Informações

Aviso

Este medicamento é de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Substância(s) Ativa(s)

Citarabina

Tipo

Antineoplásico

Apresentações e concentrações

  • - Citarabina 100mg/5mL, solução injetável
  • - Citarabina 500mg/10mL, solução injetável

INDICAÇÕES

Tratamento de neoplasias linforreticulares, doenças mieloproliferativas e linfoma do SNC.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Não deve ser usada por paciente com hipersensibilidade conhecida ao medicamento. Não utilizar em pacientes com insuficiência grave de medula óssea.

Espécie de animal

Canino, Felino

Interações

Esse produto não contém interações, pois não há referências sobre ou ainda não foi preenchida por nossa equipe técnica.

Utilização

Via

IM, SC

FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

1 vez/dia por 2 semanas 1 vez/semana 1 vez/dia por 4 dias - 1 vez/semana

ARMAZENAMENTO

Deve ser armazenado em sua embalagem original, em temperatura ambiente (15°C a 30°C), protegido da luz e umidade e fora do alcance de crianças e animais domésticos. As soluções reconstituídas podem ser armazenadas a temperatura ambiente durante 48 horas. As soluções reconstituídas sem conservantes devem ser utilizadas imediatamente após reconstituição.

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Não faça a administração sem equipamentos de proteção ou sem conhecimento prévio sobre reconstituições, manuseio e aplicações de antineoplásicos.

1 vez/dia por 2 semanas

Recomendado

Cães e Gatos

5 - 10 mg / kg

calcular

1 vez/semana

Recomendado

Cães e Gatos

30 - 50 mg / kg

calcular

1 vez/dia por 4 dias - 1 vez/semana

Recomendado

Cães e Gatos

100 - 150 mg / m²

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

É um análogo pirimidínico. Atua na fase S pela inibição competitiva da síntese de DNA.

FARMACOCINÉTICA

Quando administrada por via parenteral atinge níveis terapêuticos até no líquor. A eliminação acontece por via renal.

EFEITOS ADVERSOS

Pode causar sinais gastrointestinais, neurológica e reações anafiláticas.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não deve ser utilizada por fêmeas gestantes ou lactantes.

SUPERDOSAGEM

Altas doses provocam consequente toxicidade neurológica.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

Esta relacionada a supressão da medula óssea; então pode ocorrer leucopenia, neutropenia e trombocitopenia.

MONITORAMENTO

Os pacientes devem ser monitorados com exames clínicos e hematológicos semanalmente.

Referências Bibliográficas

ANDRADE, S. F. Terapêutica antineoplásica. In: ANDRADE, S. F. Manual de terapêutica Veterinária, 3 ed. São Paulo: Editora Roca, 2008, 912 p.

DAGLI, M. L. Z., LUCAS, S. R. R. Agentes antineoplásicos. In: Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária, 4. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.

SANCHES, J. A. Jr. et al. Reações tegumentares adversas relacionadas aos agentes antineoplásicos – Parte I. An Bras Dermatol; 85(4):425-37, 2010.

Avaliações

Como você avaliaria a performance do produto?

Desempenho do Produto

Muito satisfatório
Satisfatório
Insatisfatório
Muito insatisfatório