Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Hidralazina

Classificaçāo

Anti-hipertensivo

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Informe o médico veterinário sobre efeitos adversos observados para o ajuste da dose.

Usualmente são administradas doses mais baixas no início do tratamento com aumento gradual para minimizar efeitos adversos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Hidralazina 50 mg, comprimido
  • - Hidralazina 20 mg/mL, solução injetável
  • - Hidralazina 25 mg, comprimido
  • - Nepresol 25 mg, comprimido
  • - Nepresol 50 mg, comprimido
  • - Nepresol 20 mg/mL, solução injetável
  • - Apresolina 25 mg, comprimido
  • - Apresolina 50 mg, comprimido
  • - Apresolina 20 mg/mL, solução injetável

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Hipotensor. Dilatador arteriolar.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Contraindicado em pacientes hipotensos e hipovolêmicos.

EFEITOS ADVERSOS

Hipotensão, traquicardia reflexa e distúrbios gastrintestinais

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Utilizar com cautela em gestantes (principalmente final da gestação) e lactantes (é excretada no leite).

SUPERDOSAGEM

Superdosagens podem causar taquicardia, arritmias e hipotensão.

Administração e doses

Via(s)

SC

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

- Via subcutânea: 24 / 24 horas;

- Oral:12 / 12 horas.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

De acordo com protocolo médico.

VO

Recomendado

Gatos

2,5 - 10 mg / animal

Cães

0,5 - 2 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Antidepressivos tricíclicos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Hipotensão

Conduta

Evitar o uso

Betabloqueadores

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado de ambas as subst.

Mecanismo de Ação

Aumento transitório do fluxo sanguíneo esplênico e diminuição do metabolismo hepático de primeira passagem

Conduta

Ajustar dose

Diuréticos

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Hipotensão

Conduta

Evitar o uso

Inibidores da ECA

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Hipotensão

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A hidralazina exerce seu efeito vasodilatador periférico através de uma ação relaxante direta sobre a musculatura lisa vascular, predominantemente nas arteríolas. Nâo possui efeito venodilatador.

Ocorre um aumento na concentração de prostaciclina no sistema arteriolar, ocasionando o relaxamento da musculatura lisa vascular.

Como a hidralazina não apresenta propriedades cardiodepressoras, os mecanismos reflexos de regulação produzem aumento no volume de ejeção e freqüência cardíaca.

FARMACOCINÉTICA

É bem absorvida pela via oral, demonstrando seus efeitos a partir de 1 hora da sua administração com duração de até 12 horas.

Apresenta metabolização e excreção hepática.

EFEITOS ADVERSOS

Hipotensão, traquicardia reflexa e distúrbios gastrintestinais

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Utilizar com cautela em gestantes (principalmente final da gestação) e lactantes (é excretada no leite).

SUPERDOSAGEM

Superdosagens podem causar taquicardia, arritmias e hipotensão.

MONITORAMENTO

Monitorar a pressão arterial e frequência cardíaca.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Referências Bibliográficas

SCHWARTZ, D. S. e MELCHERT, A. Terapêutica do Sistema Cardiovascular em Pequenos Animais. In: ANDRADE, S. F. Manual de terapêutica veterinária. 3ª ed. – São Paulo: Roca, 2008.

SOARES, Frederico Aécio Carvalho. Hipertensão arterial sistêmica em cães e gatos: atualização terapêutica. 2010.

TÁRRAGA, K. M. Medicamentos que Atuam no Sistema Cardiovascular: Inotrópicos Positivos e Vasodilatadores. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.