Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Selegilina

Classificaçāo

Agonista Dopaminérgico

Receita

Controle Especial - Humano

Espécies

Cães e Gatos

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Selegilina 5 mg, comprimido

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado no tratamento do hiperadrenocorticismo hipófise-dependente e para o tratamento de disfunção cognitiva em cães idosos.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não usar em pacientes com hipersensibilidade ao princípio ativo.

Não usar no tratamento de tumores adrenais.

EFEITOS ADVERSOS

São raros, porém há relatos de distúrbios gastrointestinais, hiperatividade e inquietação.

SUPERDOSAGEM

Altas doses podem causar salivação ofegante com movimentos respiratórios repetitivos, diminuição do peso e mudança nos níveis de atividade.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

24 / 24 horas

Doses

Recomendado

Cães

1 - 2 mg / kg

calcular

Gatos

0,25 - 0,5 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Iniciar com a menor dose e aumentar gradualmente até o efeito desejado ser observado

Interações medicamentosas

Antidepressivos Tricíclicos

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Hiperpirexia, convulsões e morte

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Incompatível

Bupropiona

Tipo de Interação

Toxicidade

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Aumento do risco de toxicidade aguda

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Incompatível

Levodopa

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Hipertensão severa

Mecanismo de Ação

Inibição do metabolismo periférico da Levodopa e da Dopamina derivada pelo inibidor da MAO

Conduta

Evitar o uso

Meperidina

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Agitação, sudorese, febre e convulsões, podendo evoluir para o coma, apnéia e morte

Mecanismo de Ação

Desconhecido

Conduta

Incompatível

Sertralina

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Agitação, alterações da consciência, ataxia, mioclonias, reflexos hiperativos, tremores

Mecanismo de Ação

Acumulação rápida e excessiva de Serotonina

Conduta

Incompatível

Venlafaxina

Tipo de Interação

Sinergismo

Grau de Interação

Grave

Efeito Clínico

Hipertensão, taquicardia, hipertermia, mioclonia, alterações do estado mental

Mecanismo de Ação

Efeitos serotoninérgicos aditivos

Conduta

Incompatível

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

Inibe os receptores da monoamino-oxidase tipo B e o metabolismo de dopamina no SNC.

O aumento dos níveis cerebrais de dopamina, diminuem a liberação de ACTH, diminuindo os níveis de cortisol.

FARMACOCINÉTICA

Os metabólitos ativos da selegilina são a 1-anfetamina e 1-metanfetamina

EFEITOS ADVERSOS

São raros, porém há relatos de distúrbios gastrointestinais, hiperatividade e inquietação.

SUPERDOSAGEM

Altas doses podem causar salivação ofegante com movimentos respiratórios repetitivos, diminuição do peso e mudança nos níveis de atividade.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Referências Bibliográficas

BALBUENO, A. L. A. Disfunção cognitiva em cães: revisão de literatura. Monografia (especialização) - Clínica Médica de Pequenos Animais, Universidade Federal

Rural do Semi-Árido, Mossoró, 2012

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012