Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Maropitant

Classificaçāo

Antiemético

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, entre 15°C e 30°C, ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Opções veterinárias

Apresentações e concentrações

  • - Maropitant 16 mg, comprimido (4 un)
  • - Maropitant 24 mg, comprimido (4 un)
  • - Maropitant 60 mg, comprimido (4 un)
  • - Maropitant 160 mg, comprimido (4 un)
  • - Maropitant 10 mg/mL, solução injetável, frasco (20 mL)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Uso como antiemético em cães, inibindo os vômitos associados à quimioterapia, à doença gastrointestinal, a toxinas, a nefropatias, ao estímulo vestibular (cinetose) e a estímulos circulantes, através da zona deflagradora dos quimiorreceptores, provocados por estímulos centrais e periféricos.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Devido ao acúmulo, o maropitant não deve ser administrado por mais de 5 dias consecutivos.

EFEITOS ADVERSOS

Foram observados, embora em baixa ocorrência: diarreia, anorexia, reação no local da injeção (quando utilizada a forma injetável), letargia, hipersalivação, tremores musculares, ânsia de vômito, entre outros.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não há estudos dos efeitos em pacientes gestantes, nem quanto a eliminação do medicamento no leite, logo o uso não é recomendado para estas pacientes.

SUPERDOSAGEM

Provocou sinais clinicamente relevantes de perda de peso, vômito, fezes moles, fraqueza, letargia, salivação e hipocalemia.

Administração e doses

Via(s)

Oral

SC

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

24 / 24 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

Até 5 dias.

Doses - Cães e Gatos

SC

1 mg / kg

calcular

Oral

2 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Cães em casos de cinetose: 8 mg/kg por via oral 1 vez/dia por até 2 dias consecutivos

O uso em gatos não seja aprovado, o maropitant é usado de modo seguro e eficaz nestes animais para o tratamento de vômitos de diferentes etiologias.

Interações medicamentosas

Benzodiazepínicos

Tipo de Interação

Antagonismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico diminuido de uma das subst.

Mecanismo de Ação

Competição por canais de cálcio

Conduta

Evitar o uso

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Atua como antieméticos bloqueando o receptor de neurocinina 1 (NK1; também conhecida como Substância P) e apresentam menor afinidade por outros receptores de neurocinina (NK2 e NK3).

Embora os receptores de NK1 estejam envolvidos em outras respostas fisiológicas e comportamentais, nas doses usadas no controle da êmese, não provocam efeitos colaterais relacionados ao bloqueio de outros receptores.

A neurocinina 1 é um neurotransmissor que estimula o centro emético. O maropitant pode inibir os vômitos induzidos por estímulos centrais e periféricos mediados

por outros neurotransmissores, como a acetilcolina, a histamina, a dopamina e a serotonina.

FARMACOCINÉTICA

A farmacocinética dependente da dose ocorre com redução da depuração e aumento da meia-vida em doses superiores a 2 mg/kg.

Devido à sua farmacocinética não linear, é possível haver acúmulo do princípio ativo durante a administração repetida.

Após a administração oral, a absorção é de 24% em dose de 2 mg/kg e de 37% em dose de 8 mg/kg em cães. A farmacocinética não é afetada pela ingestão de alimentos. Em gatos, a depuração é muito menor do que em cães, e a meia-vida do medicamento é maior, de 13-17 horas.

Nos felinos, a absorção subcutânea é praticamente completa e a absorção oral é de 50%.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Foram observadas tendências para diminuição dos valores de fósforo plasmático e do número de leucócitos, caracterizada por neutrófilos reduzidos.

EFEITOS ADVERSOS

Foram observados, embora em baixa ocorrência: diarreia, anorexia, reação no local da injeção (quando utilizada a forma injetável), letargia, hipersalivação, tremores musculares, ânsia de vômito, entre outros.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não há estudos dos efeitos em pacientes gestantes, nem quanto a eliminação do medicamento no leite, logo o uso não é recomendado para estas pacientes.

SUPERDOSAGEM

Provocou sinais clinicamente relevantes de perda de peso, vômito, fezes moles, fraqueza, letargia, salivação e hipocalemia.

MONITORAMENTO

Monitorar os sinais clínicos e a doença que pode ser a causa dos vômitos.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

CRIVELLENTI, S. B.; CRIVELLENTI, Z. L.; ANJOS, D. S. Boola Vet - Bulário Médico Veterinário para Cães e Gatos. 1. ed. São Paulo: Editora MedVet, 2013. 171 p.

HICKMAN, M. A. et al. Safety, pharmacokinetics and use of the novel NK-1 receptor antagonist maropitant (CereniaTM) for the prevention of emesis and motion sickness in cats. Journal of veterinary pharmacology and therapeutics, v 31, issue 3, p. 220-229, 2008.

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012.