Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Alprazolam

Classificaçāo

Benzodiazepínico

Receita

Receita Azul ou B

Espécies

Cães e Gatos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Para o tratamento de fobia para algum tipo de evento, administrar a medicação de 30 a 60 min antes do evento.

ARMAZENAMENTO

Deve ser armazenado em temperatura ambiente (15°C a 30°C) ao abrigo da luz

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Alprazolam 0,5 mg, comprimido
  • - Alprazolam 1,0 mg, comprimido
  • - Alprazolam 2,0 mg, comprimido
  • - Alprazolam 0,25 mg, comprimido
  • - Frontal 0,25 mg, comprimido
  • - Frontal 0,5 mg, comprimido
  • - Frontal 1,0 mg, comprimido
  • - Frontal 2,0 mg, comprimido

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Tranquilizante para tratamento de alterações comportamentais, como ansiedade, agressividade e pânico.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

É contraindicado para pacientes com alergia prévia a esta substância ou a outros benzodiazepínicos.

EFEITOS ADVERSOS

O paciente pode apresentar sonolência, capacidade de reação diminuída, fadiga, fraqueza muscular. Há relatos de excitação paradoxal.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Deve se evitar o uso em fêmeas destinadas à reprodução.

SUPERDOSAGEM

Apresenta baixa toxicidade quando administrado isoladamente, no entanto, dependendo da dosagem e da utilização de outros depressores os sinais podem incluir ataxia, hipotonia, hipotensão, depressão respiratória, coma e morte.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

- Cães: 12 / 12 ou 8 / 8 horas.

- AB45dGatos: 12 / 12 horas

Doses

Recomendado

Cães

0,01 - 0,1 mg / kg

calcular

Gatos

0,1 - 0,25 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

O alprazolam, bem como outros benzodiazepínicos podem ser usados indevidamente pelos tutores do paciente. Prescreva com cuidado.

Interações medicamentosas

Antifúngicos azóis

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento do efeito sedativo e da depressão do SNC prolongada e disfunção psicomotora

Mecanismo de Ação

Inibição das enzimas envolvidas no metabolismo oxidativo hepático do alprazolam

Conduta

Evitar o uso

Cimetidina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito sedativo aumentado do alprazolam

Mecanismo de Ação

Inibição das enzimas envolvidas no metabolismo oxidativo hepático do alprazolam

Conduta

Ajustar dose

Digoxina

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado da Digoxina , resultando em toxicidade

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Ajustar dose

Fentanil

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito terapêutico aumentado do Fentanil

Conduta

Ajustar dose

Fluvoxamina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Efeito sedativo aumentado do alprazolam, incluindo ataxia

Mecanismo de Ação

Diminuição da eliminação, prolongamento do tempo de meia vida e aumento das concentrações séricas do alprazolam devido inibição do metabolismo hepático oxidativo

Conduta

Ajustar dose

Nefazodona

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Moderado

Efeito Clínico

Aumento da depressão do SNC

Mecanismo de Ação

Inibição das enzimas envolvidas no metabolismo oxidativo hepático do alprazolam

Conduta

Ajustar dose

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

O alprazolam modula os efeitos induzidos pelo GABA no cérebro, ou seja, ao se ligar aos receptores do GABAa, este benzodiazepínico promove a abertura dos canais de cloro, induzindo a hiperpolarização da membrana pós-sináptica, o que impede a passagem do estímulo nervoso (Spinosa & Górniak, 2006).

FARMACOCINÉTICA

É rapidamente absorvido pelo trato gastrointestinal, distribui-se de forma ampla pelo organismo e ligam-se intensamente as proteínas plasmáticas. Ultrapassa a barreira hematoencefálica e é eliminado na urina na forma inativa (Spinosa & Górniak, 2006)

EFEITOS ADVERSOS

O paciente pode apresentar sonolência, capacidade de reação diminuída, fadiga, fraqueza muscular. Há relatos de excitação paradoxal.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Deve se evitar o uso em fêmeas destinadas à reprodução.

SUPERDOSAGEM

Apresenta baixa toxicidade quando administrado isoladamente, no entanto, dependendo da dosagem e da utilização de outros depressores os sinais podem incluir ataxia, hipotonia, hipotensão, depressão respiratória, coma e morte.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

SPINOSA, H. S.; GÓRNIAK, S. L. Tranquilizantes, relaxantes musculares de ação central e antidepressivos. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária. 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

TEIXEIRA, Elsa Palma. Desvios Comportamentais nas Espécies Canina e Felina: Panorama Actual e Discussão de Casos Clínicos. 2009. 100 p. Dissertação (Mestrado em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais), UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA, Lisboa, 2009.