

EFEITOS ADVERSOS

Boca seca, redução das secreções gástricas, taquicardia e sedação.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Evitar o uso em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Altas dosagens podem provocar arritmias cardíacas, hipotensão grave, convulsões e depressão do SNC, inclusive coma.

MONITORAMENTO

Monitorar os parâmetros cardiovasculares durante o tratamento.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Referências Bibliográficas

ANDRADE, S. F. Princípios ativos, apresentações e doses para cães e gatos. In: ANDRADE, S. F. Manual de terapêutica Veterinária, 3 ed. São Paulo: Editora Roca, 2008

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012

SPINOSA, H. S.; GÓRNIAK, S. L. Tranquilizantes, relaxantes musculares de ação central e antidepressivos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

VIEIRA, F. C.; PINHEIRO, V. A. Monografias farmacêuticas. In: VIEIRA, F. C.; PINHEIRO, V. A. Formulário veterinário farmacêutico. 1. ed. São Paulo: Pharmabooks, 2004 p