Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Teofilina

Classificaçāo

Broncodilatador

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Comprimidos e cápsulas de liberação lenta não devem ser partidos ou rompidos.

ARMAZENAMENTO

Conservar em recipiente bem fechado, temperatura ambiente e ao abrigo de luz.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Teofilina 100 mg, cápsula
  • - Teofilina 200 mg, cápsula
  • - Teofilina 300 mg, cápsula
  • - Teolong 100 mg, cápsula
  • - Teolong 200 mg, cápsula
  • - Teolong 300 mg, cápsula

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Broncodilatador indicado em doenças respiratórias.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Utilizar com cautela em pacientes gerátricos, neonatos, ou portadores de doença cardíaca grave, arritmias, ulceração gástrica, hipertireoidismo, hepatopatia, nefropatia, hipoxia e hipertensão.

EFEITOS ADVERSOS

Se utilizada pela via intramuscular pode causar dor intensa.

Pode ocasionar ainda excitação, convulsões, arritimia cardíaca, hipertemia, vômito, diarréia, poliúra, polifagia e polidipsia.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não utilizar em gestantes.

SUPERDOSAGEM

Sobredoses podem ocasionar hipocalemia.

Administração e doses

Via(s)

IM

IV

SC

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

- Caninos: 6 /6 - 8 / 8 horas;

- Felinos: 8 / 8 - 12 / 12 horas.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

De acordo com protocolo médico.

Doses

Recomendado

Cães

5 - 9 mg / kg

calcular

Gatos

4 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Felinos: via oral e subcutânea.

Podem causar como efeitos adversos excitações, vômito, diarréia, poliúria, polifagia, convulsões.

Interações medicamentosas

Alopurinol

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Comprometimento da degradação hepática da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Atenolol

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado das Teofilinas

Mecanismo de Ação

Redução do metabolismo hepático das Teofilinas

Conduta

Ajustar dose

Azitromicina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da teofilina

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da teofilina

Conduta

Ajustar dose

Carbamazepina

Tipo de Interação

Sinergismo/Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado ou diminuido da Teofilina, e diminuição do efeito da Carbamazepina

Mecanismo de Ação

Indução mútua do metabolismo hepático

Conduta

Ajustar dose

Carvedilol

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado das Teofilinas

Mecanismo de Ação

Redução do metabolismo hepático das Teofilinas

Conduta

Ajustar dose

Cetirizina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da cetirizina

Mecanismo de Ação

Diminuição da excreção

Conduta

Ajustar dose

Cimetidina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado das Teofilinas, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo hepático da teofilina

Conduta

Ajustar dose

Ciprofloxacino

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade da Teofilina

Mecanismo de Ação

Diminuição na escreção da Teofilina

Conduta

Evitar o uso

Claritromicina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Teofilina

Conduta

Considerar outra terapia antimicrobiana

Clorpirifós

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Hipotensão e fibrilação cardíaca

Conduta

Incompatível

Observações da interação

Antídoto: Sulfato de Atropina, pelas vias IM ou IV: 1 a 6 mg a cada 5 a 30 minutos, até atropinização leve

Contraceptivos

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Diminuição da degradação oxidativa da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Diazepam

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Diminuição dos efeitos sedativos do Diazepam

Mecanismo de Ação

Ligação competitiva aos receptores cerebrais de adenosina

Conduta

Ajustar dose

Diltiazem

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Dissulfiram

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição da hidroxilação e das vias de desmetilação do metabolismo da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Eritromicina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Eritromicina

Mecanismo de Ação

Redução da biodisponibilidade e aumento da depuração renal da Eritromicina

Conduta

Considerar outra terapia antimicrobiana

Famotidina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado das Teofilinas, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Fenitoína

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido de ambas as subst.

Mecanismo de Ação

Metabolismo aumentado de ambas as subst.

Conduta

Ajustar dose

Fenobarbital

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Teofilina

Mecanismo de Ação

Fenobarbital aumenta o metabolismo de Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Fluconazol

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade das Teofilinas

Conduta

Ajustar dose

Fluvoxamina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo hepático da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Furosemida

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Halotano

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Arritmias graves

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Incompatível

Interferon

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Ajustar dose

Isoniazida

Tipo de Interação

Sinergismo/Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado ou diminuido da Teofilina

Mecanismo de Ação

Indução ou inibição das enzimas hepáticas responsáveis pelo metabolismo da Teofilina

Conduta

Evitar o uso

Levotiroxina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina

Mecanismo de Ação

Diminuição da depuração da teofilina

Conduta

Ajustar dose

Lítio

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Lítio

Mecanismo de Ação

Aumento da eliminação renal do Lítio

Conduta

Ajustar dose

Marbofloxacina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina

Conduta

Evitar o uso

Mexiletina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Mexiletina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do emtabolismo hepático

Conduta

Ajustar dose

Norfloxacina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo hepático da teofilina

Conduta

Ajustar dose

Pentoxifilina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina

Conduta

Evitar o usoObservações:

Primidona

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Teofilina

Mecanismo de Ação

Aumento do metabolismo e do clearance da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Progesterona

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Propanolol

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado das Teofilinas

Mecanismo de Ação

Redução do metabolismo hepático das Teofilinas

Conduta

Ajustar dose

Ranitidina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Rifampicina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Teofilina

Mecanismo de Ação

Indução do metabolismo hepático da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

Tiabendazol

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Verapamil

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Teofilina

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo hepático da Teofilina

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

COMPATIBILIDADE

Pode ser encontrada em associação com cloridrato de hidroxizina ou sulfato de efedrina.

FARMACODINÂMICA

A teofilina inibe a fosfodiesterase de maneira competitiva, ocasionando a falha na conversão de adenosinamonofosfato cíclico em adenosinamonofosfato, aumentando sua concentração.

Esses efeitos acabam por resultar em diminuição da contração de musculatura lisa. Efeitos terapêuticos observados são a broncodilatação e alguma ação anti-inflamatória.

Porém os mecanismos de ação ainda não estão completamente esclarecidos.

FARMACOCINÉTICA

A teofilina é bem absorvida pela via oral em animais de companhia, apresentando biodisponibilidade de mais de 90%.

Apresenta meia vida de 5 a 6 horas em cães e de 14 a 18 horas em gatos (PAPICH, 2012).

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Em humanos é relatada elevação dos níveis de cálcio e creatinina, queda de pressão arterial e distúrbios ácido-básicos.

EFEITOS ADVERSOS

Se utilizada pela via intramuscular pode causar dor intensa.

Pode ocasionar ainda excitação, convulsões, arritimia cardíaca, hipertemia, vômito, diarréia, poliúra, polifagia e polidipsia.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não utilizar em gestantes.

SUPERDOSAGEM

Sobredoses podem ocasionar hipocalemia.

MONITORAMENTO

O paciente deve ser monitorado quanto a ocorrência de efeitos adversos.

Uma vez que em humanos é observada grande variação individual, as doses devem ser ajustadas de acordo com a resposta do paciente.

Durante tratamentos prolongados monitorar os níveis plasmáticos de teofilina para ajuste de tratamento.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

COELHO, M. et al. Atualizações sobre tosse em cães. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, v. 22, n. 1, p. 1-20, 2015.

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012.