Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Tepoxalina

Classificaçāo

Anti-inflamatório Não Esteroidal (AINE)

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães

Apresentações e concentrações

Opções veterinárias

Apresentações e concentrações

  • - Tepoxalina 50 mg, comprimido
  • - Tepoxalina 100 mg, comprimido
  • - Tepoxalina 200 mg, comprimido

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Anti-inflamatório não esteroidal. Usado para dor e osteoartrites em cães.

EFEITOS ADVERSOS

Os AINES causam diversos efeitos adversos nos animais, sendo mais comumente observados os efeitos relativos ao sistema gastrintestinal, como vômito, inapetência, gastrite, ulcerações e hemorragias.

Em animais que apresentam comprometimento prévio, ou em tratamentos prolongados podem agravar quadros de doenças renais e hepáticas.

Os principais efeitos causados pelo tratamento com tepoxalina no cão são: vômito, diarreia e inapetência.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Usar com cautela em gestantes.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

24 / 24 horas

Doses - Cães

1º Dia

10 - 20 mg / kg

calcular

Demais Dias

10 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Anticoagulantes

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade da Tepoxalina

Conduta

Evitar o uso

Antiinflamatório não-esteróide

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade da Tepoxalina

Conduta

Evitar o uso

Diuréticos

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da toxicidade da Tepoxalina

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

O mecanismo de ação dos AINEs (Anti-inflamatórios não esteroides) ainda não são completamente conhecidos, porém sabe-se uma das principais funções é a de inibir a síntese das prostaglandinas, importante processo da inflamação.

A inibição da síntese de prostaglandinas ocorre principalmente pela inibição específica das ciclixigenases (COX-1 e COX-2), e conseqüente redução da conversão do ácido araquidônico em prostaglandinas.

FARMACOCINÉTICA

É rapidamente absorvida e metabolizada no organismo canino quando administrada por via oral.

EFEITOS ADVERSOS

Os AINES causam diversos efeitos adversos nos animais, sendo mais comumente observados os efeitos relativos ao sistema gastrintestinal, como vômito, inapetência, gastrite, ulcerações e hemorragias.

Em animais que apresentam comprometimento prévio, ou em tratamentos prolongados podem agravar quadros de doenças renais e hepáticas.

Os principais efeitos causados pelo tratamento com tepoxalina no cão são: vômito, diarreia e inapetência.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Usar com cautela em gestantes.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

FREITAS, Gabrielle Coelho et al. Tepoxalina sobre a função renal e as enzimas hepáticas em gatos submetidos à hipotensão com isofluorano. Ciência Rural, v. 44, n. 6, p. 1073-1081, 2014.

TASAKA A. C. Anti-inflamatórios Não Esteroidais. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.