Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Imipenem

Classificaçāo

Antibiótico (grupo Beta-Lactâmicos)

Receita

Controle Especial - Humano

Espécies

Cães e Gatos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Informe ao Médico Veterinário a ocorrência de gestação ou lactação durante ou logo após o tratamento.

A interrupção do tratamento e a modificação de dose não devem ser feitas sem a orientação do Médico Veterinário. Os microrganismos são capazes de desenvolver resistência nos casos de subdosagem.

O medicamento só deve ser prescrito por um Médico Veterinário. O uso indiscriminado de antimicrobianos pode ser perigoso para a saúde dos animais.

As embalagens vazias podem ser recicladas ou descartadas no lixo comum após serem inutilizadas.

Continue o tratamento pelo tempo determinado pelo médico veterinário, mesmo se o animal apresentar melhora.

ARMAZENAMENTO

Deve ser armazenado em sua embalagem original, em temperatura ambiente (15°C a 30°C), protegido da luz e umidade e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Imipenem 500 mg, frasco-ampola

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

O imipeném e o meropeném são os antimicrobianos de maior espectro de ação utilizados na prática da clínica médica, atuando em 100% das estirpes bacterianas conhecidas. É indicado nas infecções hospitalares ou quando outros antimicrobianos falham, sendo ativos contra Acinetobacter e outros microorganismos multirresistentes (ANDRADE & GIUFFRIDA, 2008).

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

É contraindicado a pacientes com hipersensibilidade conhecida ao princípio ativo.

EFEITOS ADVERSOS

Podem produzir efeitos gastrointestinais como, vômito e diarreia, bem como flebites e indução da resistência a outros beta-lactâmicos. Se não associados com a cilastatina, podem ser nefrotóxicos.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não é recomendado o uso em fêmeas gestantes ou lactantes.

SUPERDOSAGEM

Em altas doses ou tratamentos prolongados, pode induzir a convulsões.

Administração e doses

Via(s)

IM

IV

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

6/6 horas

8/8 horas

Doses

Recomendado

Cães e Gatos

3 - 10 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Ciclosporina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da neurotoxicidade de ambas as Subst.

Mecanismo de Ação

Toxicidade aditiva ou sinérgica

Conduta

Considerar outro antibiótico

Cloranfenicol

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Imipenem

Conduta

Evitar o uso

Ganciclovir

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Convulsões, tremores e alterações do estado mental

Conduta

Evitar o uso

Tramadol

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Risco de convulsões

Conduta

Evitar o uso

Ácido Valpróico

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido do Ácido Valpróico

Mecanismo de Ação

Inibição da hidrólise do glucuronide de Ácido Valpróico

Conduta

Considerar outro antibiótico

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

COMPATIBILIDADE

O imipeném é incompatível com o lactato, não devendo ser diluído na presença deste.

FARMACODINÂMICA

Ligam-se às transpeptidases de membrana, assim como as outras beta-lactaminas, impedindo a síntese de parede celular e causando lise osmótica.

FARMACOCINÉTICA

Não são absorvidos por via oral. Atingem concentrações terapêuticas em todos os tecidos corporais. A metabolização é rapidamente efetuada por enzimas dipeptidases renais, o que levou a associá-los com a cilastatina, inibidor dessas enzimas. São eliminados pela via urinária (ANDRADE & GIUFFRIDA, 2008)

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Há relatos de discrasias sanguíneas com o uso de carbapenêmicos.

EFEITOS ADVERSOS

Podem produzir efeitos gastrointestinais como, vômito e diarreia, bem como flebites e indução da resistência a outros beta-lactâmicos. Se não associados com a cilastatina, podem ser nefrotóxicos.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não é recomendado o uso em fêmeas gestantes ou lactantes.

SUPERDOSAGEM

Em altas doses ou tratamentos prolongados, pode induzir a convulsões.

MONITORAMENTO

Deve ser monitorada a eficácia do tratamento e o possível aparecimento de efeitos adversos.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

ANDRADE, S.F. et al. Quimioterápicos, antimicrobianos e quimioterápicos. In: ANDRADE, S. F. Manual de terapêutica Veterinária, 3 ed. São Paulo: Editora Roca, 2008,

GALES, A. C. Comparação das atividades antimicrobianas de meropenem e imipenem/cilastatina: o laboratório necessita testar rotineiramente os dois antimicrobianos? Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial. Rio de Janeiro, v. 38, n. 1, p. 13-20, 2002

SPINOSA, H. S. Antibióticos: aminoglicosídeos, polimixinas, bacitracina e vancomicina. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.