Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Sotalol

Classificaçāo

Beta-Bloqueador

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, entre 15°C e 30°C, ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Sotalol 160 mg, comprimido
  • - Sotalol 120 mg, comprimido
  • - Sotalol 240 mg, comprimido
  • - Sotacor 120 mg, comprimido
  • - Sotacor 160 mg, comprimido
  • - Sotacor 240 mg, comprimido

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado em arritmias ventriculares, controle da frequência cardíaca nas arritmias supraventriculares, hipertrofia ventricular, insuficiência cardíaca e no tratamento da hipertensão.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não usar em animais desidratados ou hipotensos. Usar com cautela em animais com reserva cardíaca limitada e portadores de doenças respiratórias.

EFEITOS ADVERSOS

Bradicardia, depressão miocárdica, redução do débito cardíaco

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não é recomendado o uso em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Altas doses podem causar hipotensão grave, insuficiência cardíaca, choque cardiogênico e parada cardíaca.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12 / 12 horas

Doses

Recomendado

Cães e Gatos

1 - 2 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Amiodarona

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Prolongam a refratariedade

Conduta

Evitar o uso

Antidepressivos Tricíclicos

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Arritmias graves

Mecanismo de Ação

Prolongamento do intervalo QT

Conduta

Evitar o uso

Beta-Bloqueadores

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeitos Aditivos

Conduta

Evitar o uso

Ciprofloxacino

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Arritmia cardíaca grave, taquicardia ventricular e fibrilação

Mecanismo de Ação

Efeito aditivo no prolongamento do intervalo QT

Conduta

Incompatível

Cisaprida

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Aumento do risco de arritmias cardíacas

Mecanismo de Ação

Efeito aditivo do prolongamento do intervalo QT

Conduta

Incompatível

Clonidina

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Hipertensão grave

Mecanismo de Ação

Interação farmacodinâmica em nível de receptores Adrenérgicos

Conduta

Evitar o uso

Diltiazem

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Hipotensão, bradicardia, sinais de insuficiência cardíaca

Mecanismo de Ação

Possivelmente devido aos efeitos aditivos ou sinérgicos entre as substâncias

Conduta

Evitar o uso

Fenotiazinas

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Arritmias graves

Mecanismo de Ação

Efeito sinérgicos ou aditivo de ambas as subst. em prolonogar o intervalo QT corrigido

Conduta

Incompatível

Manitol

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da cardiotoxicidade do Sotalol

Mecanismo de Ação

Hipocalemia e hipomagnesemia causadas pelo diurético levam a toxicidade do Sotalol

Conduta

Evitar o uso

Norfloxacina

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Arritmias graves

Mecanismo de Ação

Prolongamento do intervalo QT

Conduta

Evitar o uso

Procainamida

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Prolongam a refratariedade

Conduta

Evitar o uso

Quinidina

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Prolongam a refratariedade

Conduta

Evitar o uso

Reserpina

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Hipotensão, bradicardia, arritmias

Mecanismo de Ação

Redução excessiva do tônus nervoso simpático em repouso

Conduta

Incompatível

Salbutamol

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Salbutamol

Conduta

Ajustar dose

Terbutalina

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido da Terbutalina

Conduta

Ajustar dose

Verapamil

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Hipotensão, bradicardia, sinais de insuficiência cardíaca

Mecanismo de Ação

Possivelmente devido aos efeitos aditivos ou sinérgicos entre as substâncias

Conduta

Incompatível

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Diminui a taxa de despolarização espontânea por reduzir a atividade simpática; Não é seletivo para os receptores adrenérgicos beta 1 e beta 2.

Sua ação é parecida com a do propranolol (um terço da potência), porém seus efeitos benéficos são maiores do que os de outros antiarrítmicos.

FARMACOCINÉTICA

É um beta-bloqueador solúvel em água e por isso sofre menos depuração hepática.

Os níveis plasmáticos e as diferenças interindividuais de depuração são menos esperados do que com outros betabloqueadores.

EFEITOS ADVERSOS

Bradicardia, depressão miocárdica, redução do débito cardíaco

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não é recomendado o uso em gestantes e lactantes.

SUPERDOSAGEM

Altas doses podem causar hipotensão grave, insuficiência cardíaca, choque cardiogênico e parada cardíaca.

MONITORAMENTO

Monitorar cuidadosamente a frequência e o ritmo cardíacos do paciente durante o tratamento.

No início da terapia, monitore os pacientes quanto a piora da insuficiência cardíaca.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Referências Bibliográficas

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012

SCHWARTZ, D. S. e MELCHERT, A. Terapêutica do Sistema Cardiovascular em Pequenos Animais. In: ANDRADE, S. F. Manual de terapêutica veterinária. 3ª ed. – São Paulo: Roca, 2008.

VITAL, M. A. B. F.; ACCO, A. Agonistas e antagonistas adrenérgicos. In: Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária, 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.