Doxitrat 80 mg (10 x 10 mm)

Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Doxiciclina

Classificaçāo

Antibiótico (grupo Tetraciclinas)

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

COMPOSIÇÃO

Doxitrat 80 mg

Cada comprimido contém:

Doxiciclina (hiclato) 80,00 mg

Palatabilizante Super Premium 5,85 mg

Excipiente q.s.p. 365,00 mg


Doxitrat 200 mg

Cada comprimido contém:

Doxiciclina (hiclato) 200,00 mg

Palatabilizante Super Premium 5,85 mg

Excipiente q.s.p. 390,00 mg

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, à temperatura ambiente (15°C a 30°C), ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Doxitrat 80 mg, comprimido (12 un)
  • - Doxitrat 80 mg, comprimido (24 un)
  • - Doxitrat 200 mg, comprimido (24 un)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado para o tratamento de diversas enfermidades que acometem cães e gatos, causadas por agentes etiológicos sensíveis à doxiciclina tais como: Erliquiose canina provocada por Ehrlichia canis, Febre maculosa (“Rocky Mountain Spotted Fever”) provocada por Rickettsia rickettsii, Babesiose canina provocada por Babesia canis, Bartonelose provocada por Bartonella spp., Borreliose provocada por Borrelia burgdorferi, Hemobartonelose provocada por Haemobartonella felis, Infecções causadas por Chlamydia spp., Infecções respiratórias tais como pneumonia e broncopneumonia provocadas por Bordetella, bronchiseptica, Streptococcus spp., Staphylococcus spp., Pasteurella spp., Haemophilus influenzae, Mycoplasma spp. e Escherichia coli, Infecções genitourinárias, tais como metrites e cistites, provocadas por cepas sensíveis de Klebsiella spp., Escherichia coli, Staphylococcus spp., Streptococcus spp., Enterococcus spp., Leptospira spp. e Brucella canis, Infecções intestinais provocadas por cepas susceptíveis de Shiguella spp., Salmonella spp. e Escherichia coli, Infecções articulares, tais como artrites, provocadas por Streptococcus spp., Staphylococcus spp. e Corynebacterium spp., Infecções dermatológicas, feridas infectadas, pós-operatório e otites provocadas por Staphylococcus aureus, Streptococcus spp., Corynebacterium spp., Escherichia coli e Pasteurella multocida, Infecções causadas pelos seguintes protozoários: Entamoeba spp., Balantidium coli, Isospora spp., Toxoplasma spp.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

A doxiciclina é contra-indicada em casos de conhecida hipersensibilidade às tetraciclinas, bem como em pacientes portadores de hepatopatias graves. O uso das tetraciclinas durante o desenvolvimento da dentição (das últimas 2 a 3 semanas de prenhez até o primeiro mês de vida do filhote) poderá causar descoloração dos dentes.

EFEITOS ADVERSOS

Embora raramente, poderão ocorrer reações de hipersensibilidade, náuseas, vômitos, anorexia e/ou diarréia. Os efeitos gastrintestinais junto às refeições, sem que a absorção do medicamento seja significativamente afetada. Podem ser minimizados através da administração do produto junto às refeições. Fenômenos de fotossensibilização (pela exposição do animal tratado à luz solar direta ou ultravioleta) poderão eventualmente ocorrer. O tratamento deverá ser interrompido à primeira evidência de eritema, indicando este tipo de reação

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

É contra indicada para gestantes e lactantes.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12 / 12 ou 24 / 24 horas

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

7 a 10 dias consecutivos ou a critério do Médico Veterinário.

Doses - Cães e Gatos

12 / 12 horas

5 mg / kg

calcular

24 / 24 horas

10 mg / kg

calcular

OBSERVAÇÕES

Como acontece com outras tetraciclinas, o uso da doxiciclina pode gerar um complexo estável de cálcio nos tecidos osteogênicos, embora em menor grau do que ocorre com outros compostos do grupo. A doxiciclina pode produzir reações nefrotóxicas quando utilizada após o vencimento do prazo de validade.

Interações medicamentosas

Observações da interação

Evitar o uso concomitante da doxiciclina com compostos contendo cátions divalentes ou trivalentes, já que estes podem diminuir a absorção da droga. Recomenda-se um intervalo mínimo de 2 horas antes ou depois da administração da droga, para utilização de produtos que contenham alumínio, cálcio, magnésio, zinco e bismuto. Para produtos contendo sais de ferro, o intervalo deverá ser de 3 horas antes ou 2 horas depois da administração da doxiciclina. O uso concomitante de bicarbonato de sódio com a doxiciclina poderá resultar na formação de um complexo não absorvível. Do mesmo modo, a administração de antiácidos ou bicarbonato de sódio em 1 a 3 horas após o uso do produto poderá prejudicar a absorção do antibiótico, devido à elevação do pH gástrico. Não administrar a pacientes que estejam recebendo barbitúricos, fenitoína ou outras substâncias que induzam a atividade das enzimas microssomais hepáticas. Há necessidade de ajustes de dosagem da doxiciclina nestes casos. Não associar com drogas bactericidas, tais como penicilinas e cefalosporinas. Não usar simultaneamente o produto com drogas capazes de gerar toxicidade hepática.

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A doxiciclina é um antimicrobiano da família das tetraciclinas, de amplo espectro de ação. Apresenta rápida e elevada taxa de absorção oral e persistentes níveis sangüíneos, devido à sua fixação às proteínas plasmáticas. que é apenas parcialmente eliminada pelos rins.

É eficaz contra bactérias gram-positivas, gram-negativas, leptospiras, Rickettsia, Chlamydia, Mycoplasma, Actinomyces, Brucella e alguns protozoários.

FARMACOCINÉTICA

A doxiciclina é bastante lipossolúvel, o que permite maior penetração através da membrana plasmática e excelente distribuição nos tecidos, inclusive no SNC e no meio intracelular. Ocorre biotransformação parcial no fígado. Ao contrário das outras tetraciclinas, a doxiciclina é eliminada em grande parte por excreção intestinal sob forma inativa, não propiciando o desenvolvimento de infecções oportunistas no uso prolongado. A droga não sofre acúmulo em pacientes com doenças renais, já que é apenas parcialmente eliminada pelos rins.

EFEITOS ADVERSOS

Embora raramente, poderão ocorrer reações de hipersensibilidade, náuseas, vômitos, anorexia e/ou diarréia. Os efeitos gastrintestinais junto às refeições, sem que a absorção do medicamento seja significativamente afetada. Podem ser minimizados através da administração do produto junto às refeições. Fenômenos de fotossensibilização (pela exposição do animal tratado à luz solar direta ou ultravioleta) poderão eventualmente ocorrer. O tratamento deverá ser interrompido à primeira evidência de eritema, indicando este tipo de reação

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

É contra indicada para gestantes e lactantes.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Referências Bibliográficas

Este produto ainda não tem Referências/Literatura Recomendada.