Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Uma associação dos vírus da Cinomose, Hepatite Infecciosa Canina, Adenovírus tipo 2 (agente viral da tosse dos canis), Parainfluenza e Parvovirose (CPV-2), modificados por passagens em cultura celular, liofilizados e do concentrado e lisado de Leptospira canicola, L. icterohaemorrhagiae, L. grippotyphosa, L. copenhageni e L. pomona, ressuspendidas no antígeno de Coronavírus, inativado

Classificaçāo

Biológico

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães

COMPOSIÇÃO

Uma associação dos vírus da Cinomose, Hepatite Infecciosa Canina, Adenovírus tipo 2 (agente viral da tosse dos canis), Parainfluenza e Parvovirose (CPV-2), modificados por passagens em cultura celular, liofilizados e do concentrado e lisado de Leptospira canicola, L. icterohaemorrhagiae, L. grippotyphosa, L. copenhageni e L. pomona, ressuspendidas no antígeno de Coronavírus, inativado.

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

A imunidade é estabelecida 21 dias após pelo menos 3 (três) doses da vacina, devendo nesse período, os animais serem mantidos isolados dos riscos de infecção. Esta imunidade perdura por 01 (um) ano, quando devem ser revacinados.

O uso concomitante com substâncias antimicrobianas ou antiinflamatórias poderá interferir com o desenvolvimento e a manutenção da resposta imune após a vacinação.

O uso de qualquer produto biológico pode causar reações anafiláticas. O antídoto nesses casos dependerá do tipo de reação e caberá ao Médico Veterinário instituir a terapia adequada.

A administração da vacina pode provocar o aparecimento de um pequeno nódulo no local da aplicação que pode persistir por um período de até dois meses, sendo a maioria dos casos auto-limitantes, reduzindo gradualmente e desaparecendo.

ARMAZENAMENTO

A vacina deve ser conservada à temperatura de 2°C a 8°C. fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Imuno-Vet, Frascos-ampola de liofilizado e frascos-ampola de diluente de 1 mL cada

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado para imunizar os cães susceptíveis à Cinomose, Hepatite Infecciosa Canina, Adenovírus tipo 2 (agente viral da tosse dos canis), Parainfluenza, Parvovirose, Coronavirose e Leptospirose canina.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Devem ser vacinados unicamente os cães em bom estado de saúde, pois os doentes, mal nutridos e fracos, não respondem satisfatoriamente à imunização.

Administração e doses

Via(s)

SC

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

Fazer a primeira dose na idade entre 45 e 60 dias, as vacinações subseqüentes, que deverão ser duas ou mais, dependendo da necessidade, devem ter o intervalo mínimo de 15 dias e o intervalo máximo de 30 dias entre elas.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

Revacinação anual

Doses

Recomendado

Cães

1 mL / animal

OBSERVAÇÕES

Adicionar assepticamente todo o conteúdo do frasco de diluente (vacina contra a coronavirose e leptospirose canina) ao frasco da vacina liofilizada. Depois de reconstituída, a vacina perde rapidamente sua capacidade de imunizar, em vista do que recomendamos aplicá-la imediatamente após reconstituição.

O protocolo de vacinação deve ser delineado pelo Médico Veterinário que o fará com base nas características epidemiológicas da área e da raça do animal.

É importante lembrar que:

A vacina deve ser considerada como uma ferramenta de controle, prevenção e erradicação de doenças dentre outras obrigatoriamente necessárias;

Nenhuma vacina confere imunidade em 100% dos animais vacinados. O processo de imunização tem estreita relação com a imunocompetência individual dos animais;

Vacinas não conferem imunidade em animais muito jovens por interferência dos anticorpos maternos;

Animais estressados, imunodeprimidos, mal nutridos, que estejam incubando doenças infecciosas, apresentando verminoses ou ainda estejam afetados por outras enfermidades, podem apresentar resposta à imunização comprometida;

Qualquer fator de natureza biológica (contaminação), química (substâncias químicas) ou física (calor, sol) capaz de neutralizar ou inativar os vírus, torna estes antígenos ineficientes, porque a ausência da replicação viral é insuficiente para a estimulação de uma resposta imune adequada. Isto pode ocorrer quando são observados fatores

relacionados à má conservação ou validade superada da vacina, ou ainda fatores humanos como erro na preparação da vacina no momento da aplicação, uso de medicamentos associados na mesma seringa, uso de produtos químicos para esterilizar seringas, uso excessivo de álcool para assepsia da pele;

A vacina não deve ser utilizada como única ferramenta de controle de doenças em grupos de animais. Devem ser consideradas obrigatoriamente, as medidas de biossegurança (os fatores de risco que aumentam a susceptibilidade à doença devem ser combatidos).

Interações medicamentosas

Observações da interação

Não se aplica

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

Este produto ainda não tem informações de Farmacologia.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.