Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Micofenolato

Classificaçāo

Imunossupressor

Receita

Restrito a Hospitais

Espécies

Cães

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Micofenolato 500 mg, comprimido
  • - Micofenolato 360 mg, comprimido, gastrorresistentes
  • - Micofenolato 250 mg, cápsula
  • - Micofenolato 180 mg, comprimido, gastrorresistentes
  • - Cellcept 250 mg, cápsula
  • - Cellcept 500 mg, comprimido
  • - Myfortic 180 mg, comprimido, gastrorresistentes
  • - Myfortic 360 mg, comprimido, gastrorresistentes

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

É empregado de forma limitada para o tratamento de algumas doenças imunomediadas. em alguns pacientes que não podem tolerar outras substâncias imunossupressoras, como a azatioprina ou a ciclosporina.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não usar em pacientes em tratamento de infecções, é um potente medicamento imunossupressor e pode aumentar a suscetibilidade a infecções.

EFEITOS ADVERSOS

Distúrbios gastrointestinais são mais observados.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

8/8 horas

12/12 horas

Doses

Recomendado

Cães

10 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Na administração de 12/12 horas a dose pode ser de 20 mg/kg. A administração de micofenolato em medicina veterinária, porém, é rara.

Interações medicamentosas

Aciclovir

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do Aciclovir

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Ajustar dose

Ciclosporina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Micofenolato

Mecanismo de Ação

Ciclosporina pode reduzir a circulação entero-hepática do Micofenolato

Conduta

Evitar o uso

Metronidazol

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Micofenolato

Mecanismo de Ação

Redução da circulação entero-hepática do Micofenolato

Conduta

Ajustar dose

Rifampicina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Micofenolato

Mecanismo de Ação

Rifampicina pode reduzir a circulação entero-hepática do Micofenolato

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

O micofenolato é uma pró-droga biotransformada em ácido micofenólico (MPA).

Quando biotransformado, o micofenolato inibe a inosina monofosfato desidrogenase (IMDPH), uma importante enzima para a síntese de novo de purinas nas células imunes, principalmente linfócitos T e B ativados, que são bastante dependentes da síntese de nucleotídios.

Assim, o micofenolato é eficaz na supressão da proliferação linfocitária e reduz a síntese de anticorpos.

FARMACOCINÉTICA

Sua meia-vida em cães é de apenas 45 minutos, mas seu metabólito persiste por mais tempo (8 horas). De acordo com estudos farmacocinéticos conduzidos em cães, a taxa de eliminação do micofenolato é rápida (meia-vida inferior a 1 hora), o que pode requerer a administração de diversas doses para que a terapia seja eficaz.

EFEITOS ADVERSOS

Distúrbios gastrointestinais são mais observados.

MONITORAMENTO

Monitorar o aparecimento de sinais de infecções.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012

SCOTT-MANCRIEFF, J. C. R. Tratamento de doenças imunomediadas primárias. In: NELSON, R. W.; COUTO, C. G. Medicina Interna de Pequenos Animais; tradução: Cíntia Raquel Bombardieri et al. Rio de Janeiro: Elsevier, 5ª edição, 2015