Sobre

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Metilfenidato

Classificaçāo

Simpatomimético

Receita

Receita Amarela ou A

Espécies

Cães

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Não faça uso deste medicamento sem orientação Médica. O abuso deste medicamento pode causar tolerância e dependência.

Informe ao Médico Veterinário a ocorrência de gestação ou lactação durante ou logo após o tratamento.

A interrupção do tratamento e a modificação de dose não devem ser feitas sem a orientação do Médico Veterinário.

O medicamento só deve ser prescrito por um Médico Veterinário. O uso indiscriminado só pode ser perigoso para a saúde dos animais.

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, entre 15°C e 30°C, ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • - Metilfenidato 10 mg, comprimido (20 un)
  • - Metilfenidato 10 mg, comprimido (60 un)
  • - Ritalina 10 mg, comprimido (20 un)
  • - Ritalina 10 mg, comprimido (60 un)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Análogo da anfetamina, é usado como estimulante do SNC em casos de letargia, narcolepsia e depressão.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não se deve ser usado em pacientes hipertensos, epiléticos, glaucomatosos, deprimidos graves, nem a pacientes muito agitados e excitáveis.

EFEITOS ADVERSOS

Pode causar anorexia, náuseas, agitação e arritmias cardíacas.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não deve ser usado em pacientes gestantes ou lactantes.

SUPERDOSAGEM

Altas doses podem provocar efeitos psicóticos, hiperpirexia, convulsões e até coma.

Administração e doses

Via(s)

Oral

Videos da(s) via(s)

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

12 - 24 horas

Doses

Recomendado

Cães

5 - 10 mg / animal

Interações medicamentosas

Observações da interação

Apresentam interação com outros simpatomiméticos, inibidores da monoamina oxidase, anticoagulantes, fenilbutazona, imipramina e fenitoína.

* Aviso Legal - Interações Medicamentosas - O Aplicativo Vet Smart contém informações de interação medicamentosas em geral, que foram levantadas por pesquisa realizada pelo próprio Vet Smart, de modo que as informações médicas e sobre medicamentos não é um aconselhamento médico veterinário e não deve ser tratado como tal. Portanto, a Vet Smart não garante nem declara que a informação sobre tratamentos médicos veterinários ou interações medicamentosas do Aplicativo Vet Smart: (A) estará constantemente disponível, ou disponíveis a todos; ou (B) são verdadeiras, precisas, completas, atuais ou não enganosas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

É um simpatomimético com ação estimuladora do SNC, parecido com a anfetamina

FARMACOCINÉTICA

É absorvido rapidamente no trato gastrointestinal, metabolizado e excretado por via renal

EFEITOS ADVERSOS

Pode causar anorexia, náuseas, agitação e arritmias cardíacas.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não deve ser usado em pacientes gestantes ou lactantes.

SUPERDOSAGEM

Altas doses podem provocar efeitos psicóticos, hiperpirexia, convulsões e até coma.

MONITORAMENTO

Monitorar a eficácia do tratamento, a pressão arterial em pacientes hipertensos e o possível surgimento de efeitos adversos.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório

Distribuidores

Este produto ainda não tem distribuidores

Referências Bibliográficas

AUGUELLO, D. E. Estimulantes do Sistem Nervoso Central. Hiperatividade. Narcolepsia. In: SILVA, P., 1921. Farmacologia/Penildon Silva – 8 ed. [Reimpr.]. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2010.

NEVES, I. V. et al. Fármacos utilizados no tratamento das afecções neurológicas de cães e gatos. Semina: Ciências Agrárias, Londrina, v. 31, n. 3, p. 745-766, jul./set. 2010

SCHERER, E. B. S. Metilfenidato causa alterações neuroquímicas e comportamentais em ratos. Dissertação (mestrado) - Ciências biológicas - bioquímica. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto alegre, 2010.