Informações

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Substância(s) Ativa(s)

Ciclosporina

Tipo

Imunossupressor

Apresentações e concentrações

  • - Ciclosporina 100 mg/mL, solução oral
  • - Ciclosporina 50 mg, cápsula
  • - Ciclosporina 25 mg, cápsula
  • - Ciclosporina 100 mg, cápsula

INDICAÇÕES

Tratamento de doenças imunomediadas; anemia hemolítica, atopia canina, fístulas perianais; no tratamento de ceratoconjuntivite seca.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não deve ser usada por paciente com hipersensibilidade conhecida ao medicamento.

Espécie de animal

Canino, Felino

Interações

Acetato de Fludrocortisona

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento dos efeitos terapêuticos de ambos os fármacos

Conduta

Ajustar dose

Acetato de Octreotida

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico da ciclosporina diminuido

Mecanismo de Ação

Diminuição da absorção intestinal

Conduta

Ajustar dose da ciclosporina

Acetazolamida

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Alopurinol

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico da ciclosporina aumentado

Conduta

Ajustar dose

Amiodarona

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Nefropatias

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Ciclosporina aumentando seus efeitos nefrotóxicos

Conduta

Ajustar dose

Anfotericina B

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumentos da nefrotoxicidade da Ciclosporina

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Considerar outra terapia imunossupressora

Azitromicina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da nefrotoxicidade e neurotoxicidade

Mecanismo de Ação

Aumento da velocidade e extensão da absorção da Ciclosporina ou reduzir o seu volume de distribuição

Conduta

Ajustar dose

Captopril

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Efeito nefrotóxico aumentado da ciclosporina

Conduta

Evitar o uso

Carbamazepina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Carvedilol

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da ciclosporina, até mesmo toxicidade

Mecanismo de Ação

Diminuição no metabolismo da ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Ceftriaxona

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade da ciclosporina

Mecanismo de Ação

Diminuição do metabolismo hepático

Conduta

Evitar o uso

Cetoconazol

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Ciclosporina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo hepático e intestinal da Ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Cetoprofeno

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da nefrotoxicidade de ambas as subst.

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Ciprofloxacina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade da ciclosporina

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Considerar outro antibiótico

Contraceptivos

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Ciclosporina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Evitar o uso

Diclofenaco

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Nefrotoxicidade de ambas as subst.

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Digoxina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Digoxina , resultando em toxicidade

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Diltiazem

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Ciclosporina, levando a toxicidade

Conduta

Considerar outra terapia

Dipirona

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da ciclosporina

Mecanismo de Ação

Aumento do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Eritromicina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Ciclosporina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Aumento da velocidade e extensão da absorção da Ciclosporina ou redução do seu volume de distribuição

Conduta

Ajustar dose

Fenitoína

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da ciclosporina

Mecanismo de Ação

Diminuição da absorção e aumento do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Incompatível

Fosfato Dissódico de Dexametasona

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Dexametasona

Conduta

Ajustar dose

Imipenem

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da neurotoxicidade de ambas as Subst.

Mecanismo de Ação

Toxicidade aditiva ou sinérgica

Conduta

Considerar outro antibiótico

Levofloxacino

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade da Ciclosporina

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Considerar outro antibiótico

Marbofloxacina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Nefrotoxicidade

Conduta

Evitar o uso

Metoclopramida

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Metoclopramida, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Aumento da motilidade gastrointestinal e o esvaziamento gástrico mais rápido devido a ação pró-cinética da Metoclopramida pode levar a um aumento da absorção da Ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Metronidazol

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Ciclosporina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Micofenolato

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Micofenolato

Mecanismo de Ação

Ciclosporina pode reduzir a circulação entero-hepática do Micofenolato

Conduta

Evitar o uso

Norfloxacina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade da Ciclosporina

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Considerar outro antibiótico

Prednisolona

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento dos efeitos terapêuticos de ambos os fármacos

Conduta

Ajustar dose

Sulfadiazina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da ciclosporina

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Terbinafina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Ciclosporina

Mecanismo de Ação

Aumento do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

Trimetoprima

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da ciclosporina

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Evitar o uso

Verapamil

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Ciclosporina, levando a toxicidade

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo da Ciclosporina

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Utilização

Via

Oral

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12/12 horas 24/24 horas 48/48 horas

OBSERVAÇÕES

Após o período de indução, alguns casos de dermatite atópica são controlados pela administração de doses baixas, de 5 mg/kg em dias alternados ou a cada 2 dias.

Quando usada no tratamento de animais a serem submetidos a transplantes de órgãos, as doses são geralmente mais altas e as concentrações sanguíneas são mantidas em níveis mais elevados.

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, entre 15°C e 30°C, ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Dermatite Atópica (SID)

24/24 horas

Cães

3 - 7 mg / kg

calcular

Fístula perianal

12/12 horas

Cães

5 - 7 mg / kg

calcular

Felino - Gatos

24/24 horas

3 - 5 mg / kg

calcular

Dias alternados

5 - 10 mg / kg

calcular

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A ciclosporina liga-se a receptores celulares específicos da calcineurina e inibe a via de transdução de sinal do receptor ativado de linfócitos T.

Seus efeitos na supressão da liberação de interleucina 2 (IL-2) e outras citocinas e no bloqueio da proliferação de linfócitos T ativados são bastante importantes

A ciclosporina também inibe os poros de transição de permeabilidade mitocondrial, o que pode atenuar a ocorrência de lesões miocárdicas durante reperfusões.

FARMACOCINÉTICA

A meia-vida da ciclosporina é de 8-9 horas (média) em cães e 8-10 horas (média) em gatos. No entanto, observa-se grande variabilidade nas duas espécies. A absorção oral é baixa (20-30%) e pode ser afetada pela ingestão de alimentos e por interações medicamentosas.

EFEITOS ADVERSOS

Os efeitos adversos mais comuns são os problemas gástricos (vômitos, diarreia e anorexia).

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não usar em animais prenhes e em lactação.

SUPERDOSAGEM

Altas doses foi relacionada a neurotoxicidade em cães, provocam lesões cutâneas e proliferação gengival, além de vômitos, diarreia, perda de peso, gengivite e periodontite dependentes da dose e que são revertidos após a interrupção do tratamento.

Referências Bibliográficas

FULGÊNCIO, G. O. et al. Sistema de liberação contendo ciclosporina para o tratamento de ceratoconjuntivite seca: estudo preliminar. Rev. bras.oftalmol. vol.72 no.4 Rio de Janeiro July/Aug. 2013

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012

TEIXEIRA, R. B et al. Efeitos da aplicação tópica da ciclosporina A a 2% sobre a córnea de cães submetidos à ceratoplastia lamelar com implante de pericárdio de eqüino preservado em glicerina: avaliação clínica e morfológica. Cienc. Rural [online]. Vol.34, n.1, pp.131-138. 2004

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório