Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Tiabendazol

Classificaçāo

Ectoparasiticida, Antifúngico

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Tiabendazol, pomada
  • - Foldan, pomada

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Antifúngico indicado para Dermatofitose.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Contraindicado para pacientes hipersensível ao tiabendazol.

EFEITOS ADVERSOS

Pode ocorrer irritação no local de aplicação.

Quando usado por via oral em tratamentos prolongados ou em doses mais altas pode acontecer anorexia, vômito, diarreia, letargia e queda de pelos em cães (VIEIRA e PINHEIRO, 2004).

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Pela baixa absorção cutânea, é seguro para uso em gestantes pela via tópica.

Não são recomendadas altas doses por via oral durante a gestação, apesar de não existirem estudos que comprovem teratogenicidade em animais domésticos (VIEIRA e PINHEIRO, 2004).

SUPERDOSAGEM

O tiabendazol é minimamente absorvido pela pele, não ocasionanto superdosagem por essa via.

Administração e doses

Via(s)

Tópica

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

8 / 8 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

De acordo com protocolo médico.

Doses

Recomendado

Cães e Gatos

1 camada / lesão

OBSERVAÇÕES

Limpar previamente o local antes da aplicação.

Interações medicamentosas

Aminofilina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Aminofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Teofilina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACOCINÉTICA

Quando utilizado por via oral o tiabendadazol apresenta rápida, porém baixa absorção gastrintestinal.

A parte não absorvida e parte dos metabólitos é eliminada nas fezes e a outra parcela absorvida e metabolizada é excretada pela urina em 48 h (ALMEIDA e AYRES, 2011).

Já pela via tópica praticamente não é absorvido, apresentando bom efeito local.

A diminuição de eveitos adversos pela baixa concentração sérica possibilita associação com outros antihelmínticos pela via oral.

EFEITOS ADVERSOS

Pode ocorrer irritação no local de aplicação.

Quando usado por via oral em tratamentos prolongados ou em doses mais altas pode acontecer anorexia, vômito, diarreia, letargia e queda de pelos em cães (VIEIRA e PINHEIRO, 2004).

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Pela baixa absorção cutânea, é seguro para uso em gestantes pela via tópica.

Não são recomendadas altas doses por via oral durante a gestação, apesar de não existirem estudos que comprovem teratogenicidade em animais domésticos (VIEIRA e PINHEIRO, 2004).

SUPERDOSAGEM

O tiabendazol é minimamente absorvido pela pele, não ocasionanto superdosagem por essa via.

MONITORAMENTO

Monitorar a efetividade do tratamento.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

ALMEIDA, M. A. O e AYRES, M. C. C. Agentes Antinematódeos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

VIEIRA F. C e PINHEIRO V. A. Monografias Farmacêuticas. In: VIEIRA F. C e PINHEIRO V. A. Formulário Veterinário Farmacêutico. 1ª edição, São Paulo: Pharmabooks, 2004.