Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Metergolina

Classificaçāo

Antigalactogênico

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Metergolina 2 mg, comprimido
  • - Metergolina 0,5 mg, comprimido

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado para a inibição da galactogênese e da pseudociese.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

É contraindicado a pacientes com hipersensibilidade conhecida ao princípio ativo

EFEITOS ADVERSOS

Pode causar distúrbios gastrointestinais e hiperexcitabilidade

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não deve ser usada em femêas gestantes ou lactantes quando o objetivo não for o aborto ou a interrupção da lactação.

SUPERDOSAGEM

Altas doses podem intensificar os efeitos adversos.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12 / 12 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

4 a 8 dias

Doses

Recomendado

Cães e Gatos

0,1 - 0,2 mg / kg

calcular

Interações medicamentosas

Observações da interação

Desconhecida

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A metergolina é um derivado sintético do Ergot, com ação antagonista serotoninérgica a nível de receptores do sistema nervoso autônomo. Ela atua inibindo competitivamente os receptores de serotonina no hipotálamo, o que leva a uma inibição da secreção de prolactina pela hipófise e, conseqüentemente, a interrupção da produção do leite pelas glândulas mamárias.

FARMACOCINÉTICA

A metergolina é rapidamente absorvida após administração oral, alcançando concentrações plasmáticas terapêuticas duas horas após administração. Sua metabolização ocorre à nível hepático, e a eliminação - relativamente lenta, em torno de doze horas - ocorre 90% através das fezes (excreção biliar) e 10% através da urina.

EFEITOS ADVERSOS

Pode causar distúrbios gastrointestinais e hiperexcitabilidade

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não deve ser usada em femêas gestantes ou lactantes quando o objetivo não for o aborto ou a interrupção da lactação.

SUPERDOSAGEM

Altas doses podem intensificar os efeitos adversos.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

MARTINS, L. R.; LOPES, M. D. Pseudociese canina. Rev Bras Reprod Anim, Belo Horizonte, v.29, n.3/4, p.137-141, jul./dez. 2005.

SILVA, T. C. et al. Avaliação do efeito inibitório da metergolina na lactação de cadelas com pseudociese - relato de caso. Anais - JEPEX, UFRPE, 2009