Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Ticarcilina
  • Clavulanato de Potássio

Classificaçāo

Antibiótico

Receita

Controle Especial - Humano

Espécies

Cães e Gatos

ARMAZENAMENTO

Permanece estável após reconstituição por 6 horas em temperatura ambiente ou 72 horas sob refrigeração.

Soluções congeladas podem permanecer estáveis por até 30 dias. Após descongelada, não recongelar.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Ticarcilina e Clavulanato de Potássio, 3 g Ticarcilina, 0,1 g Clavulanato de Potássio
  • - Timentin, 3 g Ticarcilina, 0,1 g Clavulanato de Potássio

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Penicilina de amplo espectro inibidor beta-lactamase. Utilizado para infecções sistêmicas.

EFEITOS ADVERSOS

Pode ocasionar principalmente reações alérgicas.

SUPERDOSAGEM

As altas doses podem produzir convulsões e diminuição da função plaquetária.

Administração e doses

Via(s)

SC

IM

IV

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

6 / 6 ou 8 / 8 horas

Doses

Recomendado

Cães e Gatos

20 - 50 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Utilizar doses maiores para sepse.

Interações medicamentosas

Anti-inflamatório não-esteróide

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado dos Anti-inflamatórios não-esteróides, com risco de hemorragias

Conduta

Evitar o uso

Anticoagulantes

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado dos Anticoagulantes, com risco de hemorragias

Conduta

Evitar o uso

Probenecida

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Ticarcilina e Clavulanato de Potássio

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

COMPATIBILIDADE

Pode ser diluído em glicose 5%, ringer com lactato, solução salina ou água estéril.

Também pode ser utilizada lidocaína 1% na diluição para redução da dor na aplicação IM.

Não deve ser misturado com aminoglicosídeos na mesma seringa de aplicação.

FARMACODINÂMICA

A ticarcilina atua de maneira semelhante à da amoxilina. Os antibióticos betalactâmicos se ligam às proteínas ligantes de penicilina, atuando durante a síntese de peptideoglicano.

Suas ações enfraquecem ou interferem na formação da parede celular, porém não tem capacidade de atuar na parede já formada.

A formulação da ticarcilina com ácido clavulânico protege a ticarcilina contra a degradação pelas enzimas beta-lactamases e amplia, efetivamente, o espectro antibiótico da ticarcilina para incluir diversas bactérias normalmente resistentes à ticarcilina e a outros antibióticos beta-lactâmicos.

FARMACOCINÉTICA

A ticarcilina e o ácido clavulânico apresentam baixa ligação proteica e são eliminados em maior parte inalterados pela urina.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Pode interferir em testes de proteína urinária e teste de Coombs.

EFEITOS ADVERSOS

Pode ocasionar principalmente reações alérgicas.

SUPERDOSAGEM

As altas doses podem produzir convulsões e diminuição da função plaquetária.

MONITORAMENTO

Monitorar a eficácia do tratamento e ocorrência de resistência bacteriana.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

FERREIRA, Ana Sofia dos Reis. Estudo retrospetivo da endocardite infeciosa em cães. 2017. Dissertação de Mestrado.

OLIVEIRA, Lis Christina et al. Perfil de isolamento microbiano em cães com otite média e externa associadas. 2006.

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012.